Sexta-feira, 19.09.08

A Spin.com tem um artigo sobre a colaboração da banda Paramore na banda sonora do filme Crepúsculo.

 

"Paramore gravam músicas para a Banda Sonora do filme “Crepúsculo”?

A líder da banda Hayley Williams fala sobre rumores clamando que a banda irá contribuir para a adaptação cinematográfica do romance adolescente vampiresco que virá em breve.
Depois de semanas de especulações que o grupo de pop-punk Paramore irá contribuir com novas músicas para a adaptação cinematográfica da série de livros adolescentes “Crepúsculo”, a ruiva Hayley Williams finalmente esclareceu as coisas, chamando os rumores de “um pouco menos do que verdade, mas um pouco mais do que mentira” num post de um blog antes de confirmar que a banda, de facto, está “a gravarde novo para uma possível hipotese” de inclusão na trilha do filme.
Williams diz que a equipa está reunida no Blackbird Studio em sua cidade natal, Nashville, trabalhando no material – “se você pode ao menos pode considerar isso trabalho”, escreve Williams, – depois de passar um ano e meio na estrada promovendo seu último longo álbum Riot!. Mas além das novas músicas, o que mais anima Williams? Simples: Os VMAs. “Estar lá foi uma viagem”, Williams escreve. “Eu até dei os parabéns a Britney cara a cara. Eu estava muito animada!”

 

O site brasileiro Grande FM tem um artigo que fala sobre o mesmo.

 

A equipa do Reelz Channel criou um novo quiz sobre a Saga, podes faze-lo  aquí.

 

"Um desafio para todos os fãs de Crepúsculo
As fangirls do livro internacional Twilight estão avidamente antecipando a versão de cinema do livro de Stephenie Meyer, o fenómeno publicado que cresce tão rápido quanto a façanha de Harry Potter. (Mais rápido, nós temos certeza que os fãs fervorosos de Twilight iriam discutir isso). Conforme a data de lançamento de Twilight se aproxima, e o furor cresce mais intenso, nós pensamos em fazer nossa parte. Hoje, oferecemos um novo Quiz de Twilight, criado para testar o seu conhecimento sobre todas as coisas de Bella e Edward,"

 

Andover Townsman fala como Stephenie Meyer se converte cada na nova J.K. Rowilng.(tradução em 'Lê aqui)

 

Visitors flock tem um artigo que fala sobre os visitantes que rumam à cidade para verem a magia Twilight. (Lê a tradução em 'Lê aqui')

 

Torrid.com tem à venda t-shirts Twilight, mas são  iguais ás da Hot Topic.

 

Espanha e Polónia anteciparam também a data de estreia do filme para 5 de Dezembro.

 

OVampires and Slayers tem uma entrevista audio com Cam Gigandet. (é necessário registo para ouvir) 

 

 

Artigo da Andover Townsman

Revisão do Livro: Alguns comentários sobre a heroína de Twilight como "modelo a seguir"
 
Tem sido dada atenção recentemente a "Breaking Dawn" , o último volume da Saga "Twilight" de Stephenie Meyer. Notei que o livro foi altamente recomendado pelo Wall Street Journal, anunciado por promover a abstinência e apresentar as raparigas adolescentes com uma relação positiva, moderna e saudável.
Esta não foi a primeira vez que ouvi falar no trabalho de Meyer: Durante semanas, houveram notícias sobre o tão esperado lançamento à meia-noite de "Breaking Dawn", a adaptação cinematográfica da saga "Twilight", e as várias notícias anunciando Meyer como sendo a próxima J.K. Rowling.
Apesar da extrema cobertura dos media, estava céptico quanto a começar a leitura de "Twilight", o primeiro livro da saga de Meyer.
"Twilight" centra-se na adolescente de 17 anos Bella Swan, que depois de se mudar para a chuvosa e rural Forks, Washington, apaixona-se loucamente pelo lindíssimo, maravilhoso e heroíco Edward Cullen - sendo o único problema o facto de Edward ser um vampiro. É claro, vários obstáculos surgiram, mas o amor entre Bella e Edward provou ser mais forte que o antecipado.
 
Enquanto aplaudia o uso mínimo de conteúdos sexuais no livro pela parte de Meyer, a maioria dos meus enjôos iniciais foram desanimadoramente confirmados pelos guiões cansativos de "Twilight". A ideia da "florzinha de estufa" que se muda para uma nova cidade para descobrir que é um objecto de desejo para todos os homens é tonto, e usado muitas vezes no cinema e literatura. A primeira parte de "Twilight" é cheia de clichés semelhantes, enquanto gira à volta do desabrochar do romance entre Bella e Edward. Mesmo assim, o seu amor parece estar ligado apenas pela atracção física mais do que outra coisa, o que contradiz a promoção óbvia de Meyer da natureza não-física da relação entre eles.
 A Segunda parte do livro arranja forma de melhorar, mostrando o talento e creatividade de Meyer como escritora. Enquanto a perfeição de Edward está a "cansar" a primeira parte, a segunda parte apresenta uma versão mais profunda do vampiro, cuja cara bonita é apenas uma fachada para a sua alma profundamente complicada. O guião vira, especialmente em algumas das cenas finais, são grandes e cativantes, provando porque razão "Twilight" tem tido tanto sucesso comercial.
Meyer certamente ganhou sucesso em sendo a autora de tão bem escrito romance. Mesmo assim, a sua capacidade é ofoscada por várias ideias incondenáveis promovidas ao longo de "Twilight". De tempo a tempo, Bella é representada como uma mera donzela em apuros, constantemente salva por Edward do seu mau jeito, da sua ingenuidade e pelo sua fraca tomada de decisões.
 
E "twilight" mal promove relações saudáveis de adolescentes. Se tanto, fomenta expectativas irreais acerca do amor. A maioria dos problemas entre Edward e Bella parecem vir de de fontes externas. Juntos sozinhos eles têm uma quimíca quase perfeita, e as suas poucas discussões são mesquinhas e de curta duração. Relações reais são de muito longe menos sem esforço, e enquanto elas podem ser assim tão felizes, são producto de compromisso, e não de luxúria.
O meu maior problema com "Twilight" é o facto da absoluta falta de relutância de Bella para desistir de quase tudo (família, amigos, casa, futuro) por Edward. Sendo uma pessoa de 17 anos que nunca esteve numa relação, questiono o julgamento de Bella por um rapaz que conhece há seis meses, se tanto. Enquanto outros podem declarar Bella como modelo a seguir para os adolescentes, eu não posso concordar. 
Dou a "Twilight" 6.5 em 10. Meyer é uma ótima escritora, e embora eu não veja "Twilight" igual a "Harry Potter", a história é original. E enquanto tenho muitos problemas para o tema por detrás dos livros, nas últimas citações, não podia deixar de sentir esperança pelo futuro de Bella. Talvez seja só uma ilusão, mas eu tenho o desejo desesperante de ver Bella crescer e aprender; ela é uma personagem que é facíl de criar raizes.
Esta pode não ter sido a intenção de Meyer, mas é possível que continuarei a ler a Saga "Twilight", não para seguir o romance de Bella e Edward, mas com a esperança que Bella ultrapasse a ingenuidade do seu amorzinho animalesco, e se torne a mulher independente e o forte modelo a seguir que deveria ser.
 

Mari Miyache é um residente em Andover e estudante na Academia de Phillips que revê livro para jovens adultos.

 

Artigo da Visitors flock 

 

Visitantes afluem à cidade de madeira para a magia de Twilight
 
Cidade é estimulada pela série mais quente das prateleiras
 
FORKS, Washington (AP) – Chuva intensa e um nevoeiro pesado são uma constante nesta cidade da madeira, onde o declínio da sua exploração deixou um cemitério de aglomerados de madeira e desemprego. As empresas fecham. Algumas partes da Escola Secundária local estão condenadas. As famílias começam a mudar-se.
 
Até que um grupo de vampiros muito peculiar deu uma nova vida à cidade
 “Apaixonei-me por ela,” diz Samantha Cogar, de 18 anos, que neste Verão arrastou os avós numa viagem de 2500 milhas (4023 km) desde Louisville até Forks. “Mal posso esperar por voltar”.
Cogar é uma dos milhares de visitantes que afluíram a Forks em resposta a “Twilight”, a série mais quente das prateleiras desde “Harry Potter”. Com cenário em Forks, no arenoso cume da Olimpic Mountain Range, os livros conquistaram o coração de leitores de todo o mundo.
Numa cidade rodeada por abetos enormes, onde as suas margens azuis são tangíveis, a atenção inesperada parece ser uma segunda oportunidade para a economia. Inspirados por um mundo de faz-de-conta, os fãs de “Twilight” começam a trazer a cidade de volta à vida.
Há quatro anos, a autora Stephenie Meyer apresentou ao mundo Bella Swan, uma rapariga de 17 anos que se muda para Forks e a sua divisão entre o amor do seu colega de turma Edward Cullen e o seu melhor amigo Jacob Black. Mas muito antes disso ela apercebe-se de que algo não está certo: Edward é um vampiro e Jacob, um lobisomem.
Os leitores renderam-se à história e mais três livros da saga “Twilight” se seguiram. “Breaking Dawn”, o quarto e último livro da saga saiu em Julho e tem permanecido no top de vendas desde então. Por todo o país, os adolescentes celebraram a saída do livro vestindo-se como as personagens dos livros para as festas que as livrarias organizaram à meia-noite – tal como quando os livros do “Harry Potter” foram lançados.
 
Com o passar do tempo a saga tornou-se num objecto de culto. Mas muito antes os fãs começaram a aparecer em Forks para verificarem se a magia continuaria a existir quando a imaginação colidisse com a realidade. O que encontraram foi uma cidade com 2 semáforos, onde cai muita chuva todos os anos. Um sítio onde o sucesso é medido com o suor e quatro rodas motrizes.
Mas Forks abraçou rapidamente os fãs frenéticos.
“A Forks de “Twilight” é mágica,” diz Márcia Bingham, directora executiva da Câmara de Comércio. “Provavelmente temos mais de 100 pessoas por dia”.
 “Para muitos fãs, a linha que separa a realidade da imaginação começa a desvanecer-se,” diz Michael Gurling, que se inspirou na grande afluência de pessoas para começar o seu próprio negócio Twilight, uma Twilight Tour.
Após fazer a lista de alguns locais, Gurling pediu ajuda para encontrar casas que pudessem servir como pontos de paragem: a casa de Bella e a de Edward, o campo onde os vampiros jogam baseball. Outros locais, como o posto de polícia, onde o pai de Bella trabalha e o Hospital onde o pai de Edward é médico, desempenham os seus próprios papéis. No Hospital foi arranjado um local para os fãs tirarem fotografias e nos parques de estacionamento foi reservado uma local para o “Dr. Cullen”.
“Provavelmente o sítio mais popular é a praia, em La Push, onde Bella descobre a verdade acerca de Edward” diz Gurling.
 Numa sexta-feira recente, a carrinha de Gurling saiu do estacionamento seguido por uma fila de adolescentes. Do lado de fora da casa de Edward existe uma placa a dizer “Cullens”. Nesse local encontra-se também uma unidade de doação de sangue.
“Não é bem como eu estava à espera,” diz Yena Hu, uma estudante universitária de Washington, que fez quatro horas de caminhada desde Seattle só para visitar Forks. “Estão sempre a falar naquelas janelas todas – e no livro, a casa está sobre a água.”
 
Mas o mais surpreendente é o quanto Meyer acertou na descrição da cidade, tendo em consideração de que ela nunca tinha vindo a Forks quando escreveu o primeiro livro. Uma pesquisa rápida pela Internet mostrou que Forks é um dos lugares mais chuvosos do mundo, e da sua casa no Arizona, Meyer começou a reescrever a história.
Apesar de os habitantes locais começarem a aceitar a nova fama que a cidade ganhou, estão conscientes de que a popularidade desta continua a crescer.
Quase toda a gente tem uma aventura “Twilight”: o adolescente que deixou cair o seu cartão da biblioteca, só para descobrir que Twilighters o tinham encontrado e guardado. A chefe de claque que teve duas turistas que lhe ofereceram dinheiro para o uniforme. A nativa Quileute que vai até La Push para talhar madeira e vê adolescentes a arrancarem madeira flutuante para levarem como recordação.
Jessica Hartman, uma rapariga de 18 anos que trabalha na farmácia da cidade diz que “Twilight” duplicou muito mais do que o dobro dos lucros da loja da esquina.
Folheando o livro de visitas, destinado a ser assinado pelos fãs de Twilight que visitam Forks, uma finalista da Escola Secundária da cidade sorri e toca nas assinaturas que provêm de todo o mundo – Europa, Ásia, América do sul. Estão todas nesse livro, gravadas nas já esfarrapadas páginas, que são a evidência da fama que a cidade atingiu.
Estimuladas pelo crescimento do turismo e a entrada de dinheiro, as empresas estão a apostar ansiosamente naquilo que atrai os visitantes.
Passeando pela cidade podemos encontrar cartazes nos vidros das lojas que dizem “Adoramos o Edward e a Bella” e a loja de corridas de Forks tem um cartaz de boas vindas que diz “Vampiros e Corredores”.
Os restaurantes começaram a oferecer pratos temáticos: O Submarino “Twilight Especial” e o popular Hambúrguer Bella (Bella Burguer) no restaurante local Sully’s Drive-in, que vem com ananás e molho especial.
 
Em quase todos os balcões da cidade encontram-se pilhas de T-shirts com o tema Twilight.
No Sully’s, Eleanor Currit, de 32 anos, acena com um par de dentes de vampiro feitos de plástico – uma marca de estilo para quem pede o Bella Burguer.
 “Quando voltar para o meu clube do livro, vou gabar-me de ter direitos,” diz ela. “As mulheres do meu grupo são loucas pela saga”.
Currit, com um mestrado em Inglês, diz que estar em Forks é como estar a saltar para dentro das páginas do livro.
“Esta cidade tem uma beleza primordial,” diz ela. “É mesmo uma beleza misteriosa.”
Aquando o lançamento do quarto e último livro da saga, Gurling, um antigo guia do Parque Nacional, diz que o filme “Twilight”, que estreia em Novembro, só vai gerar mais atenção para Forks.
Enquanto uns anseiam por dias mais calmos, outros dizem que “Twilight” foi o acontecimento que Forks precisava.
 “Parece que vivemos no mundo de “Twilight” o tempo todo,” diz Charlene Cross, a florista da cidade. “Mas no fim do dia sentimo-nos como se fizéssemos parte de algo maior – e penso que isso faz com que tudo valha a pena.”


 

 

 



Patrícia_TP às 11:42 | link do post | comentar

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Nova tatuagem?
sai o divórcio no museu antes de no papel :D
É interessante ver Michael Sheen em um papel difer...
Obrigada!
Obrigada! Sê bem-vinda :)
Oi, sou do Brasil e sou nova por aqui, estou amand...
Não sabia que se conheciam, a St.Vincent faz parte...
Corrigido, obrigada :)
Sabe tão bem voltar a ver fotos dele em ação. Uma ...
A foto não tem dia específico. É de ''há alguns di...

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds