Segunda-feira, 22.11.10

 


Capítulo 20

Versão do Quil

 

"Seth...controla o teu pensamento por favor!"

"Desculpa..."

"Pelo menos tenta não imaginar esse tipo de cenas, têm demasiado mel."

Seth estava, outra vez, a pensar em Rubi, fazia filmes dentro da própria cabeça, passava horas a sonhar com o dia em que ela se declarava, a imaginar cenas românticas entre eles os dois.

Estavamos a fazer a nossa ronda habitual, há três anos que não passavam por lá grandes problemas, tivemos aquele imprevisto quando a Rubi chegou mas depois a Alice previu os Volturi a mudarem de direcção e a verdade é que eles nunca mais apareceram. Começava a sentir saudades de sentir adrenalina correr-me nas veias.

"Acho que está tudo normal." concluí.

"Sim. Vamos voltar. A Emily deve ter uns bolinhos à nossa espera." disse Seth.

**

"Não encontramos nada."

"Ainda bem!" disse Emily. "Façam-me um favor. Vão acordar o Sam."

"Não conseguiste?"

"Não, está a dormir que nem uma pedra. Por isso, arrastem-no da cama porque já são quase horas de almoçar."

"Ok chefe!" brincou Seth.

Dirigimo-nos para o quarto de Sam.

"SAM" berrou Seth.

"Esquece assim não vais lá."

"Então acorda-o tu."

"Vê bem." disse eu. "Sam...a Emily não se está a sentir muito bem" sussurrei perto do ouvido dele.

"Hmm, o quê?" perguntou Sam embriagado de sono. "Emily..." Olhei para Seth e sorri pela conquista.

"Levanta-te meu. A Emily está farta de chamar por ti!" agora falei de maneira mais audível.

"O quê? Ela está bem?" disse enquanto se sentava bruscamente na cama ainda com os olhos fechados.

"Está! Mas quer almoçar. Mulheres com fome são como leoas, atacam tudo o que aparece à frente."

"Fogo Quil, assutaste-me. Já vou!"

Ouvi a porta da entrada a bater.

"Tia Emily!" ouvi alguém gritar. A voz era familiar, eu reconheceria aquela voz em qualquer parte do mundo, eu sentiria a sua presença, ela estava cá? Não podia ser.

Corri para a cozinha, parei quando cheguei à porta e vi... Ela estava crescida, e muito, muito linda… aparentava ter á volta de 17 anos, mas eu sabia que tinha apenas 15. Os cabelos castanhos batiam-lhe pelo meio das costas, estava com um vestido preto que lhe assentava perfeitamente, no corpo que se tinha desenvolvido demasiado para a sua idade nestes três anos e tinha o rosto agora divinamente desenhado, tal e qual uma mulher. Claire estava simplesmente... não há uma palavra que a possa descrever.

"Claire?" o nome dela soltou-se do meu coração e senti-me livre, sem aquele aperto que me atormentava desde que ela tinha partido.

Corri para ela e apertei-a num abraço carregado de saudade. Para minha surpresa e desilusão, ela não me correspondeu. Permaneceu com os braços quietos, não se movendo nem um centímetro. Lentamente separei-me dela.

"Claire...estás tão linda… tive tantas saudades tuas, miúda!" voltei a aperta-la nos meus braços, mas os dela continuaram inertes ao longo do corpo. Voltei a olhar para ela. Alguma coisa estava errada. A minha Claire, nunca me recusaria um abraço.

“Está tudo bem Claire?”

Não tinha qualquer expressão no rosto, e os olhos estavam sem vida.

"As coisas mudaram." Disse-me apenas afastando-se de mim.

"Que coisas? Claire, o que…?"

Ela não respondeu, e abraçou Emily que baixou o olhar.

Os meus olhos inundavam-se de lágrimas. Não aguentei mais a pressão e saí a correr. Quando me apercebi estava em forma de lobo e corria desalmadamente em direcção ao penhasco.

"Quil por favor! Volta!" pedia Leah por pensamento.

"Não, deixem-me em paz por um bocado." berrei silenciosamente.

Parei quando a porção de terra terminou. Agora à minha frente tinha um grande precipício e lá em baixo o mar batia na rocha com violência. Comecei a sentir pingas no focinho, olhei para o céu e vi que as nuvens negras se aproximavam da costa, traziam tempestade certa.

Deitei-me sobre a terra molhada e fiquei ali a contemplar o mar.

Porque teria Claire reagido assim? Sentia um buraco no meu peito, era como se a ausência dela tivesse voltado e fosse mais forte por ser consentida e desejada por ela. Ela não me via há três anos e mesmo assim só eu sei o que lhe custou separar-se de mim naquele dia. Nunca me esqueceria do dia em que a vi partir no carro, o dia em que ela ficou a conhecer o meu verdadeiro eu. Seria por isso a resignação dela agora? Seria por eu lhe ter escondido a minha identidade? Não conseguia compreender.

Sentia o meu pelo esvoaçar com a força do vento, sabia bem, apaziguava a minha alma, refrescava a minha mente.

Acabei por adormecer.

Quando acordei o sol estava a rebentar por trás do mar, ao meu lado estava uma toalha e uma muda de roupa. Não sabia quem o tinha posto lá mas estava realmente agradecido. Acabei por me aperceber de que tinha regressado à minha forma humana e estava nu apenas com um lençol por cima, molhado da chuva. A tempestade tinha terminado, nem sabia se tinha realmente acontecido. O som do mar era delicioso ao acordar. Vesti-me rapidamente e fiquei sentado, no mesmo sítio a relembrar e a pensar sobre tudo o que me tinha levado ali.

"Volta, por favor."



Carolina às 21:24 | link do post | comentar

8 comentários:
De Hb a 22 de Novembro de 2010 às 21:56
Olha e a primeira vez que leio a tua fanfic, mas adorei vou andar mais atenta a tua historia. Bjs


De carolina a 22 de Novembro de 2010 às 21:58
Parabéns, está mesmo bonita!
Mal posso esperar pelo resto da história.
Beijocas fofas


De Xoana a 22 de Novembro de 2010 às 22:37
Também e a primeira vez que estou a ler a tua história e estou a adorar. Continua por favor. Kiss


De Inês a 22 de Novembro de 2010 às 22:49
Eu já sou leitora assídua da tua fanfic e mais uma vez não desiludis-te.
Mal posso esperar por ler o próximo capitulo... *.*


De Rita a 22 de Novembro de 2010 às 23:05
Tadinho do Quil
Adorei o capitulo :)


De The Dreaming Me a 23 de Novembro de 2010 às 00:13
mais uma leitora assidua impressionada

estou anciosa pelo proximo capitulo *-*

bjs


De RitaS a 5 de Dezembro de 2010 às 00:46
Bem a tua fanfic está mesmo boa! (comentário geral)

Gostava que publicasses o resto, porque esta fanfic está mesmo emocionante!

Parabéns!
Bjinhos ;D


De RitaS a 5 de Dezembro de 2010 às 00:47
Esta fanfic está espetacular!

Continua!

Parabéns!

Beijinhos :D


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Contador: hits

Staff do TP: And, Carolina
layout: MissangaAzul


Contactos


em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Eu gosto de perfume é muito bom
Eu gosto da sua contribuição é muito agradável, sa...
Ok, ok, já estou esclarecida. Obrigada And.
Não, continuam noivos. A Katy e o Robert já são am...
Este jantar não quer dizer nada, mas estou baralha...
Uau, o cabelo louco e as patarras estão de volta.
Alguém poderia enviar University of Edward Masen p...
Pensei o mesmo x)
Noutra altura estaria delirante por saber que esta...
Eu sou um grande fã da saga Twilight e não sabia q...

Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds