Sábado, 14.02.09

E como hoje é dia de namorados. E como ainda estamos a debater sobre quem serão os vencedores. Deixo-vos a minha carta de amor. Escolhi o Sam e a Leah, porque têm um amor impossível, e que tanto deixam á nossa imaginação, num mundo de possibilidades e de lendas.

Espero que gostem...

Querido Sam,

Imagino-me encostada ao teu peito, calma e serena, como se não o amanha não fosse já ali, como se tudo o que importasse fosse o aqui e agora, como se tu e eu fossemos o mundo, e isso bastasse.



Fecho os olhos, e imagino um mundo de possibilidades, onde eu posso ser eu, e não tenho de pensar na realidade. Tu, que nunca imaginei desta forma, que esta noite, invadiste os meus sonhos como um furação e afastas-te todos os meus medos, como se nada mais importasse.

Ainda agora fecho os olhos, e vejo-te nitidamente. Reconheço-te, e isso acalma-me.

Instantaneamente, sou possuída por uma vontade de te abraçar. Afasto a camisa para ouvir o bater do teu coração, e mais linda melodia, trespassa os meus, como uma canção de embalar, que me anestesia, e me faz abandonar todas as minhas resistências.

Olho para ti, imagem de serenidade, como se também me reconhecesses, e se para ti só existisse eu. Como se não precisássemos de mais nada naquele momento.

Será que este tipo de adoração pode existir?

Será que o amor nunca poderá ser simplesmente, o amor? Sem contrapartidas, sem segundas intenções, sem o amanha?

Será possível me sentir mais protegida, do que quando estou nos teus braços?

O tempo todo penso que, se não tomar conta de mim, mais ninguém o fará. E quando eu não tiver forças? Simplesmente desisto? Ou luto? Porquê? Por quem? Não tenho força de vontade, e muitas vezes, é isso que nos separa da vida e da morte.

Parece que estou sempre no lado errado de tudo. É como se a minha vida fosse um jogo, e que independente do que faça, eu não o controlo, e nunca vou sair vencedora.

Nunca quis tanto alguém como te quero a ti. Será que é possível mudarmos o nosso coração, se mudarmos a nossa cabeça?

Será que é possível domarmos o nosso coração á nossa vontade?

Eu só sei que não consigo lutar desta maneira. Não consigo evitar a insanidade deste amor, e deste ódio que me avassalam, e destroem toda a minha inocência.

Quem me dera não te querer desta maneira, porque cada noite sem ti, parece um ano.

Adoro ficar especada a olhar a chuva, porque posso ficar a imaginar que depois ficará um lindo dia de sol, e que as nuvens irão desaparecer.

Já alguma vez uivaste no escuro, com medo, e ninguém te vem amparar, porque ninguém te consegue ouvir, e dizer-te que estás segura. Que tudo vai correr bem?

Deixo pegadas pela minha vida, no que faço e no que digo, na esperança de que tu as sigas. Perdi a fé no amor, e ganhei um egocentrismo que me consome, e que me torna naquilo que não sou. O meu coração é um lugar deserto, mas se me segurares, de novo, eu voltarei a ser eu. Algumas vez perdeste o controlo ao ponto de não reconheceres o caminho á tua frente? Queria deixar de olhar para o passado, mas não consigo, tudo em mim reflecte o passado.

Será que não vez nos meus olhos, que esta poderá ser a ultima vez que me vez? As coisas mudam, mas um coração apaixonado poderá sofrer até morrer?

Quem me dera conseguir explicar, que não tenho tempo, que preciso de ti, de estar contigo.

Um dia prometi-te o meu coração, e sei que vou cumprir a minha promessa até ao fim, porque ele só te reconhece a ti como dono.

Porque sei que sem ti vou morrer. Porque sei, que te amo. Porque sei…. que isto é um sonho. Porque sei….

 

                                      …que te amo .

                                           Leah


 

 



Catarina_TP às 09:12 | link do post | comentar

4 comentários:
De hngb a 14 de Fevereiro de 2009 às 10:24
E está tão lindo :)


De Dan a 14 de Fevereiro de 2009 às 12:51
Está muito bonito mesmo :)


De raissa a 14 de Fevereiro de 2009 às 13:38
aiiiiiiiiiiiiii amei os livros e o filme.....
amu de mais o rob...literalmente e o mais perfeito de todos.... nao existe outro mais lindinho q ele!!!
acho lindo quando ele morre de ciumes da bella!!!
simplismemte p-e-r-f-e-i-t-o


De Ella Raven a 14 de Fevereiro de 2009 às 22:23
Adorei a Carta, está profundamente sincera e tão bonita que toca no fundo de cada um de nós.

Os amores impossíveis são tão puros, apesar da mágoa da ausência de resposta.

Sinceramente adorei.
Parabéns!


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Nova tatuagem?
sai o divórcio no museu antes de no papel :D
É interessante ver Michael Sheen em um papel difer...
Obrigada!
Obrigada! Sê bem-vinda :)
Oi, sou do Brasil e sou nova por aqui, estou amand...
Não sabia que se conheciam, a St.Vincent faz parte...
Corrigido, obrigada :)
Sabe tão bem voltar a ver fotos dele em ação. Uma ...
A foto não tem dia específico. É de ''há alguns di...

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds