Domingo, 22.02.09

Paris Match: Como explica o sucesso de "Twilight"?

 

Stephenie Meyer: É cada vez mais misterioso mas profundamente comovente. Quando comecei a escrever, o tema dos vampiros era estranho. Não pensava escrever sobre isso. Depois fiquei intrigada com as personagens, pela história. Não conseguia parar de brincar com elas para as envolver. Quando me apercebi que ia ser publicada, imaginei a saga em 4 livros. Entretanto, as pessoas já tinham colocado as mãos no primeiro livro...

 

Como criou a personagem do Edward Cullen?

 

Foi o Edward que me forçou a escrever. Foi um presente do meu subconsciente. Eu sonhei e depois coloquei no papel quando acordei. Edward estava no sonho. Não precisei de inventá-lo, eu conhecia-o. Foi mais dificil com a Bella, a heroina da saga. Foi mais dificil compreendê-la e defini-la.

 

As histórias de vampiros fazem parte do seu imaginário de criança?


De todo. Desde a infância que a minha escritora favorita foi Jane Austen. Naquela altura não existia internet, nem gameboy. Ler era o escape perfeito. Não pensei em tornar-me escritora.


De quem herdou o gosto pela escrita?


Dos meus pais. O meu pai costumava ler-nos algumas histórias à noite. Ele parava sempre de ler no pico do suspense. Deve-me ter tocado algures...eu fingia que estava a dormir e depois ia buscar o livro para continuar a ler. E quanto maior é o livro mais consegues ler. Foi assim que me tornei viciada em livros. Eu lia até 3 ou 4 livros por semana. Depois começar a escrever tornou-se natural. O maior sacrificio na minha carreira é que infelizmente não posso ler tanto como antes.


De onde surge esta paixão pelo universo da ficção e fantasia?


Desde Orson Scott Card. Os seus contos são tão reais...ele escreve sobre eventos que podem nunca acontecer, os seus aliens estão vivos e em situações reais. Eles reagem de forma real. Mas tu podes pensar que  acontecerá e exactamente daquela maneira. Foi o meu objectivo com "Crepúsculo". Ter um mundo de fantasia em situações reais. Se apareci com uma história sobre vampiros foi porque sonhei com isso. Antes disso, tal nunca me passou pela cabeça.


Os adolescentes são tão fascinados com o "Crepúsculo"...


Sim. Graças aos livros, muitos adolescentes entraram numa livraria e começaram a ler. É uma grande recompensa.


Há a possibilidade de uma continuação?


Ainda não sei. Há muitas formas de explorar, as personagens podem continuar envolvidas. Eu acho que a Bella tem um futuro brilhante...mas não estou a trabalhar nisso neste momento. Eu preciso deixar os meus vampiros sozinhos, antes de começar de novo. Eu escrevi outras histórias, eu tenho outras ideias. E se quiser ver o Edward e a Bella, eu irei chateá-los novamente!


Ainda tem tempo para escrever?


Não, porque o filme toma muito do meu tempo. Eu não estive lá durante a filmagem, mas tive voto na matéria nas decisões artísticas, nos actores e até na música. Quando descobri que o papel de Edward foi atribuido a Robert Pattinson foi um momento terrivel para mim. Edward existia na minha cabeça, ele tinha um rosto, um sorriso. Eu estava realmente céptica. Mas quando o vi eu fui imediatamente conquistada. Eu entendo porque as raparigas se sentem tão atraídas por ele...Rober Pattinson fez um trabalho incrivel e impressionante. Ele é exactamente como imaginei Edward.


O que pensa das comparações que fazem com J.K. Rowling?


Nós podemos comparar um lago com um oceano: ambos são preenchidos com água, mas não são a mesma coisa. Eu sou uma fan dos seus livros. Mesmo que os meus sejam vendidos de uma forma fenomenal, não haverá outra J.K. Rowling. É claro que me sinto lisonjeada mas é só isso.


Como vive a sua celebridade?


Eu realmente não sei. Eu costumava viver sem ser reconhecida. As pessoas são sempre tão simpáticas para mim. Algumas mães dizem-me que leram o "Crepúsculo" com as suas filhas. Que agora estão mais próximas. Eu penso que é excitante provocar este tipo de situações.


Poderia ser um tema para um próximo livro.


Não, eu continuarei no mundo da fantasia. Eu preciso de sonhar. Não tenho a certeza que o mundo real seja assim tão fascinante.

 

 

Entrevista de Benjamin Locoge - Paris Match

Tradução - Twilight Portugal



Amantes_Imortais às 23:17 | link do post | comentar

3 comentários:
De doll.tisdale a 23 de Fevereiro de 2009 às 00:13
ainda bem q o edward a forçou a escrever


De Amantes_Imortais a 23 de Fevereiro de 2009 às 00:23
Por acaso achei a entrevista muito interessante, especialmente para tentar perceber um pouco da mistica do Edward....quando sair o Twilight Guide é que vai ser...


De hngb a 23 de Fevereiro de 2009 às 10:27
Pelo menos é sincera em tudo : )
É por isso que a adoro ! Humildade incrível que ela tem : )


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Nova tatuagem?
sai o divórcio no museu antes de no papel :D
É interessante ver Michael Sheen em um papel difer...
Obrigada!
Obrigada! Sê bem-vinda :)
Oi, sou do Brasil e sou nova por aqui, estou amand...
Não sabia que se conheciam, a St.Vincent faz parte...
Corrigido, obrigada :)
Sabe tão bem voltar a ver fotos dele em ação. Uma ...
A foto não tem dia específico. É de ''há alguns di...

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds