Segunda-feira, 05.10.09

Boa tarde!

 

 

Quero, mais uma vez, agradecer a todos os comentários à parte anterior da minha FanFic. Fiquei tão, mas tão feliz com os comentário! Não podem ter noção! Principalmente aqueles que dizem que tenho uma escrita parecida com a da Stephanie Meyer! Ela escreve mesmo muito bem! Por issso, Obrigada! ;)

 

 

Bem, este capitulo ficou gigante. Entusiasmei-me! Como li uma vez num livro da Agtha Christie: "... a dificuldade de começar não será nada comparada coma dificuldade de parar." Acreditem que sei muito bem o que isto quer dizer!

 

 

Tive imensas ideias para este capitulo, mas decidi só utilizar algumas. Espero mesmo que gostem!

 

 

Muitos beijinhos,

 

 

Margarida.

 

 

PS.: A fanfic ainda não tem nome, por isso, se tiverem alguma ideia, digam!

 


Capítulo 4

Estava de tal maneira imerso nos meus pensamentos que não estava atentos aos demais.

           

            Foi preciso Alice estar a gritar bem alto em pensamentos para me tirar do transe onde me encontrava. “EDWARD!!!! Estás-me a ouvir ou perdeste o teu dom? Vou agora a casa da Bella, queres que lhe diga alguma coisa?”.

 

            Alice conseguiu-se tornar, de alguma forma que nunca percebi, a melhor amiga de Bella. Alice sempre soube que iria ser a melhor amiga dela, mas agora que o é, consigo ouvir nos seus pensamentos o quão feliz está.

 

            Levantei-me, contra minha vontade, e em meio segundo já estava ao lado de Alice.

 

            - Não, Alice, não é preciso. Obrigado. Ainda vou lá hoje.

 

            “Está bem, maninho. Ah, não percas tempo à procura do vestido de casamento da Bella. Tenho-o comigo…”  e piscou-me o olho. E foi a correr para o seu Porshe Amarelo.

 

            Alice conseguia ser irritante demais para o seu tamanho. Como é que alguém tão pequeno conseguia ser assim? Ainda era um mistério para mim…

           

            Oferecera-lhe o Porshe como suborno de modo a que Alice cuidasse de Bella cada vez que eu me ausentava para caçar. Mais tarde, percebi que não podia continuar a fazer tal coisa a Bella. Ela ficava infeliz por se sentir “raptada”, desde aí só eu a podia raptar…

 

            Nem dois segundos tinham passado desde o início da conversa e já conseguimos ouvir o seu grande Porshe a trabalhar.

 

            - Jasper, contaste-lhe alguma coisa? – dizia Emmett, que estava sentado no sofá, num tom sugestivo olhando para mim. – “ E não penses que te escapas da tua Despedida de Solteiro, nem que os lobisomens decidam ficar amigos dos vampiros!!”  e desatou-se a rir. Tão típico do Emmett.

 

            - Não, não lhe disse nada. Mas já esta tudo pronto. – Jasper estava ansioso pela despedida de solteiro.

 

“Nunca te vais esquecer da tua Despedida de Solteiro, não sabes o que te espera…”  pensava Jasper.

 

            “Vai ser inesquecível...”  pensava Emmett.

 

             - Qual foi a piada que não ouvimos desta vez? – disse Rosalie num tom um pouco impaciente.

 

            - Calma bebé… Não fiques assim. – disse Emmett já ao lado de Rosalie com uma mão na sua cintura. – Estava só a dizer ao Edward que ele não se escapava da Despedida de Solteiro dele. Coisas de vampiros, querida.

 

            Rosalie já estava toda delicodoce nos braços de Emmett. Era sempre assim. Emmett conseguia sempre acalmar Rosalie. Era impressionante. Tinham mesmo sido feitos um para o outro, tal como eu e Bella.

 

            - Está bem querido… - depois mandou-lhe um daqueles olhares que supostamente ninguém deve perceber, mas toda a gente percebe…

 

            - Hum, nós vamos dar uma voltinha. A floresta está a precisar de uma devastação. – disse Emmett com a voz mais irónica possível.

 

            - Façam-me um favor. Vão para longe. – levantei a mão e bati na têmpora. – Evito ouvir os vossos pensamentos…

 

            - Vamos tentar. – disse Rosalie com um sorriso na cara – Mas não prometemos nada…

 

            E saíram a correr.

 

            “Edward?”  chamaram três vozes ao mesmo tempo.

 

            - Calma, eu só sou um. – disse com um sorriso na cara. – Isto nunca me tinha acontecido.

 

            Jasper era quem estava mais perto, sentado nas escadas. Foi ter com ele. Mas, antes de chegado ao pé dele, já sabia tudo o que me ia dizer.

 

            “Não é nada de especial, só queria que soubesses que não te tens que preocupar – porque sim, estás preocupado – com a Despedida de Solteiro. Não é nada de especial. Mas vais gostar.”  E mal pensou isto senti uma onda de calma a inteirar-se de mim.

 

            - Ok, Jasper. Deixa as minhas emoções em paz. Sabes como não gosto que mexas nelas. – Sempre achei o talento de Jasper algo formidável, mas nunca gostei que o usasse em mim. Gostava de ser eu a lidar com as minhas emoções.

 

            - Está bem, desculpa lá. Já é o hábito. Faço isto com toda a gente e nunca ninguém costuma reclamar.

 

            - Provavelmente porque não sabem. - disse já a rir.

 

            - Provavelmente…

 

            De seguida foi ter com Esme, ela estava no seu escritório a desenhar uns esboços de para o jardim. Queria redecorá-lo. Esme, tinha uma paixão por decorações. Andava sempre com algum plano na cabeça para redecorar alguma divisão da casa. Por sorte, conseguia sempre escapar da redecoração do meu quarto...

 

            “Hum, já estás aqui. Estava tão concentrada que não te ouvi chegar...” Esme era das poucas pessoas que preferia falar comigo “por fala” do que “por pensamentos”. Dizia que gostava de falar.

 

            - Bem, Edward, amanhã as pessoas começam a chegar ao meio-dia. A que horas é que pensas voltar da Despedida de Solteiro? – é claro que apareceu um sorriso na cara de Esme. Ela achava a ideia de haver uma Despedida de Solteiro tão surreal como eu...

 

            - Esme, sinceramente não sei. Mas talvez por volta das onze. Não quero estar cá muito cedo senão vou entrar em parafuso. – e dei uma gargalhada. Esme riu-se comigo.

 

            De repente levantou-se e abraçou-me. “Edward, meu querido, não podes ter noção da minha felicidade. Estou tão feliz. E fica descansado que vai estar tudo preparado amanhã bem cedo. Eu e a Alice vamos fazer isso durante a noite.”  Esme pensava nisto com uma emoção enorme. E soltou-me. Depois olhou para mim com os seus grande solhos dourados. Estava a tentar perceber o que me ía na cabeça, como sempre...

 

            - Obrigada, Esme. – Estava-lhe mesmo agradecido pelo esforço que pôs no casamento, mas a ideia de levar Bella a Las Vegas também era muito boa... – Vou falar com Carlisle e depois vou ter com Bella.

 

 Já estavamos muito próximo das oito da noite. Tinha passado o dia inteiro no meu quarto a pensar em Bella. Pensar em Bella ou estar com Bella levava-me totalmente a outro mundo. Onde o tempo e os problemas não existiam. Era tudo muito mais simples. Onde a fase da transformação de Bella já tinha passado.

 

De alguma forma, não sei como, tinha começado a encarar a transformação de Bella melhor, mas ainda não a aceitava completamente. Tinha sido algures durante esta tarde. Se era aquilo que Bella queria – e no fundo eu também queria – porque continuar a negar? Depois, seriamos felizes apara todo o sempre.

 

- Está bem querido. Só já nos vemos amanhã, não é? Até amanhã,querido!

 

- Até amanhã, Esme.

 

            De seguida fui ter com Carlisle. Ele estava-me a tentar esconder os pensamentos: “Depois do casamento não me posso esquecer de ir à livraria comparar os livros mais recentes. Tenho que me manter actualizado. Carlisle, pensa, pensa em qualquer coisa menos no que queres falar...”

 

            Foi nesse preciso momento que eu entrei no seu escritório. Estava já de pé a andar de um lado para o outro a uma velocidade estonteante.

 

            - Oh, já estás aqui. Até te podia dizer para te sentares, mas sei que estás tão confortável em pé como sentado – disse com um sorriso na cara. – Tenho um assunto delicado para falar contigo...

 

            “Tenho que estar atento às emoções do Edward. Vou agir à primeira mudança.” pensava Jasper.

 

            “Só espero que a conversa corra bem. É um assunto tão delicado para o Edward... Ai, Edward, ai...” Esme, como sempre, estava preocupada connosco.

 

            Então, de repente, percebi qual era o assunto da conversa. A transformação de Bella. E foi nesse preciso momento que os pensamentos de Carlisle desviaram num sentido totalemnte diferente. “Não vale a pena tentar enganar-te. Já sabes aquilo que quero falar contigo. Percebe-se na tua cara.”  Chegou-me à mente uma imagem da minha própria cara.

 

            Estava contraída de dor. Os dourado dos meus olhos pareciam congelados. E maxilar estava contraído.

 

            Inspirei fundo umas tantas vezes para me acalmar. Levantei a cabeça e olhei para Carlisle.

 

            - É melhor falarmos nesse assunto com a Bella presente. Quero que só seja discutido depois da nossa Lua-de-Mel. – a minha voz podia soar controlada, mas eu encontrava-me tudo, menos controlado. Então, como sempre, senti uma onda de calma a invadir-me.

 

Podia odiar que Jasper utilizasse o seu talento comigo mas, pela primeira vez na minha existência, não reclamei. Precisava de me acalmar e não estava a conseguir.

 

- Edward, sabes que é algo que vai acontecer, portanto tens que começar a aceitar as coisas melhor. Sabes disso. E além disso, eu não ia entrar em promenores. Só queria saber se a data já estava marcada

 

- Carlisle, tudo o que sei é que tem que ser antes do dia 13 de Setembro. É uma exigência da Bella. – tudo para que não fosse muito mais velha que eu. Era uma tolice.

 

- Então falamos quando voltaram da Lua-de-Mel. – “E Desculpa, filho, mas sabes que tem que ser tudo combinado.” – Estou muito feliz por te ires casar. Já era tempo, não é? Com 118 anos, já toda a gente devia estar casada! – e riu-se.

 

- É claro que já devia, mas tem que ser com a pessoa perfeita. – disse também já a rir-me. – Vou para casa da Bella, estou de volta amanhã por volta das onze. Tenho a minha Despedida de Solteiro... – e sorri ao dize-lo.

 

- Até amanhã.

 

À saída, reparei que Alice, Emmett e Rosalie já tinham voltado.

 

- Alice, correu tudo bem? Ah, Emmett e Rosalie, obrigada por terem ido longe o suficiente...

 

“Sim, Edward, correu tudo bem, tá descansado. A Bella está optima.”

 

“Oh, de nada. Aparecemos em casa da Bella às dez. Já não tens muito tempo, maninho... Até logo”

 

E saí dali a correr. Queria falar com Bella antes do casamento, antes de tudo ter mudado. Precisava de estar com ela.

 

Quando cheguei à janela so quarto de Bella, deparei-me com ela já aberta. Bella já estava de pijama sentada na cama.

 

- Desta vez não me apanhas de surpresa. – Levantou-se e abraçou-me. Respirei profundamente, o seu cheiro estava igual. Perfeito como sempre... – Já estava cheia de saudades tuas.

 

- Também eu, meu amor – curvei-me de modo a que chegasse aos seus lábios. Bella estava muito cuidadosa hoje. Devia estar procupada com o casamento, mas não tinha a certeza. Com Bella nunca tinha a certeza de nada. A não ser, claro, que ela me amava.

 

Peguei-a ao colo e deitei-a na cama. Aconcheguei-lhe os lençois, despi a minha camisa e deitei-me ao lado dela. Comecei-lhe a fazer linhas desde a orelha até à clavicula com as pontas dos dedos. Bella tinha a pele tão macia...

 

- Então como correu o teu dia? – perguntei-lhe a olhar para ela. Bella olhava para mim com aquele olhar “eu-sou-a-sortuda-no-meio-de-isto-tudo”.

 

- Normal. Teria sido mais interessante se estivesse comigo. – disse a rir-se – Ah, não vais acreditar naquilo que se passou. Estava a encher o depósito do carro e aparecem lá uns homens a fazer-me perguntas sobre o carro! Acreditas que quiseram tirar uma foto com o carro? Não é normal pois não?

 

- É um carro bonito, Bella. E ostentoso. – disse a rir-me também.

 

- Ah, já agora, dizes-me para que é que eu preciso de um carro com mil e oitocentos quilos de blindagem e vidros à prova de míssil? Sou assim tão frágil e porpensa ao perigo? – disse num tom que tentava ser acusador mas era bastante irónico.

 

- Bella, contigo nunca se sabe! Nunca ouviste dizer que é melhor prevenir do que remediar? Contigo, espero nunca ter que remediar nada.

 

- Mas, vidros à prova de míssil? Tens que admitir que é exagero, Edward!

 

- Até pode ser que seja, mas é me indifrente. Já tens o carro!

 

- Está bem, está bem... – Bella tinha ganho esta mania no perido em que eu estive fora. Era extremamente irritante! – Então quando é que o Emmett e o Jasper te vem buscar?

 

- Às dez, mas se quiseres... – não me deixou acabar a frase. Pôs um dedo nos meus lábios e disse:

 

- Nem penses. É a tua Despedida de Solteiro. Vais e não se fala mais no assunto.

 

- Só porque me pedes. – e beijei-a no pescoço. Pescoço a cima, pescoço a baixo. Só parei quando o coração de Bella já estava a mil à hora e porque Bella estava ofegar.


 

 



Carolina às 23:21 | link do post

De Chloe a 6 de Outubro de 2009 às 00:00
ta LINDO!!!!

e eu aqui desejosa pa ver a lua de mel, e ainda por cima amanha vai ser tao dificil vir ao site!! aaahhh lol

mas pronto, lá vou ter de aguentar...

continua, estás a fazer um excelente trabalho!!



bjinho Chloe


De Chloe a 6 de Outubro de 2009 às 00:06
ups enganei-me :S
queria dizer q estou a espera da despedida de solteiro lool
sorry!!!


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds