Quinta-feira, 20.10.11

"Into The Moon"

Capítulo 21 - Para o outro lado do Atlântico

 

 

 

 

 

Nessie acabou por aceitar a nossa decisão de partida. Na porta de embarque do aeroporto abraçou-nos e disse que iria querer falar connosco todos os dias. Para mim, as despedidas nunca foram coisa boa... e esta não era excepção. Partia-me o coração deixá-la, não por não saber o que iria enfrentar no meu destino mas por saber que ela sofria com a nossa partida.
- Pipoca quero que te portes bem com a Tia Rose e a avó Esme... - disse Edward acariciando as suas bochechas rosadas e humedecidas por algumas lágrimas que escaparam dos seus lindos olhos. – E não sais da beira da nossa família por nada nem ninguém, ok?
- Sim pai...eu sei. – murmurou abatida.
- Anima-te, vai ser divertido. E nós voltaremos rápido. – prometeu Edward.
- Mesmo? Prometes?
- Prometo. – respondeu depois de hesitar durante meio segundo.
...
A viagem durou várias horas... chegaríamos mais rápido a nado, pensei. Edward riu-se ao meu ouvido quando leu o meu pensamento.
- Eu não me importava de nadar contigo outra vez... - sussurrou o meu amor provocando-me um arrepio que me fez virar e beijá-lo.
- Huh ... desejam algo para beber ou para comer...hoje temos... - sugeriu uma hospedeira com os lábios excessivamente pintados de vermelho.
- Não obrigada. – respondeu Edward interrompendo-a. – Meu amor queres algo para comer? – perguntou-me.
- Não obrigada, estou sem fome. – respondi alinhando na brincadeira.
A viagem decorreu sem percalços; Carlisle permanecia muito compenetrado nos seus livros; Emmett fez questão de a tornar lúdica e divertida jogando cartas e conversando animadamente com Jasper; Alice desfolhava várias revistas de moda internacional. Eu não tinha tanto entusiasmo ou animosidade. O meu corpo estava ali com eles, mas o meu pensamento e, principalmente, o meu coração estava com Renesmee. Quando pensava nela a saudade surgia e, sentia um aperto dentro do peito, algo semelhante a dor, que fazia com que o meu semblante fosse mais triste. Edward não saía da minha beira, talvez porque também ele carregava um peso dentro de si. Mas, de alguma maneira, o seu braço envolta do meu corpo e a sua respiração doce, confortavam-me calorosamente. Alice veio sentar-se ao meu lado interrompendo a nossa melancolia.
- Bella tens a certeza de que queres fazer isto? – perguntou com um olhar compassivo.
- Que queres dizer com isso?
- Ainda vais a tempo se quiseres voltar para trás. – respondeu. – Aterrámos e apanhas logo um de volta a casa.
- Ah? E...
- Eu ficaria bem...perfeitamente. – interrompeu o meu amor.
- Não, claro que não. Nada disso. – disse. Eu nunca o deixaria assim. Não era justo, nem conseguia deixá-lo. Tinha que fazer um esforço para esconder as minhas preocupações. Tinha que fingir melhor. E, nesse momento, prometi a mim mesma que iria fazê-lo ao meu melhor nível.
- Então, por favor, tenta animar-te Bella. – insistiu Alice.
- Consegues ver alguma coisa? – perguntei.
- Ainda não... Está tudo muito confuso. E nas visões da Nessie era tudo muito nublado.
- Queres que te ajude? – perguntou-me Jasper. Assenti com a cabeça. Era como tomar um comprimido para as dores de cabeça ou para dormir. De súbito senti-me mais esperançosa, mais animada. Mais confiante no desafio que tinha pela frente.
- Desde quando precisas de pedir para usar o teu dom? – perguntou-lhe Alice desconfiada.
- Humm... parece que a Bella gosta de controlar o que se passa na mente dela. – comentou Emmett sorrindo. - Só o Edward é que pode andar por lá metido...
O meu amor mudou o seu semblante instantaneamente.
- Vês? – perguntou Alice.
- O que foi agora? – quis saber.
- O Edward muda quando tu mudas. Tens que aprender a fingir melhor. Nunca foste muito boa nisso em humana. Agora estás melhor mas...
- Alice. – chamou Edward silenciando-a.
- Mas o quê? - quis saber. Detesto que me escondam coisas.
- Ok. Eu não digo nada agora. Mas já sabes: é melhor contares-lhe. – avisou Alice.
- Obrigadinha... – respondeu o meu marido.
- Vamos lá ver....o quê que se passa agora? – insisti. Mais? O quê que faltava agora? Edward hesitou antes de falar. Parecia que seleccionava as palavras.
- Não escolhas palavras, conta-me e pronto. – insisti. Vi a sua sobrancelha levantar-se de surpresa pelo meu comentário.
- Pois é. Também já sei interpretar-te. – murmurei sorrindo-lhe.
- Tens razão. – concordou rindo do meu pequeno teatro. – O Román ligou à Tânia. E disse-lhe que queria falar comigo.
- Contigo? Porquê?
- Não sabemos. – respondeu Alice.
- Pelo que a Tânia contou ele estava muito calmo. Pediu desculpa pela confusão, inclusive. – continuou o meu marido.
- Eu dou-lhe as desculpas... - murmurou Emmett.
-A que horas eles ficaram de ir ter ao aeroporto? – perguntou Jasper.
- Às oitos horas, mais coisa menos coisa. – informou Alice.
O clã de Denali tinha partido dois dias mais cedo para arranjar casa. Aterraríamos em Barajas logo pela manhã.
- Eleazar disse que tinha arranjado lá um casarão... - comentou Emmett.
- Espero que sim. – murmurou Alice. – Desembarcámos em Barajas e...
- Barajas? Então não era Madrid?- perguntou Emmett.
Edward e Carlisle riram-se.
- Barajas fica em Madrid... - murmurou Alice contendo um sorriso presunçoso.
Emmett fez-lhe uma careta.
- De qualquer forma não fará diferença. Tratámos do assunto e vamos embora. – apressou-se a dizer o meu marido.
- Humm... Edward – começou Alice um pouco hesitante - Eu e Jasper somos capazes de ficar por aqui mais um pouco.
- Tudo bem. – respondeu o meu marido. – Já sabia.
- Claro que sabias, és um sabichão.
O ambiente estava mais leve. Mais confortável, mais suportável. Encostei-me mais ao meu amor, como se isso fosse possível. Apetecia-me estar só com ele. Sempre me ajudava na distracção. O meu amor beijava-me carinhosamente a orelha.
- Hei! Estamos num avião... - murmurou Emmett sempre provocador.
- É pena. – respondi com petulância. E a conversa ficou por ali, entre os risos e murmúrios da nossa família.

 



Constança às 22:09 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
clube de fãs
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds