Domingo, 13.07.08

Tal como prometemos aqui ficam as traduções dos artigos da Entertainment Weekly.

 

Twilight: Dentro do primeiro filme de Stephenie Meyer

 

Notícia da capa

Pode um escritor de histórias de vampiros fazer por adeptos de cinema, o mesmo que  fez com os seus leitores? O primeiro livro da série chega aos cinemas em Dezembro. O Entertainment Weekly  esteve nas filmagens.

Escrito por Nicole Sterling

Num dia de Março no Oregon,um sol brilhante como uma manha na Califórnia.Isto são boas noticias para os residentes, mas um contratempo se fores um vampiro.Durante 2 semanas, Twilight, a adaptação cinematográfica de 37 milhões de doláres do bestseller de Stephenie Meyer, tem sido filmado nos arredores de Portland – um local escolhido em parte, porque o tempo está quase sempre encoberto. Vampiros, no universo de Stephenie Meyer, podem sair durante o dia, mas tem de se proteger da luz solar directa. Aqui é que está o problema.A realizadora Catherine Hardwicke, que teve de eliminar  uma cena de exterior, e porque o tempo amanha  também parece que vai ficar irritantemente animado,foi forçada a apressar uma intensa cena romântica entre as suas duas novas estrelas.

"Estivemos a construir um quarto em 24 horas" – Hardwicke diz mais tarde." Estávamos a desesperar."

 

Os fãs também tem desesperado.Não desde que Harry Potter inspirou uma jornada de entusiasmo entre o livro e o filme – ou também muita ansiedade.O filme irá seguir de muito perto a história do livro: a desajeitada Bella (Kristen Stewart) de 17 anos muda-se para uma pequena vila no Pacifico Noroeste, e apaixona-se por Edward (Robert Pattinson), um vampiro lindo de morrer. Edward também se apaixona por Bella, mas o seu desejo por ela mal controla o instinto de a matar.

 

É esta combinação de paixão e perigo, é claro, que envolve este romance juvenil com um halo de épico, amor condenado.As raparigas que ficaram doidas com o livro, tem dissecado toda a informação online sobre o filme.Duas raparigas do site Make-A-Wish Foundation até solicitaram papéis como extras."Não podes inventar isto", diz Hardwicke.Com um grupo de fãs como este, toda a Hollywood deveria ter lutado pelos direitos do filme.De facto,o filme quase não acontecia.
 

Em Abril de 2004, a Paramounts MTV Filme adquiriu o Twilight, mas depois desenvolveu um script que em nada se parecia com ele.(Apareciam óculos escuros e transformavam a Bella numa cantora.)"Eles podiam ter realizado o filme, ter-lhe dado outro nome, e ninguém saberia quer era o Twilight", diz S.Meyer.Felizmente para os fãs devotos do livro, a Paramount decidiu alterar o projecto. Então em 2006, Eric Feig, Presidente de Produção na Summit Entertainment, tentou fazer um acordo com Stephenie Meyer. A autora já se tinha desiludido antes e resistiu. Feig fez um contrato, garantindo á escritora que o filme se manteria leal á sua visão, incluindo uma promessa que " nenhum vampiro será caracterizado como tendo dentes caninos ou incisivos maiores ou mais evidentes do que os encontrados em seres humanos".Isto resultou.

Twilight, que chegará aos ecrãs a 12 de Dezembro, não é uma historia de alhos e dentes afiados.É mais parecido com a Buffy do que com o Nosferatu.Hardwicke, que fez a sua estreia como realizadora,com o filme indie de sucesso, Thirteen,parecia a escolha ideal para o projecto."Quando li o livro, quase podia sentir a Bella respirar", diz Hardwicke. Ela escreveu o script com a Melissa Rosenberg (Step Up) em seis semanas, e em seguida enfrentou a difícil tarefa de escolher o elenco.A escolha errada iria levar os fãs á loucura.Hardwicke também queria que actriz fosse jovem para puder representar Bella, o que significava encontrar alguém com a complexidade emocional da Bella para puder protagonizar o filme.
 

PRÓXIMA PÁGINA:A audição de Robert Pattinson consistia numa cena de amor com Kristen Stewart na cama de Hardwick."O quarto encolheu, o céu abriu-se, e eu fiquei a pensar, que isto vai ser bom".
 


Enquanto criança, Kristen Stewart foi a filha da Jodie Foster no filme Panic Room, mas foi o ano passado no filme Into the Wild de Sean Pean, que ela se começou a destingir."A sua mistura de inocência e ambição deixou-me deslumbrada," diz Hardwicke.Desejando ter encontrado a sua Bella, ela apanhou um voo nocturno até Pittsburgh – onde Stewart, então com 17 anos, estava a gravar o filme de Greg Mottola ,Adventureland – e fez um teste de câmara improvisado com a actriz."Ela tinha filmado a noite toda, mas decorou as falas de imediato", diz Hardwicke. "Ela dançou na cama e perseguiu pombos no parque. Eu estava cativada." Para Stewart, ganhar o papel foi a parte mais fácil. Ela de seguida precisava de se ajustar ao personagem."A única coisa que podia trazer para a Bella era ser eu própria", diz agora Kirsten Stewart. Ela é uma pessoa honesta, frontal, uma rapariga bastante coerente. Ela é solitária mas não sozinha."
 

Quanto ao carácter de Edward, Stephenie Meyer descreve-o como sendo "devastadoramente desumanamente lindo." Sem surpresas, transformou-se num galá para milhões."Toda a gente tem uma visão idealizada do Edward,"diz Hardwicke. "Eles foram irracionais(sobre quem iria ser escolhido).Como dizem as pessoas mais velhas, é bom que faças tudo correcto ". Ela quase não o fazia. Hardwicke tinha visto uma foto do Robert Pattinson, um britânico de 22 anos, mais conhecido por Cedric Diggory do filme Harry Potter e o Cálice de Fogo, mas não tinha ficado impressionada.Então R.Pattinson apanhou um avião para se encontrar com Catherine, na casa dela em Venice,Calif. A sua audição consistia numa cena de amor com K.Stewart na cama de Catherine."Foi electrico" diz Hardwicke. ."O quarto encolheu, o céu abriu-se e eu fiquei a pensar, que isto vai ser bom".

Os Fãs não tinham tanta certeza ao inicio, e muitos dos blogs foram brutais."Eu parei de ler depois de ter visto assinaturas que diziam "Por favor, outra pessoa,"" diz R.Pattinson, rindo.Para se preparar para o papel fez mais do que ficar longe do sol. Robert escreveu um diário como se fosse o Edward e afastou-se da família e dos amigos. "Quis sentir o seu isolamento,", diz ele.Ainda assim, Robert Pattinson não de transformou no Edward de todas as maneiras."Era suposto ser uma transformação completa, mas que não resultou muito bem".
 

Sem problemas.Os fãs já estão animados com o teaser trailer de Twilight – certamente um alivio para C.Hardwicke.Foram os fãs que a mantiveram motivada.Num único dia, por exemplo, a equipa de filmagens suportou neve, chuva e granizo."Ouve dias em que chorei, mas ai olhava raparigas e mães, que adoram o livro, á chuva(a olhar), e pensava, não posso ter pena de mim própria.É melhor me levantar e fazer uma grande cena.Não quero saber se chove granizo em cima de mim".Ou, que Deus não permita, que o sol esteja a brilhar.
 

 

Stephenie Meyer: Dentro da Saga Twilight

 

Uma conversa intimista com uma mulher que pode muito bem ser a próxima J.K.Rowling.

Escrito por Karen Valby

 

Durante um verão louco,enquanto o seu marido e três jovens rapazes dormiam, Stephenie Meyer escreveu uma montanha de páginas sobre um arrebatador romance entre uma rapariga inteligente de 17 anos e um vampiro lindo de morrer. Estava mistificada, como uma dona de casa a viver em Phoenix, arrasa completamente o mundo literário de Nova York.Ela juntou-se a um grupo acolhedor de pequenas escritoras, mulheres que escreviam livros de trivialidades, cartões Hallmark, e letras de musicas. De repente, teve coragem para contactar uma mão cheia de agentes literários, cujos nomes encontrou online, e enviou-lhes um excerto sobre o Twilight.Houve um que gostou e que ofereceu um contrato de três livros por 750.000 dólares.("Eu estava á espera de apenas 10.000 dólares para pagar a minha carrinha",diz S.Meyer.)Sem saber o que esperar da sua nova autora Mórmon, Little, Brown Books for Young Readers mais tarde enviou uma publicista para o Arizona – para ter a certeza, como S.Meyer diz com um sorriso,"Eu não usava uma saia sobre as minhas calças ou algo do género."
 

O nascimento do Twilight foi á cinco anos e uma vida atrás.Agora esta mulher de 34 anos é uma campeã de vendas do New York Times, uma escritora de livros traduzidos em 37 países, várias vezes milionária e, segundo os fãs e livreiras em geral, a segunda vaga desde a J.K.Rowling. Quando o Eclipse, o terceiro livro da saga, foi lançado o verão passado,apertou a mao a Harry Potter antes de suavemente o destronar do Nº1. Em Agosto, no dia 02 á 00:00h, caixas registradoras, por toda a parte, vão começar a registar as vendas de Breaking Dawn,o quarto e ultimo volume ansiosamente antecipado. A loucura não irá terminar nessa altura, visto que depois todas as atenções irão se voltar para o lançamento de Twilight, em Dezembro.

 

Um dia, algures em Maio, S.Meyer está em Salt Lake City a promover o seu primeiro livro para adultos, The Host, uma vigorosa mistura de romance e ficção cientifica, que rendeu na estreia 600.000 dólares e entrou para o Nº1. Na assistência,  duzentos incansáveis fãs gritavam pela escritora num nível apenas reservado a boys bands. Existem jovens mulheres e senhoras mais crescidas usando, da mesma maneira tshirts feitas em casa com slogans como"Adoro rapazes quentes com super poderes(e presas)" e "Adoro vampiros vegetarianos."Estão alguns alegres membros da comunidade online Twilight Moms, com quem Meyer tomou o pequeno almoço apesar ter tido uma sessão de autógrafos até á 1 da manha na noite anterior, e avós que dizem que se soubessem usar um computador, elas próprias começariam a criar o seu próprio site online. Existem mulheres que largaram os seus empregos para criar uma loja online, que vende Tshirts com inspiração no livro e jóias, e uma jovem adolescente que tem uma carta para S.Meyer que diz que os livros a persuadiram a não tirar a sua própria vida.
 

PRÓXIMA PAGINA:"Continuei a dizer que nunca mais existiria um livro, na minha carreira como o Harry Potter 7 .Quem diria que um ano depois, estaríamos a falar assim de novo."
 

Bastidores,  uma equipa de técnicos da escola secundária descansa num sofá antigo, comendo pizza , enquanto S.Meyer, com o seu cabelo castanho avermelhado preso num gancho como a Anne de Green Gables, se senta com a sua publicista e eliminam uma caixa cheia de questões colocadas pela assistência.(As eliminadas são as perguntas mais questionadas: se os vampiros ficam malucos com o cheiro do sangue, o que é que a Bella faz quando tem o período? "Que nojo", diz S.Meyer.) Um técnico coma uma tshirt preta vira os seus olhos para um jacto de energia que explode á frente da multidão."Eu acho que são muito bons livros, mas acho que algumas pessoas lá fora, precisam ter  vida própria,",  diz altivamente para a sala."São as mulheres de 50 anos que gritam mais alto", "Oh elas são apenas um pouco excitáveis, apenas isso," diz S.Meyer docemente. A publicista de S.Meyer recorda-se do tempo em que alguns fãs comecaram a designar-se a si próprios como Twi-Hards em vez do tradicional apelido Twilighters, então a blogosfera explodiu.Quando um executivo de Marketing da Little, Brown anunciou os planos para uma reunião de Twi-hards, a publicista pediu para ele cancelar, insistindo que ele estaria a exibir as bandeiras de guerra.
 

Quando S.Meyer eventualmente, sobe ao palco, a sua face e pescoço pálidos ficam vermelhos devido ao medo do palco, ela fala sobre o seu novo livro e dá conselhos sobre como chegar as estrelas para todos aqueles que aspiram ser escritores, presentes na multidão. Quando ela fala do Breaking Dawn, os murmurinhos começam novamente.O grande final, que irá responder de uma vez por todas, o futuro da humanidade de Bella,tem sido campeão de vendas Nrº1 no Amazon.com á mais de um mês:"Continuei a dizer que nunca mais existiria um livro, na minha carreira como o Harry Potter 7 ," diz a Directora de Publicidade da Borders, Diane Mangan."Quem diria que um ano depois, estaríamos a falar assim de novo." Com a antecipação online a atingir pontos altos – deverá a Bella terminar com o sexy Edward ou com o fiel Jacob? – Meyer está a sentir a pressão. Ela já foi Tao longe quanto escrever uma parodia para a sua publicista chamada "Breaking Down",na qual ela enumerava todas as maneiras possíveis de deixar os fãs furiosos."Tu tens de entender, " diz S.Meyer vagamente, como que falando para a criança inocente dentro de si,"não importa o que faças, as pessoas vão ficar chateadas contigo."

Umas semanas mais tarde, S.Meyer abre as portas da sua hospitaleira casa de cinco quartos em Cave Creek, Arizona. O seu marido, Pancho, com quem se casou aos 21 anos, e que recentemente deixou o seu trabalho como auditor numa firma de contabilidade para ser pai a tempo inteiro, está com os rapazes no parque aquático. Quanto a tour do The Host terminou, S.Meyer chegou a casa exausta para se confrontar com o pior prazo de entrega da sua pequena carreira. Ela teve apenas três dias, trabalhando no seu escritório em casa desde as 06:00 até á meia noite, para terminar os arranjos finais do Breaking Dawn.Lançar dois livros num verão foi uma loucura, e ela diz que nunca mais vai repetir esse erro. Ainda assim, diz S.Meyer, ouve uma grande satisfação em provar a ela própria e á sua publicista que ela não era só uma "vampire girl."Em Salt Lake City, a sua querida amiga Shannon Hale, escritora do livro juvenil Princess Academy e vencedora do premio Newbery, felicitou-a pelo The Host. "Tenho tanto orgulho em ti!Porque não tínhamos a certeza se a J.K.Rowling seria apenas uma escritora com um sucesso," disse ironicamente Shannon antes da sessão de autógrafos."Mas tu não és!"
 

PRÓXIMA PAGINA:" Eu leio todos estes autores e penso,este é um bom escritor.Eu nunca chegarei a este nível.Mas serei uma boa contadora de historias," diz ela, endireitando-se no seu lugar.
 

S.Meyer escreve de frente para a cozinha, com auriculares, ouvindo musica,  de modo a abstrair-se das brincadeiras alegres dos seus filhos, que tem idades entre os 6 e os 11 anos. Ela costumava ter fotos de família no seu web site, mas ela e Pancho, decidiram proteger os filhos dos olhares públicos.Ocasionalmente, ela vai receber a carta de um fã na sua casa, que não esta na lista telefónica, e essas cartas vão sempre para o lixo.E ela começou a receber chamadas anónimas no seu telemóvel de fãs, que gaguejam e soltam risinhos quando a sua inocente heroína atende."Numeros são fáceis de mudar," diz S.Meyer encolhendo os ombros."Mudar-me é mais difícil.Terão de me arrastar deste lugar numa prancha.Antes de me mudar, eu vou colocar cercas e comprar um cão.E depois vou ter um butano que ao premir vai dizer,"Soltem os cães!"" Não e surpresa que, S.Meyer não esteja inclinada a deixar que uns fãs mais exacerbados, a obriguem a deixar o seu refugio. Os seus pais vivem na vizinhança, assim como um dos seus irmãos. O melhor de tudo, a sua casa tem umas escadas em espiral até ao sotão, onde S.Meyer consegue obter algum descanso da blogosfera debaixo de um cobertor de estrelas reluzentes.
 

Os quadros estão a arrebentar com mensagens de desencorajamento, após os fãs terem obtido uma primeira visão da capa do Breaking Dawn.Claro que ainda não sabem, que foi ela própria que ajudou a criar a imagem – escolhendo um tabuleiro de xadrez com uma rainha branca e um tímido peão vermelho – e como ela se relaciona com o livro."Eles odiaram-na,"desafaba S.Meyer ,entre um batido e o hamburger, num In-N-Out ali perto. "Depois de algum tempo eles vão gostar, eu acho," diz ela, comparando com o furor dos gritos de discórdia quando Robert Pattinson foi escolhido para ser o Edward no filme Twilight. "Eles passaram-se e todos disseram coisas horríveis e agora todos os comentários nos seus posts dizem que quando Deus fez Robert Pattinson, ele estava a exibir-se." Difícil de refutar, tem sido contudo, a resposta negativa nos comentários online sobre o primeiro capitulo de Breaking Dawn."Houve muitas pessoas,"diz S.Meyer, rindo e atirando as suas mãos ao ar, "que disseram,isto não é o primeiro capitulo, a escrita é muito má!"

Em vez de se lamentar sobre os ocasionais comentários do One Star Amazon.com("livrodependente" por exemplo, declara que o Twilight "é tão mau como um vampiro no teu pescoço"), S.Meyer não consegue deixar de pensar nos quadros de mensagens. Ela adora os seus fãs e quer saber como eles respondem ao seu trabalho."As vezes o feedback ajuda," diz ela."Eu quero ser uma boa escritora... eu leio todos estes autores e penso, este é um bom escritor.Eu nunca chegarei a este nível.Mas serei uma boa contadora de historias ," diz ela endireitando-se no seu lugar. "E que coisa para se ser!"
 

PRÓXIMA PAGINA:"A jovem rapariga elevou-se confiantemente aos olhos da escritora. Vamos nos sentir satisfeitos no final do Breaking Dawn?"ela sussurrou implorando."
 

Todo o dinheiro, os fãs, a fama – nada se compara com a adrenalina que ela ainda tem de criar aquela primeira historia da sua imaginação e coloca-la em papel. Ela já tem uma primeira e segunda sequela para o The Host , desenhadas na sua cabeça. Já escreveu quatro capítulos de uma historia de fantasmas que ela chama de Summer House. E há o livro sobre viagens no tempo que ela criou no final desta mesma manha enquanto se maquilhava. E, claro, para o delírio dos seus fãs, ela já tem metade do Midnight Sun escrito, o Twilight do ponto de vista de Edward, á espera no seu computador.Existe a pressão para o terminar te-lo pronto para o próximo verão, mas S.Meyer não tem pressa."Ainda não vendi o Midnight Sun,"diz ela."Ainda é só meu. Provavelmente irei vende-lo quando terminar, por uma razão:quero te-lo exposto na minha estante  juntamente com os outros. Ou,"ela ri-se,"talvez o publique no meu web site."(Numa terra muito, muito longínqua as orelhas da sua publicista ficam vermelhas.)"Desde que descobri o quanto é maravilhoso escrever uma historia, eu não consigo parar,"S.Meyer continua."Mas a publicação e toda a politica e a negatividade?Eu não sei se valera a pena colocar todas estas historias cá fora para sempre." Por isso,de momento, ela não tem contrato com ninguém; não tem mais prazos para cumprir.Ela planeia tirar um ano inteiro só para escrever. São as historias que interessam mais, e não o circo que se cria á volta delas.
 

Para esse fim, S.Meyer espera que o lançamento de Breaking Dawn em quatro cidades, onde o vocalista dos Blue October, Justin Furstenfeld, irá fazer o espectaculo de abertura, será sua tour se sonho.("Apesar de prever que serei convencida a fazê-lo novamente porque eu sou um marshmallow.")A sua irmã mais velha,Emily, que vive em Salt Lake,lembra-se com alguma saudade de quando S.Meyer costumava cumprimentar 20 fãs em vez de 2000."Eramos apenas eu e mais cinco amiguinhos, porque é claro que eu emprestava os meus livros e pus todos os meus vizinhos a ler, e íamos para a gelataria e ela lia partes do manuscrito Midnight Sun para nos," diz Emily."Estes eram os encontros que a Stephenie adorava."
 

Já passou algum tempo desde a recente passagem por Salt Lake. Ela estava na quarta hora de assinaturas, quando uma rapariga de 11 anos, usando uma Tshirt com um diamante impresso,se inclinou sobre mesa para conseguir olhar bem para S.Meyer."Tu és a minha escritora favorita desde sempre!" disse ela, batendo palmas."Eu sou uma pessoa que julga muito os escritores, e não tenho nada de mau para dizer sobre ti. Quero dizer, sou muito rígida, eu nem sequer gostei do Harry Potter." S.Meyer parecia confusa por um momento a tentar perceber qual seria a resposta correcta para este elogio, e a jovem rapariga elevou-se confiantemente aos olhos da escritora. "Vamos nos sentir satisfeitos no final do Breaking Dawn?"ela sussurrou implorando.S.Meyer devolveu-lhe o livro assinado e sorriu."Nao te posso responder a essa questão,"disse ela, com uma voz alegre mas ao mesmo tempo firme."Mas eu senti  conclusao."

 

 



Patrícia_TP às 15:51 | link do post | comentar

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Adoro :)
Kristen, Kristen, que orgulho em ver-te voar cada ...
Querida And, obrigada por toda a tua dedicação dur...
Parabéns!!!
Maravilhoso!!
Alegria define em ver essas fotos <3
Como é bom ver fotos atualizadas desse homem marav...
Ok, muito obrigada! <3
Que máximo! Eu queria muito a tradução dessa parte...
Tão fofo!

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds