Sexta-feira, 13.05.11

 

 

 

 

 

Versão da Nessie

 

Desespero. A palavra que melhor caracterizava aquilo que eu estava a sentir. Não era possível que Rubi tivesse sido levada. E a Leah e o Seth estivessem no quarto ao lado em mau estado. Eu estava deitada na minha cama, ao lado de Jake que, por via dos factos, ficou a tomar conta de mim. Os meus olhos pesavam, doía-me a cabeça, mas eu não conseguia nem queria adormecer. A minha mente não era capaz de descansar. Jake passava os dedos pelos meus cabelos.

"Dorme pequenina..."

"Não consigo, mas podes dormir tu, não te preocupes, eu não saio daqui."

"Esquece, é impossível." abraçou-me.

"Será que o Seth já acordou?" perguntei.

"Provavelmente não. As defesas dele estão muito em baixo, mas queres ir ver?"

"Eu ficava mais descansada..."

"Então anda."

Agarrou-me a mão e arrastou-me para o quarto onde eles estavam deitados. Aquele quarto era intitulado de "Mini-hospital do Carlisle", tinha duas camas e equipamento necessário para problemas mais comuns entre o mundo de vampiros e, mais recentemente, lobisomens.

Leah estava acordada a olhar para o exterior através da janela ao lado da cama onde estava deitada.

"Leah..." sussurrou Jacob.

"Entrem. Já há novidades?"

"Não." respondi.

"Como te sentes?" perguntou Jake.

"Muito melhor..."

"Não parece, estás em baixo. Que se passa?"

"Eu estou bem fisicamente, mas... sinto-me culpada por não ter conseguido ajudar."

"Não te culpes, não vale a pena."

"Não me consigo conformar depois do que vi e senti." fez um pausa. "O Seth a ser brutalmente torturado e eu a sentir-me impotente em relação a isso. Não sei como aconteceu, mas eles conseguiram partir-me o pé. Claro que agora já está curado, mas na altura...não me conseguia mexer. Senti-me tão inútil. Foi horrível, vi o meu irmão a sofrer. Acreditem, se eu apanho aquelas sanguessugas eu mato-as."

"Tem calma Leah, já passou!" disse Jake.

"Não passou nada. O meu irmão continua inconsciente, a Rubi desaparecida, os meus amigos estão a procura dela e nunca se sabe o que pode acontecer. Achas que já passou?"

Jake baixou o olhar, avancei para junto de Leah.

"Acredita..." sussurrei ao seu ouvido.

Leah pôs os braços à minha volta e abraçou-me.

"Obrigada Nessie." disse enquanto chorava discretamente no meu pescoço. Jake aproximou-se de nós e abraçou-nos às duas. Ouvimos um gemido.

"Hmm"

Leah levantou-se rapidamente em direcção à cama de Seth.

"Maninho..." chamou.

"Mana..."

"Chhh, não fales, descansa." disse Leah aliviada.

"A Rubi?" perguntou com algum esforço.

"Tens de descansar... Depois falamos."

"Eu estou bem Leah. Diz-me onde ela está." a voz de Seth começava a ficar mais límpida e fluída.

"Não sei... O Sam foi com o resto à procura dela, levaram os vampiros com eles para reforço. Não te preocupes, eles vão encontrá-la."

"O Jake? Também foi?"

"Não. Estou aqui." interpelou Jake. "Como te sentes?"

"Sinto-me bastante bem, um pouco dorido mas de resto..." esticou a cabeça para ver Jacob. "Oh, Nessie, olá, não reparei que também estavas aí."

"Olá." foi a única coisa que me ocorreu para lhe responder.

"Mana, estás bem?"

"Estou óptima."

"Então vamos ter com eles, procurar a Rubi."

"Nem pensem, o Carlisle não ia concordar. Seth ainda tens de descansar." informei-os.

"Não consigo descansar sabendo que a Rubi está com aquelas sanguessugas nojentas."

"Se queres estar bem faz o que te digo."

"Não quero estar bem se ela não estiver bem. O Jacob entende-me, vocês são o nosso Mundo. Sem vocês, nós não sobrevivemos."

"Tens de aguentar mais uns tempos." disse Jake. "Eu entendo-te mas assim não vais longe. Não estás apto para isso."

"Obrigadinha..." disse Seth sarcásticamente.

 

Versão da Rubi

Mais umas horas isolada do mundo, isolada do Sol, da chuva, do vento, isolada dos meus amigos, isolada do Seth, isolada de tudo o que me fazia viver. O meu estômago estava contraído, pedia algo para digerir. As minhas defesas estavam em baixo, não tinha força para me pôr de pé, pelo que permanecia sentada sem me mexer. Precisava de me entreter com alguma coisa até alguém voltar. Meti a mão ao bolso na esperança de encontrar um rebuçado.

Nada!

Acabei por adormecer.

"Miúda! Acorda!" alguém gritou junto a mim.

Abri os olhos e vislumbrei a beleza de Alec. A pele perfeitamente esticada brilhava com o raio de sol que lhe atingia a cara. Perguntei a mim mesma de onde vinha aquele raio...provavelmente do mundo que eu deixara de ver há bastantes horas atrás.

"Vá, Aro está à tua espera." informou-me.

Levantei-me com a sua ajuda, a sala onde me encontrava não era a mesma onde tinha estado pela última vez que me lembro de estar acordada. Ele avançou em direcção à porta para que eu o seguisse.

"Obrigada." disse eu educadamente contrariada.

"Não tens de quê." respondeu Alec com um sorriso nos lábios olhando para mim por cima do ombro. Aquilo soou-me estranhamente bem. Será que havia alguém com coração naquele sítio?

"Espera por mim." pedi.

Ele assim o fez, abrandou o passo para que eu o alcançasse. Entramos num elevador.

"O que é que Aro me quer?" perguntei.

"Irás ver." olhou para o chão e prosseguiu. "Tenta não responder agressivamente, ele não gosta, sê simpática, tratar-te-á melhor."

"Como poderei ser simpática com aqueles que querem a minha desgraça?" Alec sorriu com a minha pergunta.

"Aro não quer a tua desgraça, quer apenas que te juntes a ele."

"Ele quer-me obrigar a isso."

Alec olhou para mim e carregou no botão 'stop' do elevador, fazendo-o parar.

"Tenta resistir aos pedidos dele, mas não sejas insolente. Ele deixa-te ir, mas não vai desistir. Em princípio é isso que ele irá fazer. Mas não te posso garantir nada."

"Tu não queres que me junte a vocês?"

"Não desejo esta vida a ninguém..."

"Porquê?"

"Já falei demais. Não me perguntes mais nada, eu não te disse nada."

"Mas...Aro vai descobrir, basta ler a mente de um de nós."

"O problema, se isso acontecer, é meu."

Voltou a pôr o elevador a andar.

"Obrigada." agradeci.

"Não agradeças. Usa o que te dei inteligentemente." as portas do elevador abriram. "Vamos!"

A primeira coisa que vi foi um enorme portão, maior que a porta da sala onde me isolaram. As portas abriram mal nos aproximamos.

"Aro, cheguei." disse Alec.

Aro aproximou-se, vindo do fundo da sala, que eu não conseguia determinar ao certo onde terminava, assemelhava-se a um túnel.

"Minha querida Rubi..." disse enquanto se dirigia a mim. "Obrigado Alec. Podes ir ter com a Jane, está na sala de convívio."

"Certo, mestre." Alec olhou para mim abanou a cabeça, sorri muito levemente.

"Então, já decidiste se ficas connosco?"

 

 



Constança às 21:30 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds