Segunda-feira, 05.04.10

Capitulo 25

Renesmee

Estava eu, recostada no quente e confortável sofá dos Cullen a comer uns bolos que nem os seus nomes sabia, e um copo de sangue por uma palhinha. Um lanche o mínimo interessante para quem gostasse de uma boa comédia. Passei levemente a mão pela minha barriga, e peguei no comando da televisão e mudei para o canal das séries. Por sorte, na caixa mágica estava a passar a minha série favorita, ‘Dr. House’. Há muito tempo que não tinha um tempinho para mim, e pela primeira em realmente muito tempo, estive a ver televisão e a realmente prestar atenção ao que via no ecrã… Estranha e velha sensação simpática.

-NESSIE! – Gritou um voz chilreante da porta da cozinha.

-Alice… - Suspirei eu sem necessitar de olhar para trás para ver de quem se tratava.

-Sim, sou eu! – Disse ela já ao meu lado com aquele sorriso que apenas Alice conseguia exibir.

-Jura… Ainda não tinha percebido…

-Nessie… - Prosseguiu ela – Tenho uma coisa para ti…

-O quê? – Inquiri eu, desconfiada.

De trás das costas, Alice retira um livro cor-de-rosa, com um laço da mesma cor, que só desamarrando esse laço era possível a abertura do livro.

-E isto é…? – Perguntei eu, olhando e pegando no livro.

-Abre, e vê!

Desamarrei cuidadosamente o laço, e abri o livro. Tinha uma lista infindável de nomes, cerca de cinco páginas, com nomes de A-Z, para todos os gostos e feitios.

-Calculei que ainda não tivesses escolhido o nome para as meninas…

-Pois não… É simplesmente… Genial Alice, muito, mas mesmo muito obrigado. Nem sequer tinha pensado neste pequeno pormenor.

-Pequeno?! Enorme queres tu dizer…

-Talvez. Vou guardar e quando tiver tempo com o Jacob, escolhemos isso…

-Nem penses! Eu quero que escolhas agora, estou super curiosa para saber.

-Mas eu queria escolher com o Jacob, ele é o pai, e para além disso…

-CHIU! – Interrompeu Alice. – Agora!

-Okay… - Murmurei eu com um certo medo do olhar ameaçador de Alice, que durou apenas um segundo, e logo se desfez num lindo e brilhante sorriso.

Olhei para todas as páginas, lendo todos os nomes cuidadosamente. Porém houvera um, que no meio daqueles todos me saltou à vista instantaneamente.

-Abbie… - Disse eu, calma, e segura no que dizia.

-Abbie? É LINDO NESSIE! ADORO! – Alice esboçou um grande sorriso, e prosseguiu. – Mas elas são duas… tens de escolher outro.

-Pois…

Voltei a olhar para a lista, mas nenhum outro nome me avassalava a visão, podendo eu dizer que seria o nome que eu iria chamar para o resto da minha vida.

-Não vejo nenhum interessante Alice…

-Nessie, tens tantos. Olha por exemplo Ann, Zoey, Alicia, Michelle… - Ia reproduzindo o som de cada nome e levantando um dedo enquanto o fazia em forma de contagem.

Nenhum dos nomes que Alice dissera me inspirava o mínimo de confiança.

-Chloe! – Ouviu-se uma voz feminina doce e delicada. Uma voz segura e concisa no que dizia.

Voltei-me, e era Rosalie, encostada de braços cruzados à ombreira da porta, olhando para a cena toda com um breve sorriso nos lábios.

-Que disseste Rose? – Perguntara Alice olhando para Rosalie com um certo entusiasmo.

-Chloe… - Pronunciou ela de novo.

O nome Chloe soava-me estranhamente bem, a palavra em si, fascinava-me profundamente. Simples… Sincero… Até angélico. Tal e qual o que sentia quando dizia Abbie.

-Chloe e Abbie. – Disse eu olhando para ambas com um sorriso nos lábios.

Encostei ambas as mãos à minha barriga, e dentro da minha cabeça já corriam os dois nomes. É como se já tivessem identidade. É como se agora, fizesse ainda mais sentido a minha gravidez. Uma lágrima de felicidade escorreu-me pela face. Limpei-a de imediato e levantei-me num salto.

-Vou ligar ao Jacob.

-Cães… - Suspirou Rosalie no meio de uma gargalhada abafada.

-NESSIE! – Gritou Alice, interrompendo o meu percurso em direcção à porta.

-Diz…

-Hoje à noite jantar especial aqui em casa.

-E a que se deve esse jantar? – Perguntei eu curiosa.

-Logo vês. Depois vai para tua casa, que eu tenho de te vestir.

-Tens de me vestir?

-Sim, vou ser a tua estilista hoje! Não podes vir de qualquer maneira para o jantar de hoje.

-Ah está bem… - A confusão na minha cabeça estava instalada.

Fui para o exterior da casa, peguei no meu telemóvel e liguei para o número mais marcado de sempre por aquele aparelho ‘Jacob Black’.

(…)

-Estou?...

-Jacob! É a Nessie.

-Olá meu amor… Como estás?

-Estou bem, aliás óptima. Tenho uma excelente notícia para te dar, tenho de ir já ter contigo.

-Hmm… Okay, mas eu agora estou em La Push.

-Não faz mal, eu vou ai ter.

-Mas tens carro?

-Não… A pick-up ficou em casa, mas eu levo o da Rose, ou o do Emmett.

-Okay, sempre é mais seguro.

-Vá até já… Amo-te!

-Amo-te.

Desliguei, coloquei o telemóvel no bolso e corri para dentro de casa. Em cima da mesa da entrada encontravam-se três chaves de automóveis. O de Rose, o de Emmett, e o de Carlisle. Como Emmett estava a caçar, peguei na chave do carro de Emmett e segui para a garagem. Entrei no carro e em grande velocidade, tal e qual o meu pai, segui para La Push.

Cheguei a La Push, e dirigi-me para a praia. Calculei que o Jacob estivesse em casa do pai, ou então na casa de Emily e Sam. Estacionei, sai do carro e desloquei-me para a areia. Peguei, de novo, no telemóvel e escrevi um sms a Jacob a dizer para vir ter à praia. Cerca de 5 minutos depois senti umas mãos quentes mas reconfortantes a taparem-me a visão e a sussurrarem-me ao ouvido:

-O que é que a minha menina anda a fazer por aqui?

Destapou-me os olhos e beijei-o como há muito tempo já não fazia. Fogosamente, com vontade no que fazia.

-Uff! Nessie, que recepção, quero mais assim.

-Foram a Abbie e a Chloe que pediram…

-Quem? – Jacob mostrava-se confuso.

-As tuas filhas, já têm nome… Abbie e Chloe. Se não gostares diz, sempre podemos mudar. Eu queria escolher os nomes contigo, mas já sabes como é a Alice.

-Não há problema. Mas sim… Adoro os nomes, são simples.

-Também achei…

Continuámos a passear na praia durante mais algum tempo.

-Amor, agora tenho de ir para casa, o meu pai precisa de ajuda lá numas coisas…

-Eu também tenho de ir para casa. Daqui a pouco a Alice vai lá passar para me vestir. Sabes é que hoje há um jantar na casa dos Cullen, não sei bem com que intenção…

-Pois, eu também fui convidado.

-E sabes para que é?

-Ah… Obvio que não sei, senão tu também saberias.

A expressão de Jacob era tudo, menos convincente. Era óbvio que ele sabia do que se tratava, mas não o iria dizer. Não insisti mais. Despedi-me dele e dirigi-me para o carro, para regressar a casa.

 

 

 

Jacob

Transformei-me em lobo, e corri em grande velocidade até casa. Entrei dentro desta, já em forma humana, e peguei no telefone.

-Emmett?! – Exclamei eu para o outro lado.

-Então sócio, como é que isso vai? – Perguntou ele do outro lado da linha.

-Nervoso, até um pouco enjoado…

-És um maricas páh!

-Olha cala-te! – O Emmett conseguia-me deixar ainda mais nervoso. – Vens-me ajudar a vestir certo?

-Sim, estou agora na loja dos smokings, encomendei agora um para ti… Mas ainda vai demorar um pouco. Acabei agora de caçar, e não tenho carro, visto que a Nessie o levou…

-Ah… Então daqui a quanto tempo mais ou menos?

-Ahhh… Duas horas pode ser? Ainda tenho de passar em casa entretanto…

-Okay então. A Nessie foi para casa da Bella e do Edward com a Alice para a ajudar a vestir também.

-Eu sei, fui eu que pedi à Alice para o fazer.

-Okay, então até já.

-Abraço… - Emmett desligou o telefone rapidamente.

Deitei-me no sofá a fazer tempo para a chegada de Emmett.

(…)

-ACORDA JACOB! – Dei um salto repentino no sofá, sem me aperceber do que se estava a passar. – Adormeceste páh! Acorda, tens de te ir vestir. – A voz de Emmett soava mesmo junto ao meu ouvido, fazendo este vibrar.

-Quem te abriu a porta…? – Pergunta mais estúpida, mas fora a única que me ocorrera.

-Eu não preciso que ninguém me abra a porta Jake, eu sou um vampiro, lembras-te?

-Hmm okay… - Levantei-me lentamente do sofá. – Parece que tenho de pôr uma segurança anti-vampiros em casa.

Emmett abanou a cabeça, e pegou no cabide que continha um smoking preto, com uma gravata da mesma cor, e uma camisa branco puro por baixo.

-Eu tenho mesmo de vestir isso? – Perguntei assustado com a ideia de ver aquela vestimenta em mim.

-Claro! É o jantar do teu noivado… Querias ir como? Com uns chinelos e uns jeans?

Baixei a cabeça e submeti-me ao meu destino…

 

Capitulo 25

Renesmee

Estava eu, recostada no quente e confortável sofá dos Cullen a comer uns bolos que nem os seus nomes sabia, e um copo de sangue por uma palhinha. Um lanche o mínimo interessante para quem gostasse de uma boa comédia. Passei levemente a mão pela minha barriga, e peguei no comando da televisão e mudei para o canal das séries. Por sorte, na caixa mágica estava a passar a minha série favorita, ‘Dr. House’. Há muito tempo que não tinha um tempinho para mim, e pela primeira em realmente muito tempo, estive a ver televisão e a realmente prestar atenção ao que via no ecrã… Estranha e velha sensação simpática.

-NESSIE! – Gritou um voz chilreante da porta da cozinha.

-Alice… - Suspirei eu sem necessitar de olhar para trás para ver de quem se tratava.

-Sim, sou eu! – Disse ela já ao meu lado com aquele sorriso que apenas Alice conseguia exibir.

-Jura… Ainda não tinha percebido…

-Nessie… - Prosseguiu ela – Tenho uma coisa para ti…

-O quê? – Inquiri eu, desconfiada.

De trás das costas, Alice retira um livro cor-de-rosa, com um laço da mesma cor, que só desamarrando esse laço era possível a abertura do livro.

-E isto é…? – Perguntei eu, olhando e pegando no livro.

-Abre, e vê!

Desamarrei cuidadosamente o laço, e abri o livro. Tinha uma lista infindável de nomes, cerca de cinco páginas, com nomes de A-Z, para todos os gostos e feitios.

-Calculei que ainda não tivesses escolhido o nome para as meninas…

-Pois não… É simplesmente… Genial Alice, muito, mas mesmo muito obrigado. Nem sequer tinha pensado neste pequeno pormenor.

-Pequeno?! Enorme queres tu dizer…

-Talvez. Vou guardar e quando tiver tempo com o Jacob, escolhemos isso…

-Nem penses! Eu quero que escolhas agora, estou super curiosa para saber.

-Mas eu queria escolher com o Jacob, ele é o pai, e para além disso…

-CHIU! – Interrompeu Alice. – Agora!

-Okay… - Murmurei eu com um certo medo do olhar ameaçador de Alice, que durou apenas um segundo, e logo se desfez num lindo e brilhante sorriso.

Olhei para todas as páginas, lendo todos os nomes cuidadosamente. Porém houvera um, que no meio daqueles todos me saltou à vista instantaneamente.

-Abbie… - Disse eu, calma, e segura no que dizia.

-Abbie? É LINDO NESSIE! ADORO! – Alice esboçou um grande sorriso, e prosseguiu. – Mas elas são duas… tens de escolher outro.

-Pois…

Voltei a olhar para a lista, mas nenhum outro nome me avassalava a visão, podendo eu dizer que seria o nome que eu iria chamar para o resto da minha vida.

-Não vejo nenhum interessante Alice…

-Nessie, tens tantos. Olha por exemplo Ann, Zoey, Alicia, Michelle… - Ia reproduzindo o som de cada nome e levantando um dedo enquanto o fazia em forma de contagem.

Nenhum dos nomes que Alice dissera me inspirava o mínimo de confiança.

-Chloe! – Ouviu-se uma voz feminina doce e delicada. Uma voz segura e concisa no que dizia.

Voltei-me, e era Rosalie, encostada de braços cruzados à ombreira da porta, olhando para a cena toda com um breve sorriso nos lábios.

-Que disseste Rose? – Perguntara Alice olhando para Rosalie com um certo entusiasmo.

-Chloe… - Pronunciou ela de novo.

O nome Chloe soava-me estranhamente bem, a palavra em si, fascinava-me profundamente. Simples… Sincero… Até angélico. Tal e qual o que sentia quando dizia Abbie.

-Chloe e Abbie. – Disse eu olhando para ambas com um sorriso nos lábios.

Encostei ambas as mãos à minha barriga, e dentro da minha cabeça já corriam os dois nomes. É como se já tivessem identidade. É como se agora, fizesse ainda mais sentido a minha gravidez. Uma lágrima de felicidade escorreu-me pela face. Limpei-a de imediato e levantei-me num salto.

-Vou ligar ao Jacob.

-Cães… - Suspirou Rosalie no meio de uma gargalhada abafada.

-NESSIE! – Gritou Alice, interrompendo o meu percurso em direcção à porta.

-Diz…

-Hoje à noite jantar especial aqui em casa.

-E a que se deve esse jantar? – Perguntei eu curiosa.

-Logo vês. Depois vai para tua casa, que eu tenho de te vestir.

-Tens de me vestir?

-Sim, vou ser a tua estilista hoje! Não podes vir de qualquer maneira para o jantar de hoje.

-Ah está bem… - A confusão na minha cabeça estava instalada.

Fui para o exterior da casa, peguei no meu telemóvel e liguei para o número mais marcado de sempre por aquele aparelho ‘Jacob Black’.

(…)

-Estou?...

-Jacob! É a Nessie.

-Olá meu amor… Como estás?

-Estou bem, aliás óptima. Tenho uma excelente notícia para te dar, tenho de ir já ter contigo.

-Hmm… Okay, mas eu agora estou em La Push.

-Não faz mal, eu vou ai ter.

-Mas tens carro?

-Não… A pick-up ficou em casa, mas eu levo o da Rose, ou o do Emmett.

-Okay, sempre é mais seguro.

-Vá até já… Amo-te!

-Amo-te.

Desliguei, coloquei o telemóvel no bolso e corri para dentro de casa. Em cima da mesa da entrada encontravam-se três chaves de automóveis. O de Rose, o de Emmett, e o de Carlisle. Como Emmett estava a caçar, peguei na chave do carro de Emmett e segui para a garagem. Entrei no carro e em grande velocidade, tal e qual o meu pai, segui para La Push.

Cheguei a La Push, e dirigi-me para a praia. Calculei que o Jacob estivesse em casa do pai, ou então na casa de Emily e Sam. Estacionei, sai do carro e desloquei-me para a areia. Peguei, de novo, no telemóvel e escrevi um sms a Jacob a dizer para vir ter à praia. Cerca de 5 minutos depois senti umas mãos quentes mas reconfortantes a taparem-me a visão e a sussurrarem-me ao ouvido:

-O que é que a minha menina anda a fazer por aqui?

Destapou-me os olhos e beijei-o como há muito tempo já não fazia. Fogosamente, com vontade no que fazia.

-Uff! Nessie, que recepção, quero mais assim.

-Foram a Abbie e a Chloe que pediram…

-Quem? – Jacob mostrava-se confuso.

-As tuas filhas, já têm nome… Abbie e Chloe. Se não gostares diz, sempre podemos mudar. Eu queria escolher os nomes contigo, mas já sabes como é a Alice.

-Não há problema. Mas sim… Adoro os nomes, são simples.

-Também achei…

Continuámos a passear na praia durante mais algum tempo.

-Amor, agora tenho de ir para casa, o meu pai precisa de ajuda lá numas coisas…

-Eu também tenho de ir para casa. Daqui a pouco a Alice vai lá passar para me vestir. Sabes é que hoje há um jantar na casa dos Cullen, não sei bem com que intenção…

-Pois, eu também fui convidado.

-E sabes para que é?

-Ah… Obvio que não sei, senão tu também saberias.

A expressão de Jacob era tudo, menos convincente. Era óbvio que ele sabia do que se tratava, mas não o iria dizer. Não insisti mais. Despedi-me dele e dirigi-me para o carro, para regressar a casa.

 

 

 

Jacob

Transformei-me em lobo, e corri em grande velocidade até casa. Entrei dentro desta, já em forma humana, e peguei no telefone.

-Emmett?! – Exclamei eu para o outro lado.

-Então sócio, como é que isso vai? – Perguntou ele do outro lado da linha.

-Nervoso, até um pouco enjoado…

-És um maricas páh!

-Olha cala-te! – O Emmett conseguia-me deixar ainda mais nervoso. – Vens-me ajudar a vestir certo?

-Sim, estou agora na loja dos smokings, encomendei agora um para ti… Mas ainda vai demorar um pouco. Acabei agora de caçar, e não tenho carro, visto que a Nessie o levou…

-Ah… Então daqui a quanto tempo mais ou menos?

-Ahhh… Duas horas pode ser? Ainda tenho de passar em casa entretanto…

-Okay então. A Nessie foi para casa da Bella e do Edward com a Alice para a ajudar a vestir também.

-Eu sei, fui eu que pedi à Alice para o fazer.

-Okay, então até já.

-Abraço… - Emmett desligou o telefone rapidamente.

Deitei-me no sofá a fazer tempo para a chegada de Emmett.

(…)

-ACORDA JACOB! – Dei um salto repentino no sofá, sem me aperceber do que se estava a passar. – Adormeceste páh! Acorda, tens de te ir vestir. – A voz de Emmett soava mesmo junto ao meu ouvido, fazendo este vibrar.

-Quem te abriu a porta…? – Pergunta mais estúpida, mas fora a única que me ocorrera.

-Eu não preciso que ninguém me abra a porta Jake, eu sou um vampiro, lembras-te?

-Hmm okay… - Levantei-me lentamente do sofá. – Parece que tenho de pôr uma segurança anti-vampiros em casa.

Emmett abanou a cabeça, e pegou no cabide que continha um smoking preto, com uma gravata da mesma cor, e uma camisa branco puro por baixo.

-Eu tenho mesmo de vestir isso? – Perguntei assustado com a ideia de ver aquela vestimenta em mim.

-Claro! É o jantar do teu noivado… Querias ir como? Com uns chinelos e uns jeans?

Baixei a cabeça e submeti-me ao meu destino…

 



S. às 12:58 | link do post

De nocas *.* a 5 de Abril de 2010 às 13:32
Lindo*.*
Os nomes sao muito muito bonitos :)
E ainda nao foi desta que vimos o pedido de casamento :P
Acho que na altura vai dar um ataque de epilepsia ao Jacob :p
Coitado :P
Parabens pelo capitulo :)


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds