Quarta-feira, 25.04.12

"Into The Moon"

Capítulo 29 - As Maravilhas De Alice

 

 

 

 

 

Era claramente notório que eles andavam a tramar alguma. Edward fazia aquele seu sorriso enigmático, repleto de mistério e orgulho, como se soubesse de algo genial e não mo contasse. Alice aparentava um entusiasmo extra - se é que isso é possível. Aquele entusiasmo típico dela quando tinha alguma tarefa nova em mãos.
Foi então que elaborei algo muito rapidamente.
- Bem, eu vou à casa do Charlie. – anunciei.
- Não vais nada. Nem penses! – disse Alice exasperada, antes de se recompor. – Quero dizer, a Esme já falou com ele. Ele está bem por isso...
-Por isso vou visitá-lo. – interrompi vitoriosa. – Alice há algum motivo para que eu não vá visitar o Charlie?
- Já arrumaste as tuas malas?
- Não...
- Então vai lá fazer isso. E depois vamos juntas ao shop...
- Eia! Espera lá!
- Choveu... – murmurou sonoramente Emmett.
- Não queres que vá visitar o Charlie para ir contigo às compras? Tem dó Alice....
- Bella quantas vezes precisaste de ajuda com a roupa e eu ajudei-te?
- Um milhão de vezes, apesar de em nenhuma delas ter-te pedido ajuda... Mas tu tens o dom de entrar pelo meu quarto e escolher-me a roupa tal qual a minha mãe quando eu tinha... cinco anos.
O seu semblante era pensativo. Apesar do seu olhar ter-me dado razão, revirou os olhos e, percebi, que tudo estava na mesma.
- Bem isso não importa. O que importa é que eu preciso comprar um vestido em condições e preciso de ajuda. A Rosalie está 'ocupada' com o Emmet – parece que não o vê há séculos. A Esme com a casa... Não queres que leve o Jasper pois não?
- Mas...
- Vá lá por favor!
Deixei escapar um rugido sonoro.
- Está bem! Deus nos livre de tu não teres um vestido em condições para vestir....- resmunguei depois de refletir por escassos segundos.
Ela piscou-me o olho terrivelmente vitoriosa e desapareceu voando porta fora da minha casa.
Edward permanecia apoiado na soleira da porta observando-nos com um ténue sorriso no seu rosto perfeito durante todo este tempo.
- Tu também queres vir? – perguntei com ironia. - Às vezes não percebo a tua irmã... tem tanta roupa! E depois, dão-lhe estes fanicos....
- Vá lá faz-lhe a vontade... - murmurou docemente ao meu ouvido.
- E não é o que faço sempre?
Estranho, muito estranho. Ou não fôssemos uma família sobrenatural.
Reflecti durante escassos segundos.
Estes dois já se tinham denunciado há muito. Com o resto da família era diferente. Ainda tentei sondar Esme, que me respondeu muito serenamente que não sabia de nada, Emmett ria-se com a minha curiosidade impaciente. Até a minha filha andava a tentar disfarçar uma exaltação secreta, como se não pudesse mostrar-me, nem mesmo através dos seus pensamentos.
Na noite em que ela pediu ao pai para lhe contar uma história, quando era eu, desde sempre que lhe contava até ela adormecer, tive a certeza absoluta (como se precisasse de mais provas!) de que se passava algo. Algo que eu não sabia, está claro.
Fiquei a observá-los, mas nada os denunciava. Apenas o brilho no olhar do meu amor que sabia perfeitamente o que se passava na mente da nossa filha. Um segredo só deles. Do qual eu não fazia parte. Nem tinha conhecimento. Senti uma ponta de ciúme daquela nova ligação. Uma ligação da qual eu não partilhava, pela primeira vez.
Fui para o quarto e, pouco tempo depois, Edward surgiu dando-me um abraço por trás.
- Andamos um pouco impacientes demais não? – sugeriu enquanto passeava os seus lábios de seda na minha clavícula.
- Passa-se alguma coisa. – disse. – E tu não me vais contar, já sei.
- Não sei do que falas. – murmurou tentando distrair-me com carícias. E, se não o conhecesse tão bem, cada feição do seu rosto, cada olhar, cada movimento labial, diria que era a mais pura fonte de sinceridade. Mas eu conhecia cada jeito seu. Cada olhar. E os seus lábios traíram-no. Sorri ao aperceber-me disso.
- O que foi?
- Tu disseste uma coisa e os teus lábios... – sussurrei deambulando com os meus dedos neles – disseram outra.
Aí surgiu aquele sorriso exultante, que me tinha hipnotizado desde o início dos inícios. Ele já nem conseguia esconder fosse o que fosse. Rimo-nos em uníssono da sua rendição involuntária.

Depois de arrumar as malas, comecei a ouvir a buzina do carro de Alice – que tocava incessantemente.
- Ela está, definitivamente, louca. – murmurei incrédula.
- Se fosse a ti ia agora, senão ela não vai parar. – avisou.
- Pois já reparei. – a chinfrineira que ela estava a fazer!
- Até já meu cordeiro. – murmurou com um sorriso malandro antes de me beijar docemente.
.........................................................................................................
Alice fez questão de percorrer três vezes o maior shopping de Seattle. Experimentou, o que me pareceu, mais de cem vestidos. E ainda andou a escolher roupa para mim.
-Não preciso, já te disse.
- Como assim?
- Alice eu uso a mesma roupa mais do que uma vez... não a deito fora após uma e única utilização.
- Tu às vezes nem pareces minha irmã... Precisas de roupa Bella. Olha aquela saia camel ali. – disse e foi lá buscá-la sem ouvir a minha opinião.
- Eu não vou experimentar mais roupa.
- Não é necessário, já conheço o teu tamanho. – murmurou, mais uma vez, vitoriosa.
- Antes de irmos para casa podemos parar no Charlie?
- Para quê?
- Alice!
- Bella temos de chegar a casa e arranjar-nos.
Eu sabia. Andavam a preparar alguma. Eu sabia!
- Por acaso não tem nada a ver com o meu aniversário pois não?
Quando se preparava para me responder o seu telemóvel tocou. Ela resmungou e atendeu. O seu semblante bastante concentrado no que ouvia do outro lado mudou radicalmente. Como se estivesse a resolver um puzzle mentalmente. E eu só ouvia as palavras ''sim, está bem, perfeito!''.
- Afinal vamos ao Charlie... Fica a caminho e tudo, óptimo.
A minha cara de estupefação dispensava qualquer comentário da minha parte.
- O que foi? Tu não querias vê-lo?
- Mas tu disseste...
- Oh esquece isso. Vamos lá. Estou a fazer-te a vontade.
.........................................................................................................
A meio da tarde chegámos à casa do Charlie. Era óbvio o seu alívio quando nos viu à sua porta.
- Bella! – disse surpreso.
- Olá pai! – abraçei-o sentindo-lhe o sangue quente correr-lhe nas veias. Ficámos na cozinha a conversar enquanto Alice conversava animadamente com Sue na sala.
- Estava preocupado Bella.
- Não precisas Pai. Eu estou bem. – murmurei procurando apaziguá-lo.
- Sim, acredito em ti mas... não me sinto bem quando estás longe. Sinto que não posso fazer nada para te proteger e tenho medo que te aconteça algo.
Charlie tinha razão: podia acontecer-me algo e, sim, ele nunca poderia fazer nada para me proteger. Pois, apesar de ser sua filha tenho mil vezes mais força bruta que ele... e sou imortal. Este pensamento fez-me sentir confusa. A ordem natural das coisas estava irreversivelmente alterada.
Caminhei num ritmo humano até ele e abraçei-o. - Pai eu estou bem, a sério.
- Está bem, está bem. Sabes que estou a ficar velho e pateta.
- Não estás nada! – disse em jeito brincalhão, ando-lhe uma leve palmada nas costas.
- O teu aniversário é daqui a dois dias. Vai haver festança? Cada vez que há alguma festa naquela casa os lobos enchem a pança que eu sei lá!
- Não sei. Por mim não há festa nenhuma. – respondi. Mas eu tinha a certeza que, a Alice ela ia preparar algo. Se ia. – Mas também como não ligo muito a festas, tanto me faz.
- Pelo menos isso não mudaste.... – murmurou.
- Não. Isso e outras coisas também Pai.
- Espero bem que sim. Cuida-te Bella. Cuida de ti e da Nessie.
O meu pai era muito mais perspicaz que a minha mãe. Ele tinha uma intuição muito aguçada, e nisto eu tinha saído a ele.
Voltámos para a casa grande sem que Alice inventasse mais alguma desculpa durante o caminho.
- Alice depois de amanhã é o meu aniversário.
- Eu sei. – disse e sorriu descaradamente.
- Eu sabia! – atirei sem surpresa.
- Bella não há nada com que tenhas de te preocupar.
- Alice!
- Relaxa Bella. – disse serena, imperturbável.
- É impressionante como fazes sempre o que queres... - resmunguei por entre dentes.
- É impressionante ainda considerares a hipótese de passarmos pelo teu aniversário sem o celebrar! – ripostou.
-Mas eu já não envelheço mais! Há quatro anos que deixei de envelhecer! – argumentei mesmo sabendo que não adiantava ter bons argumentos com Alice.
- Tu e as tuas questões da idade... Vamos sim celebrar o teu aniversário! É um pretexto óptimo para organizarmos uma gran... - a sua voz esmoreceu quando notou o meu olhar indignado. – Pronto, uma pequena celebração.- Pode ser? – insistiu.
Não respondi. Estava demasiado furiosa pata dizer o que quer que fosse.
- Bellita vá lá... - disse abandando-me toda.
- Não me chames isso...
- Então sorri porque já ando a organizar isto desde antes da nossa viagem a Espanha... - deixou escapar.
- O quê? O Edward sabia?
- Bella em que mundo vives? Às vezes parece que não me conheces.... Até a Nessie sabia!
Se antes estava indignada agora sentia-me ligeiramente furiosa.
- Bella se celebrámos o teu aniversário é porque te amámos e ... - argumentou.
- Podíamos ir todos caçar, então. - sugeri. - Também é uma forma de celebrar!
- Ó... mas não é a mesma coisa. E o Charlie? Ia caçar connosco? Ia ser bonito ia...
- O Charlie também sabe?!
Alice revirou os olhos. Decidi não fazer mais perguntas inúteis já que a conclusão seria invariavelmente a mesma: todos sabiam, menos eu. O que, talvez (talvez!), não fosse de todo verdade. Conhecendo a Alice como conheço, ela nunca, deixaria passar uma oportunidade de organizar uma festa.
- Vá acalma-te. Vai ser divertido. Prometo não exagerar. – garantiu.- Vai ser fantástico! Estou com umas ideias... Vai ser do melhor!
- Menos Alice, menos.... – suspirei.

 



Constança às 22:00 | link do post | comentar

12 comentários:
De Jessica a 25 de Abril de 2012 às 22:20
OMG ainda bem que o foi rápido a "saída" do novo capítulo! Estava eu para sair da net e ir para o mundo dos sonhos, porque amanhã é dia de escola, quando atualizo o TP, pela última vez hoje e vejo no primeiro post Fanfic da Sun... MG fiquei tão contente!! Não exitei e lí logo o capítulo!!!

Oin e que capítulo... AMEI cada palavra que escreves-te!! :D
Logo o ínico é demais ;D A ALice é incrível!!!
" Está bem! Deus nos livre de tu não teres um vestido em condições para vestir....- resmunguei " - ri-me tanto com esta frase!!! eheheh asério!! A parte do Edward dizer À Bella para fazer a vontade à Alice é tão queridaaa!! Meu cordeirinho é ainda mais amoroso... opah tudo! Este capítulooo foi lindo lindo lindo!!! Gostei tanto!!!

Mas agora estou aqui a morrer de curiosidade que nem imaginas... O que será que a Alice vai fazer? Ai ai só sei que vai se ruma grande festança eheheh ;D

Já estou à espera do próximo capítulo e que seja tão rápido como este :D

Obrigada por este momentoo

Beijinho enormeeee* Pipocaa <3

Jessica


De Sun a 25 de Abril de 2012 às 22:28
Fico tão feliz que gostes e que te faça sentir tudo isso!!!Nem imaginas!

Muito obrigada pelas tuas palavras epelo teu apoio.

Espero poder continuar a surtir esse efeito ;)


Numa palavra: és adorável, Jessica! ;)

Beijinho enorme pipoca ^^)


De Angelina21 a 25 de Abril de 2012 às 22:33
Adorei o capítulo!! E como é claro a Alice tinha de fazer uma fexta, não é?

Um grande beijinho :D


De Sun a 25 de Abril de 2012 às 22:38
Muito Obrigada Angelina!

Claro, a Alice será sempre a Alice. Mas desta vez não a organizou sozinha -''não é a única culpada'' digamos assim... xD

Beijinho grande Angelina e obrigada por acompanhares ;)

^^)



De Patrícia a 25 de Abril de 2012 às 22:47
Adoro a tua Fanfic! Mal posso esperar pelo próximo episódio! :)


De Sun a 25 de Abril de 2012 às 22:52
Muito obrigada Patricia!! ;))))))

Beijinho grande ^^)


De Sarah a 25 de Abril de 2012 às 22:53
Como dizeste que o próximo capítulo ia sair rápido, não pensei que fosse tão rápido!

Adorei o capítulo do inicio ao fim.
Quando a Alice entra num capítulo é sempre hilariante.
Conhecendo a Alice como conheço vai ser uma pequena celebração, nada de extravagâncias, claro! :)

Muito bom e o próximo que seja tão rápido quanto este, pode ser?
Twikisses!


De Sun a 25 de Abril de 2012 às 23:11
A Alice quando se põe a 'inventar'......mas desta vez ela não 'inventa sozinha'... espero que gostem... ;)



Muito obrigada pelo apoio!!!

Beijinhos ^^)


De cullen2018 a 25 de Abril de 2012 às 23:25
parabens amiga conti8nua assim fiquei contente por ver aki o capitulo que o proximo seja igual please beijinhos


De Sun a 26 de Abril de 2012 às 19:18
Muito Obrigada!!!

Beijinhos ^^)


De Gabriela a 9 de Junho de 2012 às 14:27
Adoro a história! escreves mesmo muito bem! estás de parabéns! Comecei a ler e já não consegui parar mais! não pares de escrever! Estou mesmo muito ansiosa que saia o próximo capitulo! pf nao te demores.
Bjos Gabi


De Sun a 22 de Junho de 2012 às 19:26
Muito, muito obrigada pelas tuas palavras Gabriela ;)

O próximocapítulo, até onde sei, sairá amanhã à noite.

Obrigada por acompanhares!

Beijinhos ^^)


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Ok, ok, já estou esclarecida. Obrigada And.
Não, continuam noivos. A Katy e o Robert já são am...
Este jantar não quer dizer nada, mas estou baralha...
Uau, o cabelo louco e as patarras estão de volta.
Alguém poderia enviar University of Edward Masen p...
Pensei o mesmo x)
Noutra altura estaria delirante por saber que esta...
Eu sou um grande fã da saga Twilight e não sabia q...
Custa-me dizer isto mas, estas fotos são horripila...
Lindo!

Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds