Sexta-feira, 28.12.12

"Into The Moon"

Capítulo 33 - Halloween

 

 

 

 

 

Eu e Edward tínhamos feito uma troca: ele escolhera a minha fantasia e eu a dele. Secretamente. A ideia foi dele e, eu aceitei de imediato alinhando na charada.
Porém só hoje tive consciência do que fiz. A poucas horas do início da festa, que Alice demorou dias a preparar, dei conta que teria de vestir o que quer que fosse que Edward tivesse escolhido para mim. Não é que não confiasse nas escolhas do meu marido... mas agora não sei se tinha feito a melhor escolha. Antes mesmo de abrir o saco que protegia o fato desejei que fosse algo discreto, já que Alice tinha andado a dar ideias ao irmão. Ao deslizar o fecho vi surgir um tecido levemente brilhante, como pele. Negra. Era a fantasia da catwoman.
O fato era justíssimo, numa perfeita imitação de pele negra, marcando cada curva do meu corpo esguio. O tecido era bastante delicado, e senti que me assentava bem. Era confortável e suave. As botas que chegavam até ao topo das minhas coxas, eram de vinil negro, cano longo e com plataforma. Claramente apropriadas ao fato.
- Uau... sexy. - murmurou o amor encostado à porta do quarto.
Uns segundos depois surgiu ele com o seu fato, completamente perdido de riso.
- Como fico? – perguntou. Eu tinha escolhido o fato do Batman para ele. E, neste preciso momento, ao vê-lo mascarado, não me arrependo.
- Hum... bastante apetecível. – murmurei encostando o meu corpo ao dele. A temperatura amena do seu corpo emanava um calor ardente revelado nos seus lábios de seda perdidos nos meus. Teríamos continuado se não fosse Nessie a entrar no quarto. Nessie escolhera o fato de capuchinho vermelho.
- Mãe! Ajuda-me no cabelo por favor!
Depois de arranjar o cabelo da minha filha, tive ainda tempo para me maquilhar. Um batom vermelho rubi nos lábios, e uns olhos esfumados e estava completamente fantasiada.
- Deslumbrante. – disse o meu amor. – Vais ter muitos admiradores esta noite. Não sei se gostarei disso.
Sorri perante a patetice dele. – Vá vamos lá antes que a tua irmã nos chame.
Eram sete da tarde quando os convidados começaram a chegar. O meu pai e Sue foram os primeiros. Charlie fazia questão de chegar cedo para poder estar com Nessie mais tempo. Sem nunca ter pensado muito nisto, mas tanto o meu pai como a minha filha tinham coisas em comum: eram bastante perspicazes e teimosos. O meu pai trazia uma velha fantasia de pirata fazendo par com Sue.
- Alice tu tens aqui... Meu deus quanto tempo demoraram a preparar isto? Quantas semanas? – perguntou Charlie depois de abraçar Alice.
- Dias Charlie, dias! E, até agora, ninguém elogiou... - murmurou fingindo lamentação.
- Então, olha eu confirmo: está estupendo!
- Eu já não via uma decoração destas aqui em Forks há muito tempo. Parabéns, Alice, está fantástico. – confirmou Sue.
A pouco e pouco todos foram chegando. Alice havia enviado vários convites, desde amigos distantes até à alcateia. Chegou mesmo a obrigar-me a escrever nos convites exclusivamente criados para a ocasião. É a Alice. Ela não faz as coisas por menos.
A casa estava assombrosamente decorada, e no jardim, onde havia sido montada uma gigantesca pista de dança, havia fios de luzes que iluminavam as árvores ao redor. Escusado será dizer que, a alcateia sempre em crescimento, tratou de acabar com todo o stock de doces espalhados pelas mesas.
Jacob apareceu fantasiado à caçador, Leah à pocahontas, o Seth parecia um orgulhoso viking, Sam e Emily formavam um casal de índios nativos. Os restantes membros, como Paul, Embry e o Quil limitaram-se a trazer máscaras alusivas a personagens maléficos de conhecidos filmes de terror.
Alice foi a primeira a dar as boas-vindas aos convidados vestida à bruxa, e Jasper apareceu como gladiador medieval. Emmett quis enfatizar o seu lado maléfico, encarnando na personagem do Jack, o Estripador ao passo que Rose se ficou por uma fantasia de cigana. Carlisle e Esme entusiasmaram-se e surgiram como César e Cleópatra. O clã Denali surgiu mais tarde: Eleazar um Frankenstein impecável, Carmen uma guerreira medieval. Tânia uma Marilyn Monroe francamente invejável. Garrett e Kate, como homem e mulher das cavernas. Por todo o lado havia diabos e bruxas, feiticeiras e fadas, esqueletos e até uma múmia.
Depois da meia-noite, surgiram novos convidados. Nunca os tinha visto, mas pela forma como Rose e Alice os receberam deviam conhecer-se há muito tempo. Um deles chama-se Roger e veio vestido à Zorro. Fomos brevemente apresentados e, depois disso apenas o vi mais uma ou duas vezes na festa.
A festa durou até às tantas da madrugada. Alice esmerou-se no seu plano e preparou jogos e partidas por todo o lado. Nessie adorou andar à caça dos chocolates juntamente com Seth e outros membros da alcateia. Por toda a casa e jardim estavam escondidas partidas. Emmett assustou-se valentemente quando um urso saltou de um arbusto. Embora ele o negasse, nós bem vimos que ele não contava com aquilo. Emmett, Garrett, Kate, Edward e eu jogámos bilhar no salão grande.
Mais tarde, enquanto esperávamos que Emmett e Jasper terminassem uma partida na Wii, senti uma súbita mudança no ambiente. No meu daquele silêncio todo que ficou quando o ritmo frenético da música abrandou, Garrett aproximou-se de Kate ajoelhando-se com uma caixa de cor vermelho vivo numa das mãos.
- Ele vai fazer o que eu penso que ele vai fazer? – perguntei ao ouvido do meu amor.
- Sim. – murmurou rindo-se do meu trocadilho.
- Mas o que é que tu estás a fazer?- Sussurrou Kate, atrapalhada e surpresa. – Levanta-te, estão todos a olhar.
- Kate... - começou ele.
- Mas...
- Minha mulher furacão...
- Lá estás tu a chamar-me isso outra vez...
- Queres passar o resto da eternidade comigo? – completou, por fim, o pedido.
- Ah? – perguntou Kate confusa.
- Queres casar comigo mulher?! – insistiu Garrett impaciente.
O silêncio era cortante e a espera da resposta também.
- Então afinal queres casar com ele ou não? – perguntou Emmett que se divertia enquanto assistia.
- Tu estás a falar a sério? – perguntou Kate incrédula e emocionada.
- Sim, mulher. Queres ficar comigo para sempre ou não?
- Sim. – respondeu ela segundos depois.
Os aplausos eclodiram e os assobios percorreram a sala de uma ponta à outra, quando Garrett a agarrou e beijou intensamente.
A pista de dança foi pequena tendo em conta o número de convidados que decidiu deixar-se levar pelo ritmo da música. Nessie adormeceu ao meu colo, depois de dançar com o Charlie e Carlisle e, claro, Jacob. Rose ofereceu-se para a ir deitar, quando Edward se preparava para me arrastar até à pista. Dançei com os meus irmãos, e, já mais para o final, voltei a dançar com o meu amor.
Os nossos convidados humanos foram os primeiros a deixar a festa, que mesmo assim durou até as quatro da manhã. Depois disso apenas os nossos semelhantes ficaram. Kate e Garrett passaram o resto da noite a namorar, muito carinhosos um com o outro. Pelo menos, não senti nenhuma descarga eléctrica vinda daquele lado.
- Já te disse que estás muito sexy esta noite? – murmurou Edward ao meu ouvido, enquanto dançávamos uma balada.
- Hum... já. – confessei deslizando os meus lábios no seu pescoço morno.
- Não interessa, nunca é demais dizê-lo. – murmurou afastando os nossos corpos para lançar um olhar atrevido pelo meu corpo. – Queres sair...daqui?
- Já devíamos estar lá. – murmurei.
Lançámo-nos pela floresta dentro, percorrendo o chão húmido, cortando por entre a bruma negra que acalma a noite. A mão quente do meu amor combinava com o desejo flamejante de o ter mais próximo a mim.
O quarto pareceu-nos muito distante e ficámo-nos pela nossa aconchegada sala de estar. O meu amor acendeu a lareira e, sem mais demoras, sem mais esperas, estávamos livres um para o outro. Apenas nós os dois no nosso mundo mais que perfeito.
As labaredas vibrantes e vigorosas combinavam com os nossos movimentos. As sinuosas flamas iluminavam os nossos corpos e pouco mais. Nunca, nunca era demais amar aquele corpo, aquele ser. Eu queria sempre mais. E nós nunca nos cansávamos.
Não demos pelo amanhecer até que o meu telemóvel vibrou. Era Alice. O sol completamente escondido por detrás das nuvens matutinas não me ajudava a lembrar que horas eram. Deixámo-nos estar, aproveitando aqueles primeiros momentos de completo silêncio da manhã, por vezes interrompido pelo canto dos rouxinóis no nosso pequeno jardim. Ocasionalmente trocávamos algumas palavras, mas nada que a proximidade dos nossos corpos não revelasse. Os seus dedos calorosos acariciavam a pele das minhas costas como quem acaricia as cordas de um violino. De qualquer forma, eram precisas muito boas razões para me arrancarem dos braços de Edward.

 

 



Constança às 21:52 | link do post | comentar

4 comentários:
De Jessica a 28 de Dezembro de 2012 às 23:19
Sun ^^

Aí, é tão bom entrar no TP e ver um novo post desta fic maravilhosa. Eu fico completamente radiante :)

Adorei a festa de halloween! Os fatos, as descrições... Principalmente do fato da Bella e por acaso o fato do Edward eheheheh... Mesmo a combinar lalal

Aí adorei o pedido de casamento Eheheh minha mulher furacão: que amor :)

E as ultimas partes são sempre perfeitas, lindas sempre amorosas :D
É sempre bom acabar um capitulo assim!

Já estou à espera do outro, muito anciosaa!!!

UM BEIJINHO ENORME PIPOQUINHA *.*


De Sun a 29 de Dezembro de 2012 às 19:47
Muito Obrigado Jessica!! É bom saber que a história continua a ter tanta vida e energia e que gostam dela tanto quanto eu.

Peço desculpa pela demora, mas teve que ser.
No entanto novos capítulos virão :)


Um beijinho enorme, Pipoca, e desejos de um ano 2013 muito feliz ;)


De madalenaswan a 29 de Dezembro de 2012 às 00:35
Sun, estás deixar-nos muito mal habituadas!

Dois capítulos em dois dias seguidos? É para nos compensar pelo tempo perdido!

Sobre o capítulo, olha, eu tenho que ser sincera..........
Eu NÃO gostei do capítulo! Pronto, não gostei!
Eu simplesmente AMEI!

A festa de Halloween foi fantástica.
A Bella como Catwoman......... Sexy!
E sim, tenho de admitir que imaginei o meu Edward fantasiado de Batman a entrar-me pelo quarto adentro.........

Bom, uma rapariga pode sonhar!

Agora falando mais a sério, adorei e gostava muito que continuasses a escrever, porque muito sinceramente a tua fanfic cativa qualquer um e deixa-nos literalmente coladas ao computador.

Beijinhos grandes e até ao próximo capítulo!


De Sun a 29 de Dezembro de 2012 às 19:52
Madalenaswan, por segundos, assustaste-me! (no 2º parágrafo :D)

Fico mesmo muito feliz que a história ainda te cative adessa forma :)

Muito obrigada pelas tuas palavras :) Dão-me sempre motivação para continuar com esta história.


Um beijinho enorme e votos de um 2013 muito feliz madalena ;)


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds