Sexta-feira, 05.08.11

"Angel Of Mine"

Capítulo 7 - Indecisão

 

 

 

 

Na manha seguinte, ainda me custava a acreditar nos acontecimentos da noite anterior.
No fim da minha discussão com Edward, tratei de deixar a casa dos Cullens o mais rápido que me foi possível.
Não conseguia tirar da minha cabeça a nossa conversa. Ele tinha admitido que era ele, quando me pediu que não comentasse com ninguém. Ele não queria que ninguém soubesse que ele não envelhecia.
Como não havia nenhuma explicação lógica para esse facto, comecei a ponderar algumas teorias menos racionais. Embora eu tenha recusado esse facto do princípio, agora que ele mo confirmava não havia volta a dar, tinha de considerar todas as opções, mesmo que fossem contra tudo aquilo em que acreditava. Talvez tivesse que considerar o facto de Edward não ser humano, ou ser algo mais que humano. Qualquer das opções me parecia ridícula, mas que mais poderia eu pensar?
A sua atitude na noite passada tinha sido intolerável. Se ele me tivesse pedido que eu guardasse segredo, eu guardaria. Não que mesmo assim fosse contar a alguém.
Decidi, para bem da sanidade mental que me restava, tentar manter-me tão afastada dele quanto me fosse humanamente possível. Embora eu soubesse que à partida seria uma tarefa difícil, havia algo nele que me atraia, e por mais que eu quisesse, não parecia conseguir mudar esse facto.
Quando cheguei à escola, Alice esperava-me na entrada. Estava sozinha, o que não podia ser bom sinal.
- Bom dia – Tentei soar normal e alegre, mas Alice tinha um ar carrancudo.
- Quero saber o que se passou ontem. - Foi logo directa ao assunto.
- Como assim? – Fiz-me de inocente, não queria falar mais sobre aquela noite.
- Bella, sais-te disparada lá de casa, o Edward foi logo a seguir a ti trancar-se no quarto, e hoje disse que não se sentia bem e que não vinha a escola. O que é que isso nos diz?
- Diz-nos que ele é um mentiroso, e um preguiçoso que não quer vir as aulas.
Alice olhou para mim com o seu ar de "a sério? Pensas mesmo que me enganas?"
- Alice o que se passou é que eu e o Edward tivemos um desentendimento de opiniões. – E que desentendimento.
- Só isso? – Ergueu uma sobrancelha, desconfiada.
- Sim Alice, só isso. – Por um lado era a verdade, embora muito sintetizada.
Fizemos o resto do caminho em silêncio, embora eu soubesse que Alice ia a matutar na melhor maneira de arrancar a verdade. Ela sabia que algo não estava bem, e no fundo só estava a tentar ajudar.
As aulas decorreram normalmente, e no fim do dia, quase que conseguia lembrar-me do que era ter uma vida normal.
Cheguei a casa e não estava ninguém, por isso subi para o meu quarto e tratei de finalizar o trabalho de história que tinha começado no dia anterior. Quando já estava mesmo a acaba-lo bateram a porta.
Não sabia quem poderia ser. Desci rapidamente e abri a porta. Do lado de fora encontrava-se a ultima pessoa com quem eu queria falar.
- Bella, podemos falar?
Edward olhava-me do outro lado da porta, os seus olhos dourados brilhavam mais do que nunca naquela tarde cheia de sol.
- Não tenho nada para falar contigo.
Tentei fechar-lhe a porta na cara, mas a sua mão foi mais rápida e impediu-me.
-Por favor ouve-me.
- Vais contar-me a verdade?
- Bem, não. – Encolheu os ombros. Tinha cá uma lata.
- Então o que é que tens a dizer-me que me possa interessar ouvir?
- Não vais convidar-me a entrar? - Nem precisei de lhe responder, a minha expressão dizia claramente que preferia ser atingida por um raio. - Vinha pedir-te desculpa. Não devia ter falado contigo daquela maneira. Não foi a minha intenção aborrecer-te.
Como é que era possível? A sua voz tinha um poder qualquer, quase hipnótico, mas não podia desculpa-lo assim. Não podia.
- Edward se é só isso, então podes ir embora.
- Bella estou a ser sincero contigo.
- Sincero? A sério Edward, sabes o que é isso sequer?
- Sincero na medida do possível, é claro.
Suspirei, não ia a lado nenhum com ele, tudo o que dizia ficava pela metade.
- Edward, eu realmente não estou interessada em ouvir-te. – Tentei mais uma vez fechar a porta, mas ele era mais forte do que eu e a porta não se moveu.
- Bella, tenta entender. Há coisas que é melhor ficarem por saber. Acredita em mim.
Edward olhou para trás, olhei também por baixo do seu braço estendido na porta. O meu pai acabava de chegar.
- Edward, por aqui?
- Olá Charlie. – Edward mostrava-se um modelo de educação para com Charlie. Apertou-lhe a mão e sorriu. - Vim visitar a Bella.
- E ela ainda não te convidou para entrar?
- O Edward já estava de saída pai. – Abri mais a porta para que o meu pai entrasse. - Adeus Edward.
E fechei a porta na sua cara.
- Bella isso foi um pouco rude da tua parte. Há alguma coisa que me queiras contar?
- Não pai, nada. – Fiz o meu melhor ar inocente. – Vou para o meu quarto acabar um trabalho.
Voltei para o quarto ainda a pensar em Edward. Ao menos tinha-se desculpado, mais ou menos. Comecei a pensar que manter-me afastada de Edward talvez fosse mesmo uma missão impossível. Era incrível o poder que ele já tinha sobre mim, não conseguia ser indiferente para com ele. Parecia que me perdia no dourado dos seus olhos, e tudo o resto ficava subitamente desfocado.
Abanei a cabeça de repente, e repeti mentalmente que não podia sentir-me assim. Não sabia quem ele era, ou o que ele era.
Fui assombrada durante o resto de todo o dia, com visões de um rosto angelical, de pele branca e olhos cor de mel. Quando me fui deitar, ainda ouvia a sua voz melodiosa.

*

O dia amanheceu claro, vinha aí mais um dia de sol.
Levantei-me como de costume, lavei-me e tomei o pequeno-almoço ao lado de um Jacob mal humorado.
Quando me dirigia para a escola, já não pensava em evitar os Cullens a fim de não encontrar Edward. Na verdade, o meu plano agora era outro. Edward tinha um segredo, e eu queria saber qual era. Por mais que eu desejasse, não conseguia parar de pensar nisso, e dizer a mim própria para esquecer tudo o que se passou não estava a resultar, então decidi tomar outro rumo. Tinha de saber o que se havia passado há dez anos, quem era o outro homem, o que estavam ali a fazer, e que raio de conversa era aquela. Edward, pelos vistos recusava-se a falar, por isso estava com dificuldade em perceber como ia descobrir alguma coisa sem a sua ajuda.
Pensei, enquanto estacionava o carro no parque de estacionamento da escola, que nenhum dos Cullens estava a par da situação, ou de certeza eu já teria percebido.
Assim que saí do carro, avistei Jasper e Emmett, por isso corri ao seu encontro. Minutos depois, estava-mos todos reunidos à entrada do edifico escolar, com excepção de Edward. Ninguém mencionou a sua ausência, e eu, embora quisesse muito perguntar onde ele estava, não o fiz.
Edward não apareceu nesse dia na escola, não estava no refeitório ao almoço, e não estava no parque de estacionamento no fim das aulas. Foi assim durante o resto da semana. Quando finalmente ganhei coragem, e perguntei a Alice o que se passava para ele faltar assim às aulas, ela fez um ar um pouco triste e decepcionado.
- Bella, acho que o Edward não vai mais vir à escola. Acho que ele vai embora para Inglaterra outra vez.




Constança às 21:59 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Eu venho cá todos os dias para ver o que há de nov...
Olá :) Pondo as cartas na mesa e sendo sincera ao ...
Olá! Vocês vão desativar a página...?
Que coincidência engraçada! Confesso-te que até ti...
Que orgulho!
As voltas que a vida dá, sem dar voltas nenhumas: ...
Queen sempre foi uma das minhas bandas de eleição....
Tudo corrigido. Obrigada :)
A foto é de dia 03 de Julho, na exposição de anive...
Sebastian Bear é o marido da Emily e produtor de "...

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds