Sexta-feira, 02.10.09

Bem meninas e meninos,
 
Não sabem como é que eu fiquei feliz com os comentários do capitulo anterior...
Queria agradecer a todas as pessoas que comentaram, mas, desta vez queria agradecer especialmente à Mag. Fiquei mesmo muito feliz com o teu comentário. Senti-me honrada. XD
Este capitulo foi sem dúvida mais dificil de escrever. Espero que esteja à altura das vossas espectativas...
 
Espero que gostem!
 
Beijinhos,
 
Margarida
 
(Ah, se puderem comentar, comentem. Gosto sempre de saber o que pensam!! :D)

 


Capitulo 3

 

            Não foi muito rápido para casa. Queria ter tempo para pensar o que iria falar com Esme.

           

Nem eu sabia... Estava a pensar em Bella e no casamento e, de repente, senti uma necissidade extrema de falar com Esme. Como se ela, e só ela, me pudesse ajudar naquele momento. Como minha própria mãe.

 

Mãe. Já raramente me lembrava da minha verdadeira mãe. Raramente me lembrava dela – tentava não me lembrar dela por ser doloroso. Ela tinha morrido a tratar de mim, a cuidar de mim. Um frágil humano. Ela sacrificou-se por mim, morreu por mim. E eu sentia-me culpado por isso... Mas, por outro lado, Esme, era para mim a mãe que eu já tinha perdido há muito tempo.

 

Tinha acabado de perceber, quando Esme apareceu de entre as árvores.

 

- Edward, filho, a Alice disse-me que querias falar comigo. Passa-se alguma coisa, Edward? – falava com o seu tom preocupado. Odiava que as pessoas se preocupassem comigo.

 

- Mãe, - eu raramente tratava Esme por Mãe – estou preocupado com o casamento. Ainda não percebi porque é que Bella aceitou fazer tudo à minha maneira. Não é nada dela.

 

- Edward, querido, tu sabes uma coisa melhor do que eu: a Bella ama-te. Muito. Ela só quer que tu sejas feliz! E a Bella sabe que se fizesse as coisas à maneira dela, nunca ficarias tão feliz como ficarás. – disse isto com um tom que radiava a adoração. – E não preciso de ser a Alice para saber isso!

 

- Oh, Esme... Nunca tinha pensado dessa prespectiva. Mas até podes ter razão. Estou só nervoso com o casamento. Mas julgo ser normal, não?

 

Esme estava a pensar no mesmo que eu, as imagens que lhe  passavam pela cabeça eram as mesmas que as minhas: Carlisle nas últimas horas antes do casamento. Estava tão nervoso! Só se acalmou quando viu Esme no altar. Provavelmente iria acontecer o mesmo.

 

- Muito normal, querido... – riu-se e eu ri-me com ela.

 

- Obrigada Esme! Estava a precisar de alguem que me chamasse à Terra. – corri para ela e abracei-a. Não era uma reacção muito normal em mim, mas estava-lhe mesmo agradecido. – Vou para casa da Bella. Ela deve estar quase a acordar. – já estavamos perto das 9:30.

 

- Está bem. Não te esqueças do que te disse. Não agradeças. Sabes que podes contar sempre comigo. – deu-me um beijo na cara e desapareceu entre as árvores.

 

“É impressionante a maneira como Bella deu a volta à vida do Edward. Nunca o vi tão feliz. Eles foram feitos um para o outro, sem dúvida. Estou tão feliz pelo Edward! Hum... Como aceitará a Bella a vida Eterna? Como ficará? E os seus primeiros anos enquanto vampira?” – Esme pensava já no meio da floresta.

 

Desatei a correr quando ouvi a última frase. Era um assunto em que não queria pensar.  Nem queria pensar no seu processo de transformação. Não queria pensar no quanto ela iria sofrer.

 

Lembrava muito bem do fogo nas minha veias, cada vez mais quente, mais do que se podia imaginar; o fogo que se concentrava no coração até se extinguir... Era demasiado doloroso. Mas, por muito que me custasse, eu e Bella tinhamos um contrato.

 

E eu ia cumpri-lo.

 

Quando me aproximei da casa e comecei a ouvir o coração da Bella, reparei que já estava acordada. Comecei a correr ainda mais rápido e em segundos estava ao pé de Bella.

 

Bella já estava levantada, de costas para a janela, por isso, quando me aproximei dela e a abracei, ela apanhou um susto enorme e quase desmaiou nos meus braços.

 

- Oh, Bella, desculpa. Bom dia amor. Já estás bem? – Bella era tão engraçada quando se esquecia de respirar ou quase desmaiava nos meus braços. Ia ter saudades destas reacções... Afastei-lhe o cabelo do pescoço e dei-lhe um pequeno beijo perto da orelha.

 

A respiração de Bella parou e ela demorou 2 segundos a responder.

 

- Agora já estou bem, contigo aqui. Passou-se alguma coisa? – havia uma pequena pontada de dor na sua voz que Bella tentou disfarçar – Não estavas cá quando eu acordei...

 

- Não se passou nada, Bella. Precisei de ir falar com a Esme. Nada de especial.

 

Bella torceu-se nos meus braços com o objectivo de se virar para mim. Já sabia o que ela queria...

 

O beijo foi como todos os outros, – embora cada um fosse único e muito especial –calmo e muito cuidadoso, depois Bella entusiasmou-se – como sempre... – até eu a afastar muito delicadamente. Embora o meu desejo fosse o oposto de a afastar. Queria ficar abraçado a ela, para sempre.

 

Bella olhou-me nos olhos e o seu coração acelarou – ficava sempre assim quando olhava para os meus olhos. Nunca percebi porque.

 

Também olhei para o seus olhos e consegui perceber que ela desejava o mesmo que eu. Como Esme dissera, tínhamos sido feitos um para outro.

 

- Pronta para o pequeno-almoço?

 

- Mais que pronta. Até estou com fome. – e nesse momento o seu estômago fez um pequeno barulho. Riu-se e eu ri-me com ela. O seu riso era tão bonito. Perfeito, musical, único...

 

Peguei-a ao colo num daqueles movimentos que, para ela, nem chegavam a existir.

 

- Adoro quando fazes isso! – disse Bella quando se chegava para mais proximo de mim – Parece que estou a voar. É uma sensação formidável! – e o seu rosto abriu-se num sorriso.

 

- Ainda bem que gostas. – disse-lhe com um sorriso torto na cara.

 

Quando acabei de falar já estavamos na cozinha. Posei-a no chão.

 

- Então o que é que a futura Senhora Cullen deseja para o pequeno-almoço? – disse num tom torcista.

 

- Acho que vou comer umas torradas. Queres que te vá arranjar um leão da montanha?

 

- Deixa estar, se eu quiser arranjo uns. Ah, por falar em leões da montanha. – Emmett e Jasper tinha tido esta ideia, embora eu não quisesse ir, eles tinham-me obrigado. Preferia mil vezes passar a noite a ouvir a Bella, era muito mais divertido. Mas sabia que me ia acabar por divertir – Esta noite não vou puder ficar aqui contigo. Tenho a minha “Despedida de Solteiro” – disse fazendo as aspas no ar.

 

- “Despedida de Solteiro”? Fazes tu muito bem! Eu aguento-me bem durante uma noite! Vai, diverte-te! – disse com um sorriso na cara – Não te preocupes comigo. – mas algo no seu olhar quase implorava para que eu ficasse.

 

- Tens mesmo a certeza, Bella?

 

- Claro que tenho! Vai, diverte-te! É a tua ultima noite enquanto solteiro, – disse com um sorriso – depois vais ter que me aturar para toda a Eternidade.

 

- Mas é isso que eu quero, estar contigo para tod a eternidade. – quando acabei a frase, consegui ver o sorriso na cara de Bella a ficar maior. Acho que o meu ficou maior do que o dela...

 

- Somos dois, Edward. Também é isso que eu quero. Mais que tudo. – sentou-se e eu sentei-me à frente dela. Estendeu a mão por cima da mesa e eu envolvi-a na minha. – Amo-te.

 

- Sabes que eu também te amo. Mais que tudo. – levantei as nossas mãos unidas e passei-lhe, com muita suavidade, as costas da minha mão pela sua cara.

 

Nunca me cansava de olhar para Bella... Os seus movimentos, as suas reacções, o seu olhar, a sua fragilidade, o facto de não conseguir ouvir os seus pensamentos... O seu cheiro. Todos me afectavem de alguma maneira. Tinha que estar sempre atento aos seus movimentos para ver se Bella não se magoava. Quando eu estava à espera de uma reacção da parte da Bella, ela conseguia sempre supreender-me, reagindo de uma maneira totalmente diferente. Os seus olhos eram os olhos mais bonitos de mundo, de um castanho-chocolate impressionantemente lindo. Bella era a pessoa mais frágil que eu conhecia, portanto, tinha que ter muito cuidado com os meus movimentos perto dela. No ínicio, Bella deu em doido comigo, pois eu não conseguia ouvir os seus pensamentos. E às vezes, hoje em dia, ainda me punha doido não conseguir ouvir os seus pensamentos. Deviam ser tão belos...  E por último, o seu cheiro, o melhor do mundo, afectava-me cada vez mais, mas por sua vez, já estava tão habituado que, raramente, me sentia sedento. Sentir, sentia, mas a sede já estava controlada. Tudo isto me afectava de uma forma diferente, mas muito forte.

 

Estava tão profundo em pensamentos, que não me apercebi que Bella tinha acabado o pequeno-almoço. Cheguei-me para trás e abri os meus braços. Queria Bella junto de mim, o mais próximo possível.

 

Bella veio sentar-se ao meu colo. Encostou-se a mim e abraçou-me, encostando a cabeça ao meu peito. Apertei-a e encostei a minha cara ao seu cabelo. Cheirava tão bem... Pegou-me na mão e começou a fazer linhas pela mão e pelo braço. Eu fazia-lhe festas no cabelo e na cara. Conseguia sentir as suas cochechas a ficarem mais quentes. Bella ficava tão amorosa quando corava.

 

- Hum, Edward, por muito que me custe, tenho que ir fazer uma compras e ir atestar o depósito do carro – podia jurar que Bella tinha acabado de revirar os olhos. Ela achava tudo muito exagerado. Mas eu não. A Bella era a Bella.

 

- Claro Bella. Eu percebo. Por mim ficava aqui até amanhã... – Alice já devia ter chegado e eu queria saber novidades – E a Alice já deve ter chegado. Aproveito e falo com ela.

 

- É melhor falares com ela. Não queremos exageros, não é?

 

- Nunca. – e dei-lhe um beijo no cimo da cabeça. – Ainda volto cá hoje. À noite, depois do jantar, antes de ir para a Despedida de Solteiro. – Levantei-me com Bella ao colo, e voltei a po-la no chão. Dei-lhe um beijo muito suave e desta vez, por algum motivo, Bella não se excedeu.

 

Abracei-a. Dei-lhe um beijo no pescoço. Era sempre melhor beija-la no pescoço. Era mais facil para mim, e Bella não se podia exceder. E eu até gostava, muito.

 

- São só umas horas, Bella. – estava-me a custar imenso separar-me dela. Mesmo por algumas horas. – Até logo, amor. Amo-te.

 

- Eu também. – fiz-lhe uma festa no cabelo e sai de casa da Bella.

 

Quando me estava a aproximar de casa comecei a concentrar-me nos pensamentos para ver quem estava em casa. Estava toda a gente em casa.

 

“Hum, este capitulo é bem interessante. Sem duvida que o autor estudou bastante a possibilidade de vida em marte...” Carlisle estava a ler.

 

“Talvez vá lá fora apanhar mais umas flores, estas já estam a ficar um boadinho murchas.” Esme estava a tratar da nossa imaculada casa.

 

Será que fiz uma boa escola para o vestido de amanhã? Espero que sim, quero estar adequada à situação. Mas eu já sou bela de qualquer maneira”  É claro que Rosalie estava a pensar em si e na sua beleza. Só podia.

 

“Esta noite vai ser diversão à grande! A última noite do Edward solteiro... HAHA. Ele vai adorar”  Como é obvio, Emmett estava a pensar em divertir-se. Tão típico nele...

 

“Tenho a certeza que Bella vai adorar o que preparei na Ilha. Assim como Edward. Ups, o Edward está a chegar. Olá Edward. Está tudo preparado na Ilha. Falamos quando chegares.” É claro que Alice estava entretida com o casamento. Aquele era o seu sonho tornado realidade.

 

“Já te consigo pressentir, Edward. Estás ansioso. Passa-se alguma coisa?” Jasper, como sempre, estava atento às emoções das pessoas.

 

É claro que estava ansioso... Estava ansioso – e nervoso – por me casar, por falar com a Alice, por ter deixado a Bella sozinha... Tinha tantos motivos para estar ansioso!

 

Mal abri a porta Alice já estava do outro lado.

 

- Edward, não entres em stress. Está tudo preprarado. Sei que a Bella e tu vão adorar. Já vi isso. – disse com um tom torcista – Ah, tenta não estragar a cabeceira da cama. A Esme gosta mesmo muito dela...

 

- O que Alice? Não percebi essa da cabeceira... – mas de repente Emmett desatou-se a rir em alto e bom som. Desviei logo a atenção para os seus pensamentos: “Ai Edward sinceramente... O que é que se faz numa Lua-de-Mel? Até já falaste comigo e com o Jasper...”

 

Um rugido começou a formar-se no meio peito. Estava a começar a ver tudo vermelho. Estava perder o controlo. Inspirei fundo umas tantas vezes para me acalmar.

 

- Espero nunca mais ter de ouvir alguma coisa parecida com o que ouvi. Percebeste Emmett? – disse num tom talvez demasiado ameaceador. Ele só me tinha dado uma pista. Mas não queria a vida íntima de Bella e a minha nos pensamentos de ninguém!

 

- Calma, maninho. Estava só a brincar. – já estava ao meu lado pronto para me dar um murro no braço, mas eu agarrei a mão dele antes dele me “bater”.

 

- Está bem, está bem... – disse já com um sorriso na cara. – Estou lá em cima se precisarem de mim.

 

- Vai Edward. À tarde vou ter com a Bella. Vai para o teu mundo encantado... – disse Alice já a rir-se.

 

Sentei-me no sofá e comecei a pensar em Bella. Vinham imagens à cabeça do casamento, – estava a imaginar como seria -  como se sentiria Bella quando estivesse casada comigo?

 

Imagens da Ilha Esme também me vieram à cabeça. Será que Bella gostaria da Ilha? Será que eu conseguiria não a magoar? Esperava que sim.

 

O tempo passou sem eu dar conta.

 

Estava com Bella no meu “mundo encantado”...




Carolina às 21:18 | link do post | comentar

29 comentários:
De Filipa a 2 de Outubro de 2009 às 21:33
Adorei! Eu gosto tanto de ter a versão do Edward *.*
ADOREI!
Continua Margarida! Estou tão curiosa para ler mais e mais :D


De C.C. a 2 de Outubro de 2009 às 21:42
Claro, Edward é que é xD
Beijinho


De Filipa a 2 de Outubro de 2009 às 21:51
Não me importava nada de ler a saga toda da perspectiva dele *.*
Isso era tão maravilhoso!
Adoro a fanfic ^^
Bjs


De Rakel a 3 de Outubro de 2009 às 12:48
Nem eu! Está mesmo muito fixe!


De M a 3 de Outubro de 2009 às 19:47
Margarida, as minhas desculpas por não ter comentado esta parte, e a anterior! Mas é que eu não li a parte2! Não encontro no "Procurar" nem nada! As mnhas sinceras desculpas,


M


De Margarida a 4 de Outubro de 2009 às 16:33
Oh, M, sem problemas... (como pessoa curiosa que sou, ando a ver se alguem comentou outr vez a FanFic e por isso vi o teu comentario...)

Aqui tens o link da segunda parte, http://twilightportugal.blogs.sapo.pt/2835397.html

Espero que gostes, e já sabes, se puderes comenta!

Beijinhos!!


De Nokas a 2 de Outubro de 2009 às 22:16
concordo, esta bue fixe, ADOREI... tens mt jeito.. por favor continua =D

estou a adorar ler na prespectiva do edward estas a fazer um optimo "trabalho"


De Maria Cullen a 15 de Maio de 2010 às 10:48
Adorei esta fanfic! E claro sou da Team Edward!


De C.C. a 2 de Outubro de 2009 às 21:39
Perfeita!
Absolutamente incrível! Se eu não soubesse que tinhas sido tu a escrevê-la, Margarida, eu diria que tinha sido a própria Stephenie... Isso significa que tens um dom promissor! Esse futuro pode ter qualquer coisa de muito interessante que se está a revelar agora!
Tu tens um jeitão, está linda! Continua por favor :D :D :D


De BeaT a 2 de Outubro de 2009 às 21:39
Margarida, tu conseguiste levar-me as lagrimas!!! Eu estou aqui a ler a tua maravilhosa fanfic e a ouvir o Teardrops on my guitar, e tou a chorar e a comer uma maçã ao mesmo tempo!!! Nao é justoo!!!
Margarida, está linda linda linda linda linda linda linda linda!!!!!!!!!!
Parabens, pq tu escreves de uma forma... mesmo a Stephenie Meyer!!!!

Lindo, lindo lindo lindo!!!!
Parabens Margarida :)

Beijinho,
BeaT :D


De Mary Jane a 2 de Outubro de 2009 às 21:50
Muitos parabéns Margarida! xD
A tua fanfic está fantástica. Adoro a forma como vês tudo do ponto de vista do Edward, adoro a tua escrita (que é muito parecida com a da SM) e sobretudo, adoro a tua imaginação.
Continua com o excelente trabalho porque nós queremos mais :)
beijinho


De CleAna a 2 de Outubro de 2009 às 21:55
Adoro todas as FanFics xD
Mas esta está mesmo bué fixe! Continua, estou a adorar ;D
Parabéns, tens IMEEEENSOOO jeito ;)


De Soph Cullen a 2 de Outubro de 2009 às 21:56
Margarida, tu por acaso não és uma escritora infiltrada nem nada?!

Bem, ÉS F-A-N-T-Á-S-T-I-C-A!!

Eu sou Tua FÃ!!

Continua por favor!!
Lindo!

*Beijinhos

Soph


De inloveml a 2 de Outubro de 2009 às 22:02
Margarida, é a primeira vez que comento a tua fanfic, pois, ainda não tinha tido coragem para escrever nada, isto porque, a maneira como tu escreves é de deixar qualquer pessoa às lágrimas...
Eu sou uma mulher, não sou adolescente, já passei os 30, e, estou tão apaixonada pela saga LUZ e ESCURIDÃO, quanto estou pela tua fanfic.
Para quem já leu o Midnight sun, tem sempre vontade de saber mais o que é que o Edward pensa, e como é que ele se sente com os pensamentos dos outros, e TU tens o cuidado de frisar e descrever os pensamentos dele com todas as emoções ao rubro!!!
PARABENS, continua assim, não pares, e quando esta tua fanfic terminar, começa uma nova.
Beijinhos
Suzy


De Chloe a 2 de Outubro de 2009 às 22:04
mais uma vez um excelente capítulo!!

tens mesmo jeito para escrever!! mal posso esperar para ver mais!!

e principalmente ver o que imaginaste pa despedida de solteiro!!! :D


bj* Chloe


De Margarida a 2 de Outubro de 2009 às 22:10
Oh minhas queridas!!!

Fico tão feliz com os vossos comentários!!! São mesmo muito, muito motivadores!!
Não tem mesmo noção de como fico feliz! É que começo mesmo a ficar com a lágrima ao canto do olho (principalmente qd me dizem que a minha escrita é parecida à da SM - ela escreve memso muito bem!!)

Agradeço-vos do fundo do meu coração!

E continuem a comentar, adoro saber o que as pessoas pensam. (Talvez seja por isso é que dou muita relevância aos pensamentos do Edward...)

Beijinhos para todas!!!


De feliciatita a 2 de Outubro de 2009 às 22:35
opah, so o primeiro livro n chega, pelo menos o terceiro, mas se quiseres faz tambem o segundo, eu n me importo nada! continua!
tá excelente
adoro


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Eu venho cá todos os dias para ver o que há de nov...
Olá :) Pondo as cartas na mesa e sendo sincera ao ...
Olá! Vocês vão desativar a página...?
Que coincidência engraçada! Confesso-te que até ti...
Que orgulho!
As voltas que a vida dá, sem dar voltas nenhumas: ...
Queen sempre foi uma das minhas bandas de eleição....
Tudo corrigido. Obrigada :)
A foto é de dia 03 de Julho, na exposição de anive...
Sebastian Bear é o marido da Emily e produtor de "...

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds