Terça-feira, 01.12.09

Capitulo Treze
 
-Mãe...
-Querida, onde estives-te?! - Disse, correndo na minha direcção, abraçando-me com todas as suas forças, e obrigando-me a deixar cair a minha mochila no chão, a nossos pés.
Abracei-a também com todas as minhas forças, e as lágrimas romperam do meu rosto.
-Q-Que se passa, o que aconteceu? Estás bem? Fizeram-te mal?!
-Mãe... não quero falar disso, por favor... - Disse. As lágrimas continuaram a cair, e ela afastou-se. Observou-me, e olhou para a porta.
Dois segundos depois, o meu pai apareceu vindo desta, parando como uma estátua, e observando-me meio segundo. Já estavamos abraçados.
-Pai... eu... desculpa...eu...
-Cchhh... - Disse. Senti o seu hálito fresco, e o seu doce odor, aquele que eu já tinha saudades. Limpou as minhas lágrimas suavemente, e olhou-me nos olhos, com ternura. - Filha... não precisas de nos explicar nada. Já sei o que se passou. E... lamento. - Mais lágrimas romperam do meu rosto. - Mas quero que saibas que vou fazer tudo. Tudo para te ajudar amor! Já falei com o Carlisle. Vamos conseguir traze-lo de volta. - Abracei-o com todas as minhas forças.
-Vou dormir. - Informei.
-Vai querida. Dorme.
-Não me vão por de castigo?
-Não.
-Desculpem... - Disse. Limpei as lágrimas que ainda se encontravam no meu rosto, e dirigi-me lentamente para o quarto.
Dexei-me cair na cama, e desatei a chorar.
Não dormi a noite toda.
 
 
                                          (…)
 
 
-Desculpa... não te queria acordar... - Abri lentamente os olhos. O Sol já penetrava pela janela do quarto, e a minha mãe estava sentada ao meu lado, a fazer-me festinhas no cabelo. Olhei o seu rosto preocupado.
-Não faz mal... - Foi o único que consegui dizer. S    entei-me, e coloquei a mão no meu rosto. Senti as lágrimas secas, e uma dor de cabeça invadia-me agora.
-Tens fome?
-Não...
-Mas tens de comer...
-Mãe... por favor... não quero...
Ela suspirou pesadamente. - Está bem. Mas por favor... depois, comes?
-Sim mãe...
-Renesmee... Não quero que sofras, como eu sofri pelo teu pai...
-Mãe... o Jacob... deixou-me... para a Leah.
-Eu sei filha, e... nós vamos fazer de tudo, para ele recuperar a memória. Ele está aqui, não se foi embora. E... tenho a certeza que a impressão será forte o suficiente para ele te recordar. Vocês amam-se mutuamente. Muito. E não quero que sofras. Não podes desanimar.
-Obrigado mãe. - Dei-lhe um suave beijo e inspirei. - Vou tomar banho. Depois... vou a La Push.
-Filha...
-Não mãe. Vou resolver isto, sozinha. Vou recuperar o Jacob.
 
                                           (…)
 
 
 
Leah
Bom dia amor!!! - Exclamei o mais alto que pude, entrando de rompante na casa dos Black.
Apanhei uma grande desilusão. Era Billy quem estava refastelado na sua cadeira de rodas, e a enfardar batatas fritas.
-Han?
-Deixe lá Billy... - Suspirei. - Ah! Já agora, sou a namorada do Jacob!
-HAN?!
-Sim, ouviu bem. N-a-m-o-r-a-m-o-s.
-Tu, aproveitaste-te da situação do Jacob?! - Gritou.
-Billy, ele tinha de a esquecer! Eu amo-o verdadeiramente, e além disso ela é vampira!
-E o VERDADEIRO amor do Jacob, e neta do Charlie! Respeito menina!
-Eu sou muito melhor para o Jacob!
-Que gritaria é esta? - Jacob apareceu, vindo do seu quarto.
-Olá querido! - Disse.
-Jacob, ela não é tua namorada!
-Tu também?! - Exclamou.
-Hamm... Jacob, vem comigo! Explico-te tudo!
-NÃO JACOB, ANDA CÁ MIÚDO!
Tarde demais. Consegui arrancá-lo de casa. E ainda bem... Não o posso perder, não agora.
-Explica-me por favor... Já não entendo nada...
-Jake... eu explico-te a tua vida toda.
-Por favor...?
-Leah.
-Sim, Leah.
-Tua namorada.
-S-sim...
-Então, a tua vida... Chamas-te Jacob Black, e aquele homem lá dentro é o teu pai. Ele não gosta de mim porque tem ciúmes, porque tu, na verdade, amas-me mais que tudo! És um lobisomem, tal como eu. Os da alcateia também não gostam muito de mim porque tu, deixas-os plantados, só para ficares comigo. E porque me amas mais que tudo. Hum... mais... amas-me muitissimo, e adoras dar-me chocolates e... flores! E adoras beijar-me.
-A sério?
-Sim, e tives-te uma impressão natural comigo.
-E aquela rapariga... aquela rapariga de cabelos encaracolados dourados... era... muito bonita... o que é que ela é? Ela chamou-me “amor”.
-Ela... ela é uma “ex” tua! Muito ciumenta!
-E eu, gosto dela?
-NÃO!
-Okay...
-Beija-me. - Pedi.
Aproximei-me dele, e agarrei a a cabeça dele com força. Comecei a aproximar-me... e...
-Então?!
-Desculpa - pediu.
-Porque te afastas-te?
-Não sei...
-Como não sabes?!
-Não sei... Algo me disse que não...
Não posso acreditar nisto... a impressão dele e da sanguessuga... não, não! Não pode ser, ele agora pertence-me!
-JACOB!
Não posso acreditar... é ela. 
 
 
                                          (…)
 
 
Renesmee
-Jacob, sou eu! - Gritei, correndo na sua direcção.
Estava acompanhado de Leah, o que me deixa preocupada. Não sei que coisas ela lhe andou a contar. Mas... tenho de o recuperar. Tenho. Amo-o mais que tudo... apaixonei-me verdadeiramente. Já não sei que consigo viver sem ele. Ele pertence-me. Pertence-mos um ao outro...
-És tu... - Disse lentamente, levantando-se do chão.
-Sim Jacob... sou a Renesmee... a tua namorada. Jacob, tens de me ouvir!
-NÃO! - Gritou Leah.
-Leah, pára com isso! O que estás a fazer não é justo! E é contra a vontade dele! Ele ama-me, tivemos a impressão, e tu sabes muito bem disso!
-Mas... quem és tu afinal? Quem são vocês?!
-Por favor Jake... deixa-me explicar-te tudo!
-Jake...?
-Sim. Era o que eu te chamava. És o meu Jake. E tu chamavas-me Nessie! Sou a tua Nessie! A tua pequena Nessie! Não te lembras? Tu não gostavas de Renesmee, e passas-te a chamar-me sempre Nessie!
-Não...
-Jacob, não lhe dês ouvidos!
-Jacob, por favor ouve-me. Eu explico-te tudo! Sem mentiras!
-Ela já me explicou.
-Não! São tudo mentiras, não percebes? O Seth, eu, a alcateia... e a minha familia e tenho a certeza que também o teu pai, estão do meu lado! Ela está a mentir! Nós somos namorados Jacob! Ela é apenas um membro da alcateia, que diz gostar de ti! Tu nunca olhas-te para ela por causa da nossa impressão...
-Estou confuso! - Gritou.
Aproximei-me dele e abracei-o.
-Ouve-me. Eu explico-te tudo, sem mentiras. Prometo, Jake...
-Não! Ela só te vai mentir!
-D-deixa-me ouvi-la... Vocês não compreendem... não me lembro de nada! Não sei quem sou, nem quem vocês são! E se me mentem, nunca vou saber!
-Eu não te vou mentir Jake... prometo.
-Então por favor... conta-me.
-Chamas-te Jacob Black. Conheces-me desde bebé. Assistis-te ao parto. E, tives-te uma impressão natural comigo.
-Mas o que é isso?
-A Impressão natural, é uma coisa que os lobos têm... apaixonas-te por alguem, e nunca mais és capaz de a deixar. Protege-la, ama-la, cuidar dela... é isso. E foi isso que sempre fizes-te comigo. Nós começa-mos a namorar à quase um mês. Porque até aí, eu não me sentia preparada.
-É verdade?
-Não! - Respondeu Leah.
-É verdade, sim, Jacob!
-Continua...
-És alfa dos lobos.
-Mas o que é que eu estava a fazer naquele sitio? E porque é que eu estou assim?!
-Porque um lobo, foi para Itália e matou um dos Volturi. Vocês foram atrás dele, para o impedir de causar mais estragos. Os Volturi são a realeza dos Vampiros! E tu aceitas-te ser espancado pelo Felix... e... acabas-te assim. Deste uma grande queda, não sei... Mas bates-te com a cabeça. Eu estava lá. E estás assim, porque me querias proteger.
-Isso são só mentiras!
-É... diferente do que ela me contou...
-Claro, porque ela estava a mentir!
-Não estava!
-Parem com isso, não entendo nada!
-Jacob... acho que... se me beijares, vais-te lebrar de mim... a impressão pode... fazer-te recordar. Recordares-te de mim.
Comecei a aproximar-me dele, lentamente. Comecei a sentir o seu doce e quente odor. Já tinha saudades. Saudades dele. Saudades de estar assim com ele...
-NÃÃÃO! -Gritou Leah, empurrando-me com todasas suas forças.
Fui contra uma árvore e arquejei de dor.
-Porque fizes-te isso?! - Questionou-se Jacob.
-Ela é vampira! E tem veneno!
-Não tenho veneno! - Gritei. - Sou semi-vampira! Nós beijavamo-nos sempre Jake! Nunca te aconteceu nada! Eu não tenho veneno! Ela está a mentir!
-Saiam daqui! As duas! Tenho de descançar!
-Não Jacob!
-Claro que sim amor. Vai querido. Depois falamos.
Jacob entrou dentro de casa.
Estava tudo perdido.
-Sai daqui, saguessuga. - Rosnou ela.
Não lhe respondi.
Levantei-me com algum custo, e fui-me embora.
Entrei dentro da floresta. As minhas pernas cederam, e deixei-me cai no chão.
Estava tudo perdido. Perdi o Jacob...
Não, não, não pode ser! Eu amo-o tanto... eu quero-o de volta! Tudo isto aconteceu por minha culpa! Eu não o quero perder...
As lágrimas caíam cada vez em mais quantidade, e o choro tornou-se ofegante.
Desatei a gritar, até a garganta me doer demasiado.
 
 
-Nessie! - Gritou alguém vindo da floresta. - Nessie, és tu! Que fazes aqui?! Meu Deus, estás horrivel! Que se passa?! - Esta agora agachado junto a mim. Abraçou-me, acariciou-me o rosto, sujo de terra, fetos e lágrimas.
-Jacob... - Foi o único que disse.
-Calma Nessie! Não te preocupes, calma...
-Eu... perdi-o! - Custava-me a falar. Estava praticamente sem voz.
-Não, não perdes-te! No que depender de min, nunca o vais perder. Eu vou falar com a Leah!
-Não... fica...comigo.
-Eu fico.
 
 
Seth
Não consigo descrever o que senti ao ve-la assim... Partia-me o coração ve-la naquele estado.
Ela significava demasiado para mim... sim, demasiado. Talvez demasiado para um amizade.
Não sei o que sinto. Só quero estar com ela, abraça-la e sentir o seu cheiro.
Não a consigo ver assim...
Peguei-a ao colo, e dirigi-me até a casa dos Cullen.
 
 
                                   
                                       (…)
 
 
-Seth! - Gritou Bella, correndo na minha direcção. - Que aconteceu?!
Renesmee estava a dormir nos meus braços, praticamente inconsciente, consumida pela tristeza e o cansaço.
-Explico-vos tudo. Depois. Onde é o quarto dela?
-Sim! Anda, segue-me! - Fui atrás dela, e entrei numa pequena habitaçao.
As paredes tinham um tom de violeta, e tinha uma cama lindissima, na parede de fundo, do lado esquerdo. Era de ferro, e adornada com uma espécie de trepadeira, e era em preto.
Tinha uma secretária, uma televisão, um portátil, e duas estantes carregadas de livros. Junto à cama tinha uma mesinha de cabeceira, que continha um pequeno candeeiro roxo, e uma fotografia dela e do Jacob.
Tinha uma enorme janela, tapada por uns cortinados pretos, com pequenos buraquinhos, que permitiam a luz penetrar no quarto.
Deitei-a na cama, e fiquei a observá-la.
-Vou chamar o Edward! - Informou. - Espera por mim na sala!
Não conseguia tirar os olhos da Renesmee.
O que havia de fazer? Tinha de a ajudar... Mas... e se a ajudar? Ela, vai ficar com o Jacob... e eu?
Mas eu o quê? Não sou nada! Nem sei o que sinto...
Como impulso, aproximei-me dela. Ia dar-lhe um beijo na bochecha, quando ela virou a cara.
-Os seus lábios tocaram nos meus. Afastei-me imediatamente.
Eram tão frios, suaves e doces...
Olhei-a de novo. Encontrava-se a dormir.
Afastei-me dali, e saí imediatamente do quarto.
Mas o que é isto? Porque é que eu fiz aquilo? Porque é que aquele beijo não me sai da cabeça? Porquê? Que estupidez!

Obrigada meninas



S. às 21:30 | link do post | comentar

15 comentários:
De vanessa a 2 de Dezembro de 2009 às 21:47
ta lindo to a amar e espero que metão mais em breve....
a Leah tame a irritar ela e tão parva como e que ela o ama ela só ta a fazer com que ele fique pior
o mais surpreendente e que o Seth ta a apaixonasse por a Renesmee como e possível ...
to ansiosa por ler mais
comtinuem
isto ainda vai dar um livro para ser publicado
bjss


De Daniela_TP a 3 de Dezembro de 2009 às 18:23
Fogo a Leah já me esta a erritar.......e o seth apaixonado pela Nessie???
Fogo que confusão.....estou ansiosa pela continuação.

bjs


De Inês a 3 de Dezembro de 2009 às 20:10
Ameii... Achei super qerido "Seth e Nessie"..q fofo xD


De Sofia a 8 de Dezembro de 2009 às 22:35
POR FAVOR , TRAGAM MAIS DESTA MARAVILHOSA HISTÓRIA :'(


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds