Sexta-feira, 05.02.10


-Até tenho medo... -Sussurrei.

 

Carlisle desceu as escadas, e veio até ao nosso encontro. O meu pai olháva-o cautelosamente, tentando provavelmente penetrar na sua mente.

 

-Renesmee, onde está o Jacob? Tenho novidades para vocês! - Disse alegre.

 

-Ham... por acaso não sei... sabes dele, Rosalie? - Perguntei, mal vi esta a entrar na sala.

 

-Convenci-o a ir para casa dele descansar. E tu, dormiste aí no sofá?! Eu deixei-te na minha cama!

 

-Eu dormi lá em cima, acabei de descer. - Informei. - Então Carlisle, diz lá essa notícia! - Insisti animada.

 

-Tens novidades sobre os bebés? - Perguntou Rosalie, também ela entusiasmada.

 

Olhei os meus pais, a minha mãe também tinha um sorriso, apesar de ténue. O meu pai...esse, continuava na mesma. Se é para ficar ali trombudo, ou chateado, mais vale ir compor músicas, a ver se anima o espírito... Deixa-me tão mal, e nervosa vê-lo assim... a cima de tudo, também o amo a ele... desiludi-o.

 

-Muito bem, então é assim, já sei o sexo dos bebés!

 

-A sério?! - Inquiri-mos eu e Rosalie em unissono, o que nos fez laçar uma leve risada.

 

-Sim! - Disse ele também animado.

 

-São o quê?- Perguntou a minha mãe.

 

-São... - Começou Carlisle, mas sendo interrompido.

 

-Duas raparigas. - Rematou o meu pai.

 

-Uau... - Fiquei de boca aberta. Rosalie deu logo dois grandes passos e abraçou-me fortemente. - Oh querida, parabéns, parabéns! - Era o que dizia.

 

-Parabéns - felicitou também Carlisle.

 

Rosalie largou-me, dando-me um beijo na testa. Colocou-se a meu lado, agarrando o meu ombro. Começou a olhar para a minha barriga, e também eu o fiz.

 

-Olha... já tens um pequeno vulto... - Disse. Se esta não fosse humana, juraria que estava com os olhos vidrados, prestes a quebrarem, brotando lágrimas.

 

-Pois é... - Disse eu. A minha mão desceu, e fiz festinhas na minha barriga. - Aqui estão elas... - Disse eu lentamente... lágrimas brotaram dos meus olhos.

 

-Oh querida – Começou a minha mãe, largou a mão do meu pai, e abraçou-me. - Parabéns!

 

-Bella, deixa-me só dizer-te uma coisa... - Disse Rosalie. -Eu apoiei-te, sabes bem disso. Tu sabes o quanto amávas a tua filha, e o quanto a querias. Por isso, acho injusto não estares do lado da Renesmee, porque já tu estiveste onde ela está. E se não a queres apoiar, então olha, não quero saber a vossa opinião, porque eu, a vou apoiar.

 

-Sim... - Disse ela. - Edward, vou apoiar a nossa filha... - Disse baixinho, olhando para este.

 

-Eu não. Se tu queres apoiar esta loucura, então fá-lo. - Disse friamente.

 

Fiquei boqueaberta.

 

Este saíu da casa, com passos longos e duros, sem olhar ninguém.

 

-A culpa não é tua...

 

-Parem. - Interrompi. - Vou a La Push, vou contar ao Jacob... - E lentamente saí de casa.

 

-Tem cuidado – Ouvi ainda.

 

 

 

Lentamente ia caminhando pela floresta de Forks, já tinha ultrapassado a fronteira.

 

Pensava no passado... em tudo o que aconteceu, desde que comecei a namorar com Jacob, os momentos que passámos, a separação, e o baile... O presente, era algo em qual não conseguia simplesmente acreditar, era demasiado... estranho, diferente, algo com o qual nunca contei, ou pura e simplesmente algo com que nunca contaria acontecer... Mas é bom. É uma sensação estranha, nova, diferente. É um amor novo e inesplicável que agora sinto. Não é como amar um membro da tua familia, ou até mesmo como amar o Jacob. É simplesmente diferente, já as amo. “As”... vou ter duas filhas! É um amor e ansiedade inesplicáveis, amo-as tanto... é um amor diferente, já as sinto dentro de mim... pensar que estes dois pequenos seres vão crescer dentro de mim... e depois? Quando saírem? Só as quero conhecer, ter nos meus braços, protege-las a cima de tudo... só penso no nosso futuro! Eu, elas e o Jacob...

 

Futuro. O que me reserva este, que parece estar amaldiçoado? Como será o decorrer da gravidez? E o após? Os perigos, os Volturi, o meu pai... E o que é que elas serão?

 

Os meus pensamentos foram interrompido quando senti um corrente de ar super forte, que trazia com ela montes de terra. Institivamente segurei a minha barriga com ambas as mãos.

 

Sentia-as. Estão aqui, as minhas filhas, a crescerem dentro de mim...

 

A brisa parou, olhei em frente... no meio da vegetação selvagem escondia-se um lobo.

 

Reconheci-o de imediato. Era o lobo que ansiava ver à meses...

 

-SETH! - Gritei ofegante. Este mal comecei a dirigir-me na sua direcção fugiu. -Não... -

Balbuciei nervosa, e lágrimas brotaram dos meus olhos.

 

Continuei a andar em frente, na direcção que este partira. Nada. Nem sinais de Seth. Prossegui a caminhada, como uma marcha fúnebre, a pensar em tudo o que tinha acontecido.

 

Não queria perder Seth, era a última coisa que queria. Amava-lo como um irmão, o meu melhor amigo. Adoro-o tanto... é simplesmente especial para mim, simplesmente quero estar com ele, simplesmente quero voltar para ele. Quero falar com ele, estar com ele, passar bons momentos com ele, senti-lo, rir-me com ele... Esquecer o incidente do baile, ultrapassar essas barreiras, porque também preciso dele, faz-me falta, tornou-se parte de mim naquele... momento da minha vida. Ajudou-me, apoiou-me, aturou-me, e nunca me deixou mal.

 

Ao fim de longos minutos, a casa dos Black já se deixava avistar. Inspirei profundamente, e senti que apenas Billy se encontrava lá dentro.

 

Ouvi barulhos de patas provindos do interior da floresta. “Seth?” pensei.

 

Os barulhos pararam, e dois minutos depois veio uma figura humana.

 

-Nessie! - Exclamou. - Que fazes aqui? Não te quero por aí a andar sózinha!

 

-Jake, a barriga nota-se, mas não tanto... Além disso sou meio-vampira, sou forte, hein!

 

-Tens razão, olha só como já se nota! - E agachou-se, ficando de frente para a minha barriga, segurando-a com ambas as mãos. - Os meus rapazes estão a crescer! Vão-se tornar grandes e fortes como o papá!

 

-Jake, temos de falar sobre isso.

 

-O quê?! Passa-se algo de mal? Tem a ver com o Edward “mr.rules”?

 

-Em parte... e pará de inventar esses nomes! - Disse a rir.

 

-Sanguessuga compositora mal-humorada também é bom. - Disse no gozo. - E novo, ocorreu-me agora.

 

-Não sejas tonto! - E dei-lhe um beijo na testa. - Vai deixar a sua amada grávida cá fora com este frio?

 

-Claro que não! -Disse de imediato, levantando-se num ápice. - Venha para dentro dos meus humildes aposentos. - Comecei a andar. - Mas hey, onde vai assim? Não se pode cansar! - E dito isto pegou-me ao colo, correndo para dentro de casa, encontrava-se agora a chover.

 

-Jake, estou completamente capaz de andar e correr!

 

-A mãe dos meus filhos não!

 

-Olá filhos. - Disse Billy, todo agitado e desvairado na cadeira de rodas. - Vá lá, deixem-me ver essa barriguinha!!

 

-Pai, controla-te.

 

-Mas eu vou ser avô!!! Parabéns Nessie! Estou tão contente! - Disse radiante. - E já sabes o sexo?

 

-Sim, foi uma das coisas que me trouxe até aqui.

 

-Desembucha!

 

-Oh Jacob, traz qualquer coisa para a moça comer! Tens desejos?! A minha mulher tinha montes deles, talvez por isso é que o Jacob deve ter nascido tão gordo e guloso. Aliás, ainda o é, como se nota! Só sabe enfardar. Então, ficar esparrapachado no sofá a enfardar bolachas de chocolate ou batatas fritas...

 

-Pai! Cala-te!

 

-Oh, desculpem.

 

-Tens bolo de morango? - Perguntei.

 

-Não... - Lamentou-se. - Mas, se tens desejos, eu vou buscar! - E com uma velocidade incivél, que nem me deixou protestar e impedir, Jacob correu para fora de casa.

 

-Este rapaz... - Balbuciou Billy.

 

...

 

-Estou de volta! - Exclamou contente Jacob, mal ultrapassou a porta, trazendo consigo dois sacos.

 

-Para quê tantas coisas? - Inquiri.

 

-Então... trouxe o teu bolinho, e mais umas quantas coisas boas! Quero os meus rapazes fortes e bem alimentados!

 

-Ah... - Disse baixinho. Mas como é que eu lhe vou dizer que não são rapazes?!

 

-Então, e de que estiveram a falar na minha ausência?

 

-Ah, tanta coisa.

 

-Pois é, contei à Nessie tudo sobre ti, quando eras bebé!

 

-Pois... - Disse tentando esboçar um sorriso forçado.

 

Na ausência de Jacob, apanhei uma das maiores secas da minha vida... Oh meu Deus, o Billy não se calava... contou praticamente tudo sobre as vidas deles! Coisas que talvez Jacob nunca lhe perdoaria ter contado. Mas quer dizer, até é compriensivel, o Billy está tão entusiasmado, primeiro neto. Mas pronto... estava a ver que o Jacob nunca mais chegava.

 

-Pai, se eu sei que contaste alguma coisa... bem... Nessie, que queres comer?!

 

-O bolo... - Pedi. Na verdade já não me apetecia tanto... chocolate é que calhava bem!

 

-Então, é para já! - Informou, retirando de um dos sacos, um enorme bolo de morango, que por cima continha chantilly, e uma flor ao centro, feita com morangos divididos em quatro. - Toma – Disse, servindo-me num prato uma enorme fatia daquele bonito bolo.

 

Provei-o, era delicioso, e devorei-o em instantes.

 

-Sabes Nessie, - Começou Jacob, sentando-se a meu lado no sofá. - era tão bom que fossem dois rapazes. Já imaginaste? Iamos passear, jogar à bola, ter conversas de homem! Ensinava-lhes tudo! E depois quando fossem para a escola... ah, e podiamos ir ver

os jogos ao estádio! E depois...

 

-Já percebi... - Balbucei desanimada.

 

-Que se passa?

 

-Já sei o sexo dos bebés. - Disse, olhando o prato fazio.

 

-São putos não são? Diz-me que sim! É claro que sim! Ai, já me estou aí a imaginar na reserva, a vangloriar e exibir os meus netinhos! E vou levá-los à pesca!

 

-São duas raparigas! - Disse eu, olhando-os, sem mais surpresas.

 

-Epá... as raparigas não sabem pescar! - Disse Billy de repente, segurando-se firmemente na sua cadeira.

 

-Nem jogar à bola! Diz-me que estás a brincar. Estás, certo?

 

-Não.

 

-Opá... já tinha tantos planos.

 

-Desculpa desiludir-te.

 

-Oh... ensino-as a jogar! Não tem problema!

 

-Ufa... - Desabafei baixinho.

 

-Então filho, queres Vitamina R para celebrar?!

 

-Não pai. Vamos Nessie.

 

-Sim... Obrigado Billy! - Disse, saindo juntamente com Jacob.

 

-Temos de falar – Informei-o, quando já tinhamos penetrado na floresta.

 

-É grave?

 

-Não... - Parei para reflectir. - Sim... depende do ponto de vista!

 

-Ai... diz lá.

 

-O Seth... vi-o hoje.

 

-Ah.

 

-Já falaste com ele? Tem-lo visto? Como é que ele está?

 

-Ele recusa-se a falar comigo... é claro que já tentei. Tem os pensamentos mais

deprimentes de sempre... sinto-me mal, o puto está a sofrer a sério. - Gelei com esta

afirmação. Agora a frase teimava em permanecer na minha mente.

 

Tem os pensamentos mais deprimentes de sempre... o puto está a sofrer... ele recusa-se a falar comigo...” E a sua imagem descuidada e triste na floresta hoje de manhã acompanhava estes pensamentos, bem como a sua imagem no baile, quando acabára de ser esmurrado por Jacob.

 

Sentia-me agora fraca, parva, egoísta, impotente...

 

-Hey, desculpa! - Disse também ele aflito, abraçando-me.

 

-Tenho de falar com ele! Ajuda-me, por favor!

 

-Sim... - Disse baixinho, beijando-me suavemente os lábios. - Olha, deixo-te na tua casa, tomas banho e essas coisas todas... Depois do almoço vou-te lá buscar.

 

-Sim.

 

-E levo-te à casa dele.

 

-Mas...

 

-Eu certifico-me de que a Leah não está lá.

 

 

-Até já. - Disse, beijando-o. Ele sorriu, e largou a minha mão correndo para a floresta. Fiquei a ve-lo desaparecer, e entrei dentro de casa.

 

A casa estava fazia, peguei num copo de água, e dirigi-me para o meu quarto. Abri a porta e senti uma enorme corrente de ar. A janela estava aberta, tinha a certeza de que estava fechada... Olhei a cama que estava junto a esta. Em cima tinha um envelope. Aproximei-me mais, e pude ler o que dizia, “Nessie”.

 

Receosa, retirei lá de dentro o papel, que continha uma mensagem, juntamente com vários riscos e borrões de tinta.

 

Nessie,

Desculpa ser desta maneira... também não o queria.

É o destino, é a impressão, é o vosso amor, não há nada a fazer... Por mais que eu queira...

Não vou mentir o que sinto por ti...

Já não nos podemos ver mais...

Estou a sofrer... quero ver-te, mas não posso!

Não queria acreditar nos pensamentos do Jacob, mas quando te vi hoje... é verdade, estás grávida...

Agora não há nada a fazer, nem quanto a isso, nem quanto ao que eu sinto... Não se pode mudar a vida, o destino... escolher quem amamos...

Não te posso ver Nessie... mas quero que saibas que te adoro. Não nos podemos ver mais... não é justo, para nenhum de nós os três...

Não me odeies, não quero isso...

Adoro-te... e, acho que devias abortar. Não! Não é por egoísmo, é por o que a tua mãe sofreu... não quero que contigo seja pior... Vive a tua vida... vai à escola... és nova...

Desejo-te... felicidades. Não me odeies. Esquece-me.

SETH.”

 

O copo que carregava caiu no chão.


 


Carolina às 21:50 | link do post | comentar

21 comentários:
De Debbie a 5 de Fevereiro de 2010 às 22:28
Está lindo. Perfeito.
Espero que o proximo capitulo não demore a sair (:


De FiPattz a 5 de Fevereiro de 2010 às 22:41
uma palavra: PERFECT...

ja agr adorei a parte: .... o Jacob deve ter nascido tão gordo e guloso. Aliás, ainda o é, como se nota! Só sabe enfardar.....


AMEI
quando e postado o proximo sabem?


De Marta Cullen a 6 de Fevereiro de 2010 às 15:58
LINDOOOOO! está demais voces tem imenso jeito e estou completamente viciada na vossa FanFic! Espero que o proximo capitulo não demore a sair estou anciosa. PARABÉNS E CONTINUEM.

TwiKisses <3


De Kamylla Cullen a 30 de Junho de 2010 às 15:50
Wow
Tou SUPER anciosa praa assistir ECLIPSE !
Desde que ouuvii falar peela primeira veez eiin CREPÚSCULO fui correndo na locadora e na livraria compraaar , depoois me apaixonei , e até hoje sou louca poor CREPÚSCULO e principalmente peelo gato do ROBERT PATTISoN ele é demaiis linndo perfeiito !
Eiin miinha opinião a SAGA CREPÚSCULO foi o melhor filme feito durante todos os séculos !
Um filme emocionante , meeeii fike poor kausaa dos Vampiros !
Maas é tudo !
Paarabeéns Stephenie Meyerr peela sua obra maravilhosa que salvou e que salva a miinha vida e de várias pessoas !
iloveu CRépusCULO !!
FORVERR
Eu sou Kamylla Cullen sou BRasileira aff'z ( MoRO EM Foorks )
Tenho 13 anos ( 109 anos )
E amo a saga CREpúSculo !!!
Whatever !
HU.HU .

ADC aew meu msn / milinhabuneka@hotmail.co

RS.rs.RS.rsRs
Obr ....


De Martinha a 5 de Fevereiro de 2010 às 22:32
BRUTAL... LINDA... PERFEITA... AMO...AMO...AMO...

quero mais... por favor... não demorem tanto a postar o proximo capitulo...

esta fanfic tá simplesmente FANTASTICA... não parem...

MUITOS PARABENS...

beijinhos...***


De CC18 a 5 de Fevereiro de 2010 às 22:52
Lindo, Lindo, Lindo, Lindo, Lindo, simplesmente maravilhoso...mil obrigados por terem postado o capitulo, espero ansiosa pelo proximo, muitos parabens .

Beijos,
CC18


De M a 5 de Fevereiro de 2010 às 23:23
Isto também é "só" uma FanFic, Carolina?

;'D


De Melissa a 6 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Bem!
Um espetaCulo!
As "discussões" do Jake com o Billy matam'me!!!
"Pai!Cala-te!"
eheh


De Lucy SC a 6 de Fevereiro de 2010 às 01:02
Muito bonita!!!bjs


De Ana. a 6 de Fevereiro de 2010 às 09:33
Esta lindo, como sempre
beijinhos


De nocas *.* a 6 de Fevereiro de 2010 às 10:41
lindo lindo lindo lindo lindo lindo lindo lindo lindo...
amei completamente :D
continuem assim! quando postam o próximo capitulo?? :P


De -amimdizem...rita a 6 de Fevereiro de 2010 às 13:29
Obrigada a todas mais uma vez !!
Quanto às proximas datas de postagens, ainda não sei nada.
Maas, assim que souber, algumas de vós já devem saber que as irei colocar aqui http://ritadinizstupiddiary.blogs.sapo.pt/
Mais uma vez obrigada, e espero continuar a ter o vosso apoio !!


De Marta a 6 de Fevereiro de 2010 às 14:32
OMJ OMJ OMJ...

ta tao espetacular!!!
tao lindo!!!

o edward ta a ter uma reacçao mmo ma...
tadinha de nessie :(

2 meninas, q fixe x'DDD


continuem o vosso trabalho espetacular ^^
TwiKisses*


De Kamylla Culen a 30 de Junho de 2010 às 15:56
Adorreii esse texto é lliindo liindo embora eu tivesse moóh trabalhão praa traduzir algumas palavras !
Parabééens !
Seu Blog Arrasa !
Beijo (:


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds