Sábado, 02.05.09

Escrito por Larson Hill  

Será que tudo será o mesmo depois do último livro da Saga Luz e Escuridão ter sido escrito? E como será a vida, quando o ultimo filme da Saga, chegar aos grandes ecrãs? É claro que a vida irá continuar depois do Crepúsculo. Desde que a sequela do Crepúsculo, o Lua Nova, é o filme mais falado e antecipado e a Saga Luz e escuridão, tornou-se no mais antecipado e popular franchise (quer dos livros, quer dos filmes), a pergunta mais apropriada é – “Como é que será a vida após a Saga Luz e Escuridão?”

 

Quando digo “vida”, estou a referir-me á dinâmica social e toda a sua atitude colectiva afectada e guiada por uma nova geração que foi criada a ler a saga Luz e Escuridão. Que impacto terá o Crepúsculo, Lua nova, Eclipse e Amanhecer num grande sector da população – os fãs – que eventualmente, terão uma opinião influente na sociedade?

Terão as pessoas um novo ponto de vista nos relacionamentos, amor, sexo, força, e na épica luta entre o bem e o mal. Em 10 anos, 2019, como poderão os jovens poderes executivo crescentes ser diferentes dos profissionais de 2009, que baseiam o seu trabalho numa relação estável com a actual Saga Luz e Escuridão. Será que algumas atitudes diárias e usuais referentes a relacionamentos sofrerão algum impacto devido aos vários ângulos do Crepúsculo?

 


Antes de me debruçar sobre isto, as pessoas são indivíduos que tem as suas próprias ideias, as suas crenças, morais e valores. A Saga Luz e Escuridão é ficção, apenas isso. São livros e filmes com um forte estimulante para o entretenimento.

Contudo, vendo o quanto Crepúsculo e Lua Nova se tornarão populares, com pelo menos mais um filme a caminho (não há qualquer duvida que o Amanhecer será filmado), e possivelmente mais filmes, é provável que os fãs tenham algum impacto na sociedade nos próximos anos. Podem estabelecer alguma ligação entre os temas de reflexão individual do Harry Potter com a crescente geração “emo” desde o ano 2000? Eu não tenho a resposta. Mas tem existido alguma influência cultural do Harry Potter na geração PréCrepusculo.

Aqueles que não estão interessados nos livros da Stephenie Meyer e nos filmes até podem rolar os olhos com cinismos, e eu compreendo-os. Apesar de pudermos olhar para estas questões e rirmo-nos, tudo o que teremos de fazer é consultar um dos milhares de fóruns sobre o crepúsculo, para perceber o quanto os filmes e os livros são importantes no meio dos fas. E em muitos fóruns em toda a net, os fas não estão apenas a falar da vida amorosa do Robert Pattinson, da Kristen Stewart e do Taylor Lautner. Em vez disso, existe um profundo debate filosófico e uma discussão intelectual que se equipara aos níveis de Friedrich Nietzsche, Sigmund Freud, René Descartes, que também abrange a religião, espiritualidade, e uma variedade de tópicos estimulantes e provocadores. Vão e pesquisem, vão encontrá-los. E enquanto fãs mais velhos do Crepúsculo fervilham com um enorme debate intelectual, os fãs mais novos são expostos às mesmas discussões, onde muitos participam.

Por isso, como irá parecer o futuro pós Crepúsculo visto de um ponto de vista sociológico, em alguns assuntos?

Poder Feminino: Uma nova Força e Consciência Própria

Este titulo soa a uma frase feita, mas é fácil ver porque é que muitas jovens raparigas e mulheres se relacionam com o Crepúsculo e com o Lua Nova, principalmente com a Bella (Kristen Stewart) e a suas aventuras no primeiro e segundo livro. Apesar de as mulheres terem queimado os seus soutiens nos anos 60, e terem lutado pela igualdade, em tantos níveis, desde essa altura, ainda existe uma percepção de dependência que as mulheres apaixonadas, não podem viver sem os seus homens. Apesar de existir um simples facto de vida, que diz que o homem e a mulher precisam um do outro em muitos níveis, a Bella descobre que não precisa de ser dependente emocionalmente do Edward (Robert Pattinson), para a sua sobrevivência. Apesar de, o Edward ser uma influente, força física, a Bella aprende que ela também possui a força emocional para viver a vida sem ele, no Lua Nova.

Com certeza, isto não é nada novo, mas é uma mensagem forte para jovens raparigas e mulheres, em termos de competir num futuro dominado por homens. Dada a popularidade do Crepúsculo e do Lua Nova, numa grande parte da população feminina, levanta-se a questão, de quanto o futuro não tão distante dominado por homens, terá como oposição uma nova geração do sexo oposto, que não só sabe que pode viver a vida independentemente de um homem, mas sabe como vive-lo de uma forma poderosa, emocionalmente.

A julgar pelo calor da paixão da Bella, até o Edward foi apanhado de surpresa, pela sua força interior. A Bella não é uma vítima, na sua forma mais simplista, não como as mulheres tem sido vistas ao longo das décadas. Contudo, sem uma mulher não existe um homem, por isso, o impacto futuro do crepúsculo, pode conter uma melhor compreensão e respeito entre os sexos e equilíbrio com amor, paixão, instinto, e desejo. Como reagimos a eles e quais as suas consequências são duas coisas diferentes que podem levar a um novo conhecimento da força e consciência interior.


 

 



Catarina_TP às 01:57 | link do post | comentar

1 comentário:
De Bia PATTINSON a 2 de Maio de 2009 às 17:53
"E como será a vida, quando o ultimo filme da Saga, chegar aos grandes ecrãs? É claro que a vida irá continuar depois do Crepúsculo. "

Nao sei se ira :/
E se continuar, vai ser mesmo muitoo mal.. nao me vejo a encarar a ultima coisa que vou ver feita, sobre a saga.


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Nova tatuagem?
sai o divórcio no museu antes de no papel :D
É interessante ver Michael Sheen em um papel difer...
Obrigada!
Obrigada! Sê bem-vinda :)
Oi, sou do Brasil e sou nova por aqui, estou amand...
Não sabia que se conheciam, a St.Vincent faz parte...
Corrigido, obrigada :)
Sabe tão bem voltar a ver fotos dele em ação. Uma ...
A foto não tem dia específico. É de ''há alguns di...

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds