Terça-feira, 06.04.10

Deixo-vos hoje o 14º Capítulo da Fanfic da Ne! Boas leituras!

 

Deixo já aqui uma nota para os leitores da Fanfic da Chloe - devido a problemas pessoais esta não teve possibilidade de enviar a Fanfic, é esta a razão porque a sua FanFic no domingo. Será postada então no próximo domingo.

 

 


Capítulo 14 – Aula

 

Só queria ir para casa, mas era demasiado tarde e parecia embriagada com todos as emoções da noite, logo não era seguro conduzir, além disso já combinara com Rachel dormir em casa dela. Devia estar preocupada, ou então não, pois de certeza que toda a gente tinha assistido à cena do beijo. Agora que pensava nisso - que vergonha!

Ao pé da fogueira apenas estavam alguns sobreviventes, e como não vi Rachel nem ninguém conhecido conclui que já devia estar em casa à minha espera. Bati na porta ao de leve para não acordar quem já tivesse a dormir, Billy talvez.

Rachel abriu a porta já de pijama com um sorriso nos lábios e o olhar cheio de curiosidade, mas a minha expressão devia ser tal que ela ficou muito séria e com uma ruga na testa.

- Eu estou bem. – disse-lhe baixinho. Sabia o que ela estava a pensar e não queria que ela se preocupasse.

Fomos para o quarto dela, onde já estava um colchão, daqueles desdobráveis, no chão. Tal como o do irmão, o dela também não era muito grande, apenas tinha de diferente um cortinado cor-de-rosa que dava um toque mais feminino à divisão. Vesti o pijama emprestado e fomos deitar. Eu não disse nada e Rachel também não, fiquei com pena pois tinha imaginado que aquela parte da noite seria diferente. Decidi que no dia seguinte a compensaria.

Para meu desespero em vez do sono vieram as memórias. Pensei em Embry, que tinha sido “trocado”, e em como ele se teria sentido, lembrei o beijo, mas rapidamente o afastei. Revi tudo, palavras e imagens, emoções e sentimentos, opções e decisões, mas finalmente o sono apareceu e venceu.

 

- Bom dia. – quando abri os olhos, Rachel já estava acordada, encontrando-se sentada na cama a olhar para mim. – Dormiste bem? – perguntou a medo.

- Sim, o colchão não é muito duro, tal como eu gosto. – e sorri. Hoje era um novo dia e ia passá-lo com a minha nova amiga, não ia estragá-lo com tristezas. – Então e tu? Estás preparada para a aula de fotografia?

- A sério? Vais me ensinar?

- Claro, eu tinha prometido e como hoje está sol, temos que aproveitar.

Com outro espírito levantamo-nos e fomos comer qualquer coisa. Ainda estava tudo a dormir, ou pelo menos pensava eu, por isso não fizemos muito barulho e despachámo-nos a vestir e a arrumar as coisas para podermos ir para a praia.

 

A animação e energia de Rachel era contagiante e por isso a manhã passou bastante rápida. Ela aprendia depressa e rapidamente dominou a minha Panasonic; depois de lhe ensinar alguns aspectos básicos deixei-a soltar a criatividade e treinar sozinha. Quando se cansou e disse que já não tinha mais nada para fotografar passou-me a máquina, decidimos que mais tarde as analisaríamos no meu portátil.

Chegou a minha vez. Apetecia-me descarregar e relaxar, e o melhor remédio era mesmo usar e abusar da minha máquina. Voltei a fotografar vários pontos da praia, ao longe e ao perto, areia e mar, água e céu, floresta e ilhéus, e por fim, a falésia que se encontrava mais longe. Percorremos um pouco a extensão do areal para nos aproximarmos, assim não tinha que usar tanto zoom e as fotografias ficavam muito melhor.

Ao aproximarmo-nos do local reparei num vulto, percebi que estava alguém na berma da falésia, mas não consegui distinguir se estava sentado ou em pé, ou até se era alguém conhecido. Olhei para Rachel para me certificar que também ela estava a ver, podia estar a ter alucinações. De facto o seu olhar dirigia-se para lá, mas a sua expressão não era de curiosidade ou de reconhecimento, era de concentração, parecendo até que estava um pouco zangada.

- Rachel, quem é?

- Vamos embora Sarah. Quero ver o resultado da nossa aula. – virou as costas à falésia e começou a afastar-se a passos rápidos para ir embora.

- Rachel! – chamei. Estava-me a roer de curiosidade e ela ia-se embora. Corri para a alcançar. – Quem é? – repeti. Mas ela não respondeu, voltei a insistir. – Quem é? Responde-me.

A minha amiga parou e virou-se de frente para mim com uma expressão decidida. Mas o que se passava?

- Eu não sei o que se passou entre vocês ontem à noite, mas se não correu bem vocês têm que esquecer e seguir em frente. Eu não vou ficar aqui a assistir a tudo outra vez, sem poder fazer nada. – aquelas palavras foram como um murro no estômago. O aperto na garganta tinha voltado em força e estava prestes a rebentar. Rachel pousou as mãos nos meus ombros e focou os seus olhos nos meus já húmidos. – Desculpa miga, mas é melhor assim. Ele já foi magoado muito fundo e eu não quero nem que ele sofra outra vez nem que tu sofras por tudo, ainda por cima sem teres culpa. Em tão pouco tempo não sei como me afeiçoei tanto, mas é mesmo por gostar tanto de ti que te aconselho a não te agarrares muito a alguém que pode nunca conseguir vir a amar-te como tu mereces. Eu já vi nas vossas caras e nas vossas reacções e sei que é algo forte e intenso, mas se é para saírem magoados, mais vale fechar os olhos e tentar esquecer.

Acenei com a cabeça àquele discurso, mas não respondi, apenas respirei fundo e forcei o aperto da garganta a ir para baixo. Ela não entendia, tudo o que sentia era ao mesmo tempo exterior e interior de mim, algo que não conseguia, e talvez não quisesse, controlar. E mesmo que algo corresse mal, apenas tinha que aguentar algumas semanas, pois quando voltasse tudo seria esquecido, esperava eu.

Depois daquela cena nenhuma de nós estava com vontade de ir ver fotos e de fingir que estava tudo bem, por isso simplifiquei as coisas e inventei uma desculpa para ir sozinha para casa.

 



Carolina às 21:46 | link do post

De Marina a 6 de Abril de 2010 às 22:11
Estava com tantas saudades desta fanfic!!!!!!! Parebens né!!! mais um belo capitulo!!!

espero que ela e o jake...!!!! xD

Bjs! continua


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Tinha de vir aqui a este cantinho, finalmente o Mi...
A primeira imagem certamente está "quebrada", e pa...
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds