Terça-feira, 17.08.10
Olá Meninas!
Peço desculpa a minha demora neste capítulo, mas estive em época de exames, e precisei de uma semana para descansar depois dos exames.
Regressei com as baterias recarregadas, até porque apanhei um choque de 220 Volts :D .
Queria também vos agradecer pelos imensos comentários carinhosos da vossa parte.
Muitos Beijinhos,
Sofia Antunes

 

 


Capítulo 9

 

Momentos Finais



O chão pavimentado do parque de estacionamento do aeroporto de Seattle estava molhado, pela chuvada que caíra no caminho de ida.

O meu nervosismo aumentava à medida que o tempo era cada vez menor, e senti um alívio quando avistei Edward no corredor Norte do aeroporto. Acenou-me levemente e sorriu-me descaradamente, enquanto continuava a andar.

- Olá! – disse, beijando-me os lábios.
- Oi! – consegui dizer, sem fôlego.

A minha filha olhava concentrada para o grupo maior de pessoas que se encontrava na ala este do pequeno aeroporto, que pareciam cantar uma música ao de leve, como que a tiritar «la,la,la,laaaa».

Procurei o ecrã de onde anunciava a chegada do avião. Estava atrasado cinco minutos, o que me deixava mais nervosa. Queria acabar com isto, o mais rapidamente possível.

Depois de esperar aquilo que me pareceu serem nove minutos, a primeira pessoa vinda do avião passou pela porta onde era anunciada em várias línguas ‘Chegada’. Levantei-me, ficando petrificada durante alguns segundos, e depois de muitas outras pessoas passarem, a minha mãe apareceu vinda de dentro da sala.

Vinha com um casacão de Inverno, cujo cheiro, vinha de certeza de um armário, de onde não o tirara durante anos, na mão, e uma fita preta no cabelo, segurando-lhe a franja.

Logo que me viu, reconheceu-me, e veio a correr ter comigo. Abracei-a e a minha mãe estremeceu ligeiramente do frio da minha pele.

- Estás tão diferente filha – Disse a minha mãe com as lágrimas nos olhos. – Estás linda!
Beijou-me no rosto e depois virou-se para Edward e disse-lhe:

- Olá Edward! Tu continuas muito bem – disse cumprimentando-o.

Depois, virou-se novamente para mim e disse:
- Estás mesmo diferente, nem pareces a mesma – parou para recuperar o fôlego. – Mas não fiques triste, estás ainda mais linda!
- Obrigada mãe. – Consegui balbuciar perante tal constrangimento.
- E eu não acredito! – disse olhando para a Renesmee. – Está criança é a vossa filha adoptada? – perguntou-nos.
- Sim, é – respondi-lhe.
- É tão parecida com vocês, jurava até que seria vossa filha verdadeira. Mas é tão grande, e bem feitinha. – Disse-me com um orgulho de avó.
- Então e como estás tu? – perguntei tentando mudar de assunto.
- Estou bem, o Phil manda cumprimentos, está em época de treinos e não pôde mesmo vir.
- Não tem problema mãe – respondi-lhe mostrando-lhe o meu maior sorriso.

Edward pegou nas malas da minha mãe e levou-as para o carro, enquanto nós continuávamos a nossa conversa sobre assuntos triviais, como a Renesmee, a minha vida de casada, e Forks.

Afinal, tanto medo tivera eu, para esse medo se revelar uma parvoíce sem ‘pés nem cabeça’. Ficara realmente feliz com a estranha compreensão da minha mãe, mas tal como a filha, Renee sempre fora muito imprevisível.

*

Os últimos preparativos para a festa estavam a ser feitos, e pensando bem, a festa até seria agradável, tirando todos os exageros, Alice era a organizadora de festas perfeita, e qualquer pessoa extrovertida adoraria ver uma festa organizada por ela.

A senhor das entregas tinha vindo trazer a última entrega de frango assado, e toda a gente tinha-se retirado para os quartos, prepararem-se.

A hora de início da festa era às nove, e enquanto a hora não chegava, Renee permanecia em casa de Charlie, Jacob e o resto dos lobisomens andavam pela floresta na sua forma humana e outros vampiros pareciam aproximar-se das fronteiras.

Passando despercebida subi as escadas até ao quarto de Esme. Bati levemente à porta e do outro lado ouvi um delicado ‘Entre’. Abri a porta, e encontrei Esme com um vestido comprido, preto e com um decote triangular, e com o cabelo perfeitamente alinhado.

- Uau! Ninguém me disse que isto era um baile de gale Esme! – disse-lhe estupefacta.
- E não é. Mas como não tenho muitas oportunidades para me vestir assim, todas as ocasiões são poucas – disse rindo-se.
- Tens razão Esme. Ah.. Esme, preciso de te pedir uma coisa.. – disse-lhe ligeiramente envergonhada.
- Diz querida. – disse-me suavemente.
- Eu comprei um medalhão para o Edward, mas acho que é uma prenda muito simbólica, e queria pedir-te, se podias deixar-nos passar uma semana na Ilha Esme.
- Oh, sem almofadas rasgadas? – disse rindo-se. – Estou a brincar. Parece-me uma óptima ideia.
- Então quer dizer que posso? – perguntei-lhe
- Sim, claro. Agora nem precisam de avião. Segues para Sul, até ao Brasil. Aí apanhas o barco.
- Obrigada Esme! – disse abraçando-a. – Ah .. – acrescentei. – Tenta manter segredo, pelo menos até à noite.
- Vou tentar, não menosprezes as capacidades do meu filho.
- Eu sei! – disse-lhe sorrindo.

Saí do quarto devagar e desci as escadas até à sala. Alguns dos móveis estavam mais encostados, e no meio, erguia-se majestosamente uma pista de dança com uma plataforma giratória e uma mesa cheia de comida «lobisomens esfomeados» pensei para mim, rindo-me baixinho.
Saí disparada pela porta do fundo e corri rapidamente até à casa de campo.
- Amor – disse, beijando Edward.
- Já tinha saudades.
- E eu também – respondi-lhe – a Nessie?
- Apresento-te... A Princesa Renesmee! – disse ele.
A minha filha entrou na sala envergando um bonito vestido de cetim cor-de-rosa com uma faixa à cintura que acabava em laço.
Ela fez-me uma elegante vénia e depois correu para mim.
- Mãe! – Gritou – tive muitas saudades tuas – disse-me.
- Também tive muitas saudades tuas minha filha.

- Bella, desculpa interromper, mas é para te lembrar que tens de te preparar. Tens apenas uma hora.
- Sim Edward, tens razão – disse piscando-lhe o olho.
Foi aí que vi como ele estava vestido. Exibia um smoking preto, com uma camisa branca e assentava-lhe tão perfeitamente que podia jurar que fora feito especialmente para ele.

- Uau! Que bonito que tu estás! – disse sorrindo.
- Quero algo à altura meu amor. Vai te preparar!
- Vou tentar, é difícil igualar tanta beleza – disse soprando-lhe um beijo.
Dirigi-me ao quarto de vestir pronta para procurar um vestido de entre os muitos vestidos metidos em sacos fechados, até que vi em cima do divã um vestido de cetim vermelho. «Alice» pensei.
Vesti o vestido e fui ver-me ao espelho. O vestido assentava-me muito bem, era exuberante mas muito conservador e clássico e dava-me confiança.
Calcei os sapatos de salto alto pretos e prendi o cabelo num apanhado desalinhado.
Saí do quarto e fui até à sala. Quando cheguei à sala Edward olhou para mim e arregalou os olhos.
- Sem dúvida superaste – conseguiu dizer.
- Não sejas pateta. Estás muito melhor – disse chegando-me a ele para o beijar.
- Mãe, temos de ir – chamou a Renesmee à atenção.

- Tens razão filha. – disse levantando-me do sofá e puxando o braço de Edward – Vamos.

Edward pegou Renesmee ao colo e corremos rumo à casa grande, para aguentarmos uma festa de arromba, organizada pela excelente organizadora de festas, Alice.

 



Carolina às 21:43 | link do post | comentar

14 comentários:
De inesrobert a 10 de Janeiro de 2011 às 09:59
Nunca mais sai a nova fanfic?? estou à espera à séculos!


De bea.isabel a 25 de Abril de 2011 às 00:25
Por favor continua e mete os outros capitulos eu adorei e tou anciosa para ver mais!!!


De monica a 8 de Abril de 2017 às 21:34
Devias contactar a Stephanie Meyer....sei que nao vais ver os meus comentarios pois iso foi postado em 2010 e estamos em 2017 gostava tanto de saber o fim da historia ....quem me dera que continuasses....contento me em imaginar..........................


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Ok, ok, já estou esclarecida. Obrigada And.
Não, continuam noivos. A Katy e o Robert já são am...
Este jantar não quer dizer nada, mas estou baralha...
Uau, o cabelo louco e as patarras estão de volta.
Alguém poderia enviar University of Edward Masen p...
Pensei o mesmo x)
Noutra altura estaria delirante por saber que esta...
Eu sou um grande fã da saga Twilight e não sabia q...
Custa-me dizer isto mas, estas fotos são horripila...
Lindo!

Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds