Sábado, 16.01.10

Capítulo Dezanove
 
-Quem Jake? Quem é? Alguém que eu desconheça?
-E como Nessie?
-Como o quê? – Inquiri baralhada.
-Como é que se vai chamar o nosso filho?!
-Oh, não mudes de assunto… e sabes lá se é um rapaz!
-Sei, sei! Eu sei muito bem o que é que fiz!
-Não sejas tonto! – Disse-lhe com um grande sorriso nos lábios.
Não esperava tal reacção dele… Provavelmente nunca o tinha visto tão feliz. A verdade é que também eu nunca tinha estado tão feliz, mas… esta notícia era tão recente. Nunca tinha sentido isto… também, penso que é normal, nunca tinha estado grávida. É uma sensação nova e tão diferente que ainda não tinha tido tempo suficiente para assimilar tudo. Ia a ser mãe, ter um ser a crescer dentro de mim.
Grávida. Que palavra tão estranha do dicionário que agora me descrevia. Memórias vieram repentinamente à minha cabeça. Senti um enorme calafrio. Uma lágrima brotou dos meus olhos.
-Q-que que se passa? Que tens? Estás bem?! – Agora agarrava-me, e os sues olhos transmitiam aperto e preocupação.
-Jake… Oh Jacob! O que é que nos vai acontecer? O que é que lhe vai acontecer?!
-Calma, calma! Mas que tens? Que se passa?
-Jacob… o bebé… o que é que lhe vai acontecer?
-Não vai acontecer nada ao bebé!
-Os…Volturi…
-Esses filhos da mãe não vão fazer nada ao meu filho!!! Não te preocupes! Vou protege-lo com unhas e dentes!
-E… o meu pai? A minha família?
-Esquece-os! Só nós importamos! E nada nos vai acontecer, não o permitirei.
-Jacob não percebes! O que é ele vai ser?
-Ah… rapaz ou rapariga. Mas se queres que te diga prefiro um rapaz, assim dá para jogar à bola e…
-Não Jake!
-O quê?
-Não pensas?! A espécie!
-Eu não acredito… filho vampiro?
-Que criatura será?! Vamos ter imensas complicações, já para não falar nos Volturi!
-Não quero saber desses gajos! E não interessa o que o meu filho seja! Até pode ser uma sanguessuga, ou um meio hipopótamo meio orangotango. Vou amá-lo, porque é, e nunca vai deixar de ser, meu filho.
                                                    (…)
-Está vazia. – Informei. – Devem estar todos na casa grande.
-Estás preparada?
-Sabes Jake… tenho de fazer um teste primeiro.
-O quê?!
-O Carlisle disse que pensa que estou, mas não fiz nenhum teste!
-Só podes estar a gozar comigo! Estava tão contente!
-Jake eu… - Fiz uma pausa. Não aguentei. – Venho já!
                                                   …
-Hey vá lá! Sai daí, estás a deixar-me preocupado!
Finalmente abri a porta da casa – de – banho, e dirigi-me até Jacob.
-Já não preciso de nenhum teste. Agora só preciso de alguém que me despedace em bocados e me queime na fogueira. Tenho de enfrentar o meu pai.
-Anda. – E estendeu-me a mão. – Nada nos vai acontecer, estamos juntos.
Agarrei a sua mão, e juntos abandonámos a minha casa.
Caminhamos lentamente, como se estivéssemos numa marcha fúnebre. Mas o tempo não pára, por mais que se queira. Por mais que eu queira parar, e evitar este momento, tal não pode acontecer. Tenho de enfrentar as consequências dos meus actos. Mesmo que a consequência se chame Edward Cullen.
Edward Cullen. Senti um enorme calafrio mal estava palavra tinha acabado de entrar e assombrar a minha mente. Mas o que é que me está a acontecer? Estou apenas num sonho? Um pesadelo? Como é que isto pode acontecer? Porquê? Porquê agora?
Parámos. Inspirei e expirei, olhei para o relógio que se encontrava no meu pulso, e de seguida para Jacob. O nosso olhar ficou cruzado por breves instantes.
-Tem de ser… é o nosso destino. – Disse eu.
Toquei à campainha.
-Olá queridos! – Disse Esme, abrindo a porta dois segundos depois.
-Olá. – Respondemos em uníssono assombrados com a velocidade da cena.
-Esme… o meu pai está aí? – Sussurrei antes de entrar.
-Está na garagem com o Jasper e o Emmett.
-Obrigado.
-Passa-se alguma coisa?
-Não digas ao meu pai que estamos aqui, por favor. Deixa-o lá.
-Não te preocupes.
E ambos entrámos.
-O Carlisle?
-Está lá me cima. – E sem aguardar resposta, peguei na mão quente de Jacob, que o fez arrepiar em contacto com a minha, e juntos subimos rapidamente as escadas, e entrámos no escritório de Carlisle.
-Olá. – Disse ele. – Já falaram?
-Sim. – Respondi.
-Venham comigo. – Seguimo-lo, e entrámos numa outra sala, que mais parecia um autêntico gabinete de hospital.
-Temos imenso que falar… nunca existiu nada assim na história! Uma semi-vampira, com um lobisomem. Têm noção dos riscos?
-Bem… estou a tentar não pensar muito nisso. – Respondi.
-Não sabemos o que é. A tua mãe teve uma gravidez de alto risco, não sabemos o que te poderá acontecer. Além disso…
-Sim?
-Estás em transição. Não sabemos como será a evolução da gravidez… ou seja, podes terminar o processo, e a gravidez ficar a meio.
-Como assim? Que lhe aconteceria?!
-Deixaria de se desenvolver. O teu corpo não ia aceitar mais quais queres mudanças físicas.
Tanto eu, como Jacob estremecemos ao ouvirmos e ponderarmos aquela hipótese.
-Mas tenham calma… - Disse logo de imediato, mal viu a nossa reacção. – Renesmee, deita-te aqui. Vou observá-lo, e tirar dados para o estudar.
-Uma eco grafia?
-Sim, podemos chamar-lhe assim.
-Guarde as imagens do meu filho, hein?
-Jaocb, controla-te. – Pedi.
Depois fiz o que Carlisle me pediu, deitei-me na maca, e Jacob sentou-se num banco a meu lado. Carlisle colocou um creme transparente na minha barriga, e ligou uma máquina. Com um género de um “comando”, percorria-a muito lentamente.
-Uau! – Disse Carlisle.
-Que se passa? – Perguntou Jacob.
-Está bastante desenvolvido.
-Consegue prever o parto? – Perguntou.
-Quanto tempo de passou desde que…?
-1 mês… - Respondi com vergonha.
-Bom… este feto parece ter 3…
-Hey, hey! Eu sei muito bem quando o fiz! – Disse Jacob. – Além disso, nessa altura era amnésico, não sei se se lembra!
-Então Renesmee… Com o que posso concluir…
-Siiiim? – Disse Jacob ansioso, que apertava a minha mão com força. Demais.
-Se o vosso feto com 1 mês, equivale a 3, poderá ser possível que daqui a 2 meses seja o parto.
-O quê?!
-Não Emmett! Já disse que não vou jogar playstation!
-Oh não… - Dissemos os três em uníssono.
-Edward. – Proferi.
-Vão para baixo… dêem-lhes a novidade, vou continuar aqui a observa-lo, gravei as imagens. Não se preocupem, em breve descerei para vos apoiar, e com as dúvidas mais esclarecidas.
-Vamos Nessie.
Carlisle limpou-me a barriga, e lentamente eu e Jacob saímos da divisão. Com passos lentos, como se estivéssemos numa marcha fúnebre, descemos as escadas.
-Pai… família, tenho algo a dizer-vos. – Proferi, quando desci o último degrau.
-Despacha-te, quero ir jogar playstation.
-Emmett… - Repreendeu-o Esme.
Estava tudo petrificado a olhar para nós. Olhei lentamente cada um deles. O meu pai estava de pé, com um olhar atento e flamejante, com a minha mãe mesmo a seu lado. Alice também já se tinha levantado, e era notável a preocupação nos seus olhos, Esme tinha a mesma expressão. Emmett aborrecido, e Jasper com um olhar atento, pronto para algum passo em falso, e poder acalmar os ânimos. Rosalie estática, imperceptível.
-Bem, eu…
-É grave? – Perguntou a minha mãe.
-Depende do ponto de vista. – Respondeu Jacob.
-Que se passa? – Perguntou Alice nervosa, mas com a voz perfeita, sem nenhuma alteração no seu timbre.
-Eu…
-A esta hora já podia ter passado 5 níveis…
-Estou grávida! – Soltei logo.
Ninguém se mexeu, e Jacob apertou com mais força a minha mão.
-Vá lá putos, tenho pressa, digam lá a noticia! A verdadeira, de preferência…
-Emmett, não estou a gozar.
-Elaaaaaaá! – Exclamou de repente, o que nos fez a ambos sobressaltar - Quem diria hein Jacob? Rafeiro poderoso! – Disse, falando brasileiro nesta última frase.
Olhei de realce para os meus pais.
O meu pai tinha agora os olhos fechados, e os punhos cerrados, a contraírem-se cada vez mais, assim como os seus maxilares.
-Bem, ah… parabéns! – Disse Esme, nervosa.
Alice estava parada, e o mexia o seu pulso a um ritmo alucinante, com a boca aberta, fazendo sons “ah… eu ah…ah…aaa…bem…”.
-Alice? – Disse eu, preocupada.
-Estou tão contente! A sério que estou! Apenas receio pelo nosso futuro… - Disse nervosa, mas com a voz melódica, sem quais queres alterações. Sorri-lhe.
-Jasper? – Perguntei.
-Bom, vai ser só mais um para eu ter vontade de comer… Sobreviverei. Parabéns.
-Obrigado – Respondi, meio incomoda. Os meus pais continuavam imóveis, imperceptíveis.
E, lentamente, os lábios do meu pai abriram-se.
Nesse momento Carlisle descia as escadas, com alguns papéis nas mãos, estava nervoso, mas com um grande sorriso nos lábios.
-Tenho algo a dizer-vos! – Informou.
-Sim? – Inquirimos nervosos.
Este levantou os braços, e respondeu com a voz repleta de alegria;
-São gémeos!!!!
A sala gelou.
Apenas uma voz, a de Emmett, se atreveu a falar.
-Elá dois???!!!! O Jacob é potente!! Gémeos, hein? Jacob, quer sambar cara? Show de bola!

 

 



S. às 21:32 | link do post

De Bii Cullen a 16 de Janeiro de 2010 às 22:12
UAU SIMPLESMENTE AMEI

adorei a ultima parte, so concegui rir, dar gargalhadas, de lagrimar...

AMEI , PORFAVOR POSTEM O PROXIMO CAPITULO O MAIS RAPIDO POSSIVEL.

so tenho que agradecer a deus por vos dar este "DOM" ... voces escreverm MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO MUITO

bem... porfavor continuem, já li este capitulo 5 vezes.... adorovos


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds