Domingo, 13.05.12

"The Sweetest Kiss"

Capítulo 33

 

 

 

 

 

- Não, não, não e não! – Jacob andava aos círculos pela sala.
- Jake. Desculpa. – Seth estava envergonhado com a situação e afastou-se o mais que pôde de Sarah.
- De todas as pessoas – Gritava Jacob – de todas as pessoas porque é que teve que ser ela?
- Digo-te o mesmo a ti. – Murmurou Edward.
- Pai! – Resmungou Renesmee – Agora não.
Edward sentou-se ao lado de Bella que lhe deu um beijo no pescoço tentando acalmá-lo. Durante alguns minutos ninguém se mexeu. Um silêncio constrangedor reinava na sala e ninguém se atrevia a falar. Até que Emmett apareceu.
- Ouvi dizer que os lobinhos estão aqui! Quero mostrar-vos o meu campeão.
Emmett trazia Kyle embalado nos braços.
- Não! – E empurrei Emmett para a cozinha – Não saias daqui!
- Mas...
- Chiu! E faz o que te mando!
- Mulheres... – murmurou para Kyle que abria os olhos espantado.
- O que é que se passou aqui? – Perguntou Sam com a sobrancelha arqueada.
- Um de vocês pode marcar o meu filho e não quero que ele tenha uma relação homossexual com nenhum!
- Rose... por amor de deus. – Dizia Esme.
- Pensava que já havia confiança entre nós. – Dizia Embry aproximando-se de mim lentamente – Podíamo-nos dar tão bem.
- Hey hey. Acalma-te lá cão. – Disse afastando-o.
Jacob olhava para Embry com um ar confuso.
- Mas que raio, meu?
Embry riu-se e voltou a sentar-se para acabar de comer do pouco que restava na mesa. Seth continuava ao canto da sala com a cabeça entre as pernas sentindo-se culpado. Renesmee levanta-se com Sarah e dirige-se a ele, sempre perante do olhar atento de Jacob. Pousa-lhe a mão no joelho e sorri-lhe.
- Eu acho adorável. – Disse-lhe docemente.
Seth levantara a cabeça para encarar Renesmee. Uma lágrima caía pelo seu rosto.
- Acho adorável o que vocês têm, a possibilidade de marcar alguém. Pode ser uma prisão mas pode ser algo único. – Disse olhando de relance para Jacob – Sempre gostei de ti, Seth. Sempre estiveste do lado do Jacob e em parte, só não estou morta porque tu o ajudaste quando ele estava sozinho. Bem, tua e a Leah. Apesar de ela não gostar muito de mim. Mas, eu não me importo que marques a minha filha e sabes porquê? Porque eu sei que a vais proteger e amar e sei que nunca a irás deixar sozinha. E isso é o mais importante. Portanto sim, acho adorável e não te julgo por a teres marcado.
- Ok... Tens a certeza que ela é minha filha? – Disse Edward sussurrando a Bella.
Mas não obteve resposta, apenas um carolo na cabeça.
Jacob não dissera nada este tempo todo. Manteve-se com o maxilar cerrado e com uma expressão fria no olhar. De repente, levantou-se e saiu sem nada dizer.
- Jake! – Gritou Renesmee. Mas ele não se voltou para lhe responder. Senti que o tinha de fazer. De facto, não o queria mas era o melhor. Levantei-me e saí porta fora correndo o mais que pude atrás de Jacob. Não fora muito longe. Estava sentado num tronco numa clareira com malmequeres e lírios. O ar era puro e respirável. O ambiente proporcionava calma. Fechei os olhos e respirei fundo. Sentei-me ao pé de Jacob.
- Eu sei que não me queres aqui. E acredita, não estou aqui com muita vontade. Mas tu precisas de me ouvir.
- Acho que ouvi que chegue. – Jacob olhava absorto para o horizonte.
- Não. Não ouviste. A tua reacção foi exactamente igual à de Bella e de Edward quando eles souberam que tinhas marcado a filha deles. Nunca é fácil ver o nosso bebé ser-nos "roubado" por outra pessoa. E a Bella gostava imenso de ti mas, foi um choque para ela. E tu devias sentir-te sortudo. O Seth pelo menos nunca beijou Renesmee!
- Hein?
- Tu... Bella... não te lembras ou queres que faça um desenho para reavivar a memória?
Jacob não conseguiu disfarçar um sorriso.
- Outros tempos... – Acabou por dizer.
- Sim, e talvez fossem mais fáceis. Mas, a realidade é que por mais distância que se tente criar, duas pessoas que se amam e que estão destinadas a ficar juntas, irão sempre encontrar-se.
- Rosalie, a romântica.
- Goza goza. Mas tu sabes que é verdade. E o Seth é bom rapaz. Tu sabes isso. E gostas dele! E ele adora-te, tu és um modelo para aquele rapazinho. Não foi culpa dele, ele estava destinado a ficar com ela. Pensa nisso.
Levantei-me e comecei a afastar-me.
- Hey Rose. – Chamou – Obrigado.
Sorri. Infelizmente já não o conseguia odiar. Desde quando é que me tornei num coração mole?

 



Constança às 22:04 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Eu venho cá todos os dias para ver o que há de nov...
Olá :) Pondo as cartas na mesa e sendo sincera ao ...
Olá! Vocês vão desativar a página...?
Que coincidência engraçada! Confesso-te que até ti...
Que orgulho!
As voltas que a vida dá, sem dar voltas nenhumas: ...
Queen sempre foi uma das minhas bandas de eleição....
Tudo corrigido. Obrigada :)
A foto é de dia 03 de Julho, na exposição de anive...
Sebastian Bear é o marido da Emily e produtor de "...

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds