Sexta-feira, 12.06.09

Este é o papel que a catapultou para o estrelato, e Kristen Stewart está prestes a repetir sua parte como Bella Swan na ardentemente esperada sequela de Crepúsculo- Lua Nova.

 

Metro: Como é estar de volta ao set para fazer mais um filme da franquia Crepúsculo?

Kristen: É um pouco surreal estar de volta para fazer o segundo filme, porque foi algo em que pensei durante um ano inteiro e agora está a acontecer. Mas é como se eu não pudesse esperar mais nem um minuto para começar.

É difícil. Geralmente terminas um filme e há um processo muito longo de “luto”. Tens que te desfazeres da personagem. Tens que descartá-la da tua mente ou então ela continuará a importunar-te. Neste caso, eu não pude descartá-la completamente, e fiz outros trabalhos enquanto isso, o que causa uma sensação muito estranha.

Foi estranha a facilidade com que eu a incorporei novamente. Não sei se é porque tenho uma referência, como o livro, ou porque sabia que tinha que fazer isto. Não  sei, mas é bom. Parece que finalmente eu posso-me libertar da pressão.

 


M: Este não é aquele tipo de pressão que infliges a ti mesma?

K: Sim. Eu sinto isso em todos os filmes que faço. A diferença é que neste caso tive que esperar 1 ano. Enquanto houver algo na história ou na personagem que precise ser concluído - algo a ser consumado - enquanto isso não for vivido e  fisicamente manifestado, é uma história interminada. Então, até que dês vida a isso de verdade, básicamente tens a capacidade de matar a personagem na página. Se não fizeres essa justiça, então ninguém mais verá isso e  nunca vais aprender com essa experiência porque não fizeste bem a coisa.

Então, o facto de ter que viver uma coisa que eu acho tão valorosa, e subsequentemente ter pessoas a aprender com isso através da sua própria experiência, eu faria qualquer coisa. Eu saltaria de um penhasco por isso. Oh, há saltos de penhascos no nosso filme. Perfeito! (risos).

 

M: Quais são as mudanças nesta segunda parte? A tua personagem, Bella, corre riscos novamente…

K: Bem, ela perde o que básicamente dá a ela a vontade de fazer tudo na em toda a sua vida. Perde o homem pelo qual está apaixonada, mas também perde todo o seu plano de vida, e ela é tão jovem para ser forçada a tomar uma decisão como essa. É como uma versão glorificada, elaborada, do pior rompimento que já imaginaste. Do nada questionas todas as coisas. De repente não sabes mais nada e és atirado no meio de um oceano frio.

Estranhamente, temos uma personagem que é quente e brilhante o suficiente para tirá-la disto e é realmente doloroso. Porque, por mais perfeito que Jacob seja para ela, ela segura-se a um ideal, um amor ardente e incondicional que tem por Edward, mesmo que não seja confortável, nem prático e nem uma boa idéia. Então é realmente algo forte e que requer muita confiança em si.

 

M: Ela é introvertida ou está apenas procurando um ideal?

K: Não é que ela seja incrivelmente introvertida. Ela apenas não encontrou ainda uma ligação que seja confiável. Ela está à procura da verdade. Não é do tipo que se deixa envolver por fantasias. Não faz coisas para se desapontar. Então é isso que faz a história dela e de Edward ser tão atraente, por ela ser uma rapariga que normalmente não faria uma loucura dessas.

 

M: Então, o que a Kristen prefere, o lobisomem ou o vampiro?

K: A Kristen não deveria dizer nada (risos). A Kristen está totalmente dividida. A Kristen deveria parar de usar seu nome na terceira pessoa.

 

M: Tu eras virtualmente desconhecida quando filmaste Crepúsculo. Como mudou a tua vida depois deste sucesso fenomenal?

K: A minha vida não mudou. A maioria das situações em que me encontro são diferentes do que eram um ano atrás, mas eu mesma não mudei… entretanto, uma rapariga normal de 18 anos  muda de um ano para outro. Mas isso faz as coisas serem muito mais fáceis. Eu faria isso de graça todos os dias, mesmo se as pessoas não vissem. Eu não consigo descrever como é bom ter algo realmente dentro do teu coração e na tua alma que está afectando as pessoas de verdade. Isso é incrivel. Então essa é a maior mudança.

 

M: O sucesso mudou-te?

K: Não mudou a mim, mudou um pouco as coisas que me rodeiam… Eu estou tão acostumada a fazer filmes que ninguem quer ver. Colocar o teu coração e alma em algo durante anos da sua vida e ver isso afectar as pessoas verdadeiramente é provavelmente a coisa mais satisfatória, e não há uma palavra  que descreva isso.

 

M: Sentes alguma responsabilidade sobre os fãs do livro e os fãs do filme?

K: Sim, absolutamente. É algo estranho. Começas uma coisa e sabes que isso vai terminar um dia, mas é algo tão abrangente - há tantas pessoas que vais inevitávelmente agradar ou não. Todos vão mostrar o seu amor e visão da história, mesmo assim há pequenas discordâncias que todos terão pois, cada um lê o livro de forma diferente. Então é claro que temos uma enorme responsabilidade. Por causa deles nós podemos fazer o que gostamos de fazer.

 

M: Como é voltar ao filme com um realizador diferente?

K: Enquanto actriz, não trabalhas com o mesmo realizador em todos os filmes. E agora, é uma continuação. É a mesma história, mas um filme diferente. Eu adoro Catherine, ela é uma amiga muito querida, mas Chris - está a fazee tudo muito bem.

Além de todas as questões técnicas e logísticas, Chris é tão empenhado e por ele ser homem, há uma pergunta muito comum. Como é ter um realizador homem? É uma diferença muito grande? Não pode generalizar as pessoas assim. Ele é um dos seres humanos de maior compaixão que eu já conheci. Absurdamente compassivo. Ele importa-se muito com a história, e isso é necessário. Então ele é perfeito.

 

M: Como descreverias a história para quem não leu os livros nem viu Crepúsculo?

K: Todos que já romperam com alguem provavelmente assistirão ao filme, e a temperatura provavelmente subirá.

Como eu descreveria? É um filme sobre a mais absurda devoção ser arrancada de ti e apartir daí todo o mundo que estabeleceste para ti parece estar errado. E então tentas ter tudo de volta e percebe que está ok. (Risos) e vampiros e lobisomens também, então isso torna tudo ainda mais excitante. Robert Pattinson é lindo, e Taylor Lautner também. É isso que eu diria a alguém que ainda não sabe nada sobre o filme.

 

M: Ainda és muito jovem. Pretendes continuar a fazer filmes ou ires talvez para a faculdade?

K: Eu não faço a mínima idéia. Eu pensava muito nisso quando era mais nova. Trabalhei muito duro na escola para poder ter várias opções, e literalmente peguei todas essas opções e deitei-as no lixo. Propositalmente - para não parecer muito negativo. É isso o que eu quero. Eu quero continuar a fazer o que estou a fazer.

É engraçado. As pessoas perguntam-me sempre: “O que fazes para te divertires? O que fazes quando não estás a actuar?”

É algo estranho, representar. É um negócio, um emprego, e coisas assim. É tudo auto-reflexão. Nunca parás de te preocupar com as pessoas e eu nunca parei de fazer isso, então tenho certeza que isso vai infiltrar-se noutras áreas da minha vida. Eu quero escrever. Eu não vou para a escola porque não aguento a sua estrutura, mas eu não vou parar de aprender.
 

 

Fonte:MetroNews e Foforks

Adaptação: Twilight Portugal



Patrícia_TP às 12:48 | link do post | comentar

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Nova tatuagem?
sai o divórcio no museu antes de no papel :D
É interessante ver Michael Sheen em um papel difer...
Obrigada!
Obrigada! Sê bem-vinda :)
Oi, sou do Brasil e sou nova por aqui, estou amand...
Não sabia que se conheciam, a St.Vincent faz parte...
Corrigido, obrigada :)
Sabe tão bem voltar a ver fotos dele em ação. Uma ...
A foto não tem dia específico. É de ''há alguns di...

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds