Sexta-feira, 20.03.09

A realizadora de Crepúsculo respondeu às questões de vários fãs, tal como tinha prometido.

 

Katie: Quem escolheu a música para a banda sonora de Crepúsculo?

CH: Eu tenho uma secção pormenorizada no Twilight Director's Notebook que explica todo o processo. Em poucas palavras - o director faz as decisões finais, mas o músico supervisor, Alex Patsavas, o Editor Musical, Adam Smalley, e o editor de filme, Nancy Richardson, todos tinham uma grande parte do processo de tomada de decisão. E, naturalmente, o primeiro lugar que eu olhei para a inspiração foi a playlist da Stephenie - Tivemos sorte em ter músicas de Radiohead, Muse, Linkin Park, e Collective Soul. 

Twilightforest: Se tivesses a oportunidade de voltar para a produção de Crepúsculo (consciência da história, linhas deixada de fora do filme que os fãs amavam no livro) que grande parte do livro irias adicionar ou expandir?

CH: Eu acho que o filme estava direito no comprimento. De que sentiste falta?

Leanne: Qual foi a cena mais frustrante para trazer à vida a partir do guião?

CH: Trabalhar nas condições climáticas extremas do Inverno passado fizeram as cenas exteriores serem dificeis - especialmente a cena de baseball ea cena na praia em La Push. Ficamos CONGELADOS!

Que cena global ficaste mais orgulhosa quando estavas a acabar as filmagens do filme?

CH: Eu amo a cena do "há quanto tempo tens dezessete anos?". Eu gosto das deslocações intoxicantes da câmera e as performances dos actores. Eu também adoro a cena do beijo. 

Angela: Qual é a tua parte favorita de todo o processo cinematografico, ou seja, pré-produção, filmagens reais, a pós-produção, promoção, talvez, e porquê?

CH: A de pré-produção é a mais criativa - deixar-te criar idéias geniais - sem restrições. Há aqueles momentos de pura imaginação – e depois de realidade (orçamento, previsão do tempo, o cronograma) bate-te no rosto - rígidamente.

Lynn: Ao lidar com os actores, houve alguns exercícios especiais que lhes fez para ajudá-los a entrar na personagem?

CH: Nós às vezes faziamos improvisações de cenas que não estavam no filme - como nós ensaiamos a chamada da Bella para o pai, perguntando se poderia ir morar com ele. Também tivemos um coreógrafo que veio ensinar uma "aula de gato" - mostrando-nos como os predadores se movem nas perseguições e combates. Nikki e Rachelle entraram especialmente nisso - quase tivemos uma deliciosa luta de gatos.

Marjie: Olá! Eu estava a pensar, como foi no off-câmera? era louco? quem era o prega-partidas do elenco?

CH: O Rob foi um grande desportista e tinha sempre únicos e originais comentários. O Kellan tem alguns grandes “movimentos do Sul”, e a Nikki dizia sempre coisas como "Adivinhem, eu acabei de ter um bébé na Wikipedia".

Alyssa ~ Cullen: Por que escolheste a cena da luta para começar a filmar o filme?  

CH: Em “Lordes de Dogtown”, eu fiz a cena mais difícil primeiro, e acabou por ficar genial porque durante o nosso tempo de prepraração, antes começamos a filmar, podemos realmente ensaiar e trabalhar algumas das nossas questões técnicas. (Nesse caso: como fazer o filme com actores a surfar!). A cena da luta tinha um quarto cheio de espelhos e complicado trabalho de duplos e de fios – sem falar da pesada carga emocional da cena. Eu sabia que se filmassemos isso no fim, estariamos exaustos de filmagens e provavelmente teriamos apenas algumas horas de um Domingo para preparar tudo. Desta forma, conquistamos o nosso maior desafio desde início - enquanto estamos frescos e com muito tempo de ensaio. Além disso, o Cam Gigandet tinha outro emprego e teve de sair após as primeiras três semanas de filmagem!

Tania P: Que cena pensaste "Uau esta vai ficar bem no filme"? E porquê?

CH: Eu estava muito animada com a filmagem da cena da árvore - eu pensei que seria tão bonita. Mas acabou por ser um dos nossos dias mais frios. Eu também adorei realmente filmar o Rob a tocar piano ... foi incrível ver os seus longos dedos de vampiro a se deslocarem nas teclas de marfim.

Stephanie: Já que o filme foi baseado numa obra literária extremamente bem sucedida - Alguma vez sentiu a necessidade urgente de consultar Stephenie para a direcção em qualquer cena ou o filme como um todo?

CH: A Stephenie estava envolvida tanto quanto podia - (ela nos deu notas de guião, visitou o estúdio por várias vezes, fez uma breve aparição, e deu-nos notas sobre os cortes) - ainda que tenha escrito e promovido dois outros livros durante o tempo em que estávamos a fazer Crepúsculo! Ela é incrível – é pena que ela não esteja no governo não é?

Salomé: Eu gostaria de saber ... se fosses um personagem do filme / saga, quem serias?

CH: Eu queria ser a Bella!

Laura Cristiano: Porque é que o Edward e a Bella nunca realmente dizem as palavras "eu amo-te" no filme?

CH: Para mim, eles disseram que se amavam mutuamente em formas muito mais fortes do que realmente dizendo as palavras.

Betty: Supondo que foi intencional, de quem foi a brilhante idéia de colocar a coruja atrás do Edward na aula de Biologia para que ele parecesse ser um anjo com asas?

CH: Gene Serdena, a nossa fantástica decoradora, colocou a belíssima coruja no set - Acho que ele é alugado de uma universidade. Quando eu vi, eu alinhei-a para trás do Edward ....

Ashley: Que coisa aprendeu ao realizar Twilight que vai levar para futuros filmes?

CH: A relação entre os personagens é o elemento mais importante. A química entre Bella e Edward tinha de ser forte para nos fazer preocupar.

CarleneLove: Rapidamente, eu queria dizer o quanto eu adoro a comédia que trouxe para a história do filme. A minha pergunta é, quais foram os seus pensamentos e idéias, para adicionar no momento?

CH: Risos proporcionam alívio dos graves momentos - quebram a tensão. Todos nós queremos variedade nas nossas vidas - amigos que nos fazem rir, que nos fazer chorar, que nos fazem sentir. Eu vi os amigos humanos da Bella e o seu pai como grande casas para injectar comédia. Eu também queria sentir o absurdo de Edward levar a namorada para casa para conhecer a sua "família - uma" casa cheia de vampiros "! .... E - Eu gosto de rir!

becca_bby: enquanto filmavam o filme, como lidaste com as dificuldades de um orçamento apertado? Se tivesses um  sonho de orçamento, o que terias feito diferente?

CH: No Twilight Director’s Journal - incluímos algumas das minhas listas detalhadas de filmagens porque eu realmente tinha a planear cada dia quase até ao minuto. Uma coisa que eu realmente queria era filmar uma bela sequência subaquática de sonho que eu planeei para tecer ao longo de todo o filme.

Melanie Cameron: No Salute de Crepúsculo em San Francisco a 20 .-22 de Fevereiro, vários membros do filme disseram à audiência que teve de levá-los a todos para uma dança das nuvens. Pensei que era realmente puro e estava-me a perguntar o que a inspirou para os levar a isto?

CH: Por causa da pele do Edward, não podíamos filmar com sol, e nós também não podiamos filmar fisicamente se estivesse a nevar, ou a chover muito. Então, basicamente, precisávamos de nuvens - o tempo todo! O tempo simplesmente não funciona assim - então um dia no parque da  escola estávamos à espera há tanto tempo que o sol fosse para trás das nuvens que parecia que não iamos filmar nada nesse dia. Então eu comecei cantar "Nuvens, nuvens, nuvens" e as pessoas começaram a dançar e pedir para baixo "nuvens" do céu. Foi a loucura!

LIONLOVER1918: Houve algum momento no filme em que desejou poder ser um dos actores, em vez da realizadora? Quem era?

CH: Eu queria ser o Edward e fazer algumas das sequências de voar no arnês. Isso parecia divertido!

SibbySue: Como um arquiteto que sou, estou muito curioso para saber como a sua experiência em arquitetura influencia o seu processo de descoberta e de decisões como directora.

CH: Como arquitectos, pré-visualizamos as coisas antes de elas existirem. Temos de ver as possibilidades que os outros não conseguem ver. A minha altura preferida é quando as minhas mãos me surpreendem quando começam a  esboçar as coisas por conta própria.

Suzanna Maltby: Acha que o processo de realizar o filme a tornou mais próxima da série Twilight?  

CH: Sim! Eu sinto que tenho de conhecer os personagens - nos meus ossos, no meu sangue. Eles serão sempre uma parte da minha família.


Joana TP às 00:05 | link do post | comentar

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Nova tatuagem?
sai o divórcio no museu antes de no papel :D
É interessante ver Michael Sheen em um papel difer...
Obrigada!
Obrigada! Sê bem-vinda :)
Oi, sou do Brasil e sou nova por aqui, estou amand...
Não sabia que se conheciam, a St.Vincent faz parte...
Corrigido, obrigada :)
Sabe tão bem voltar a ver fotos dele em ação. Uma ...
A foto não tem dia específico. É de ''há alguns di...

Arquivo
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds