Terça-feira, 31.08.10

 


Capítulo 23 – Falésia

 

Tinha fechado os olhos para aproveitar ao máximo a viagem na sua companhia e por isso quando parou a mota fiquei surpreendida e confusa olhando em volta. A estrada terminava ali, mas não havia mais nada senão a floresta escura. Jacob continuava a olhar-me com um brilho nos olhos, uma luz mais brilhante. Pegou na minha mão e guiou-me para um trilho que só quando chegamos o pude ver.

O caminho era estreito e curto, por isso logo surgimos do meio das árvores para entrar no sítio mais incrível que tinha visto. À minha frente tinha um espaço largo que acabava inesperadamente dando lugar ao vasto mar e à lua. Estávamos na falésia. Não pude deixar de ficar fascinada por aquele quadro tão lindo.

Para completar, o chão estava coberto de velas de todos o tamanho, iluminando e aconchegando um cobertor coberto de pétalas de rosas e almofadas. Estava a sonhar, só podia. Olhei para Jacob que se mantinha a meu lado. Estava tal e qual o anjo daquela noite, lindo e incrível, impossível de tanta perfeição. Acenou uma vez com a cabeça e pegou-me ao colo com muita facilidade. Rodeei o seu pescoço com os meus braços e unimos os nossos lábios até chegarmos ao cobertor, onde ele me deitou com gentileza e suavidade.

As palavras não faziam sentido naquele momento, os nossos olhares diziam tudo, as nossas mãos e os nossos lábios falavam por gestos e movimentos, acariciando-nos um ao outro. Os nossos corpos conheciam-se e dançavam ao som de uma música inaudível que apenas eles conheciam os acordes. Os nossos sentidos estavam a cem porcento, vibrando com cada movimento, com cada afagar e murmúrio. Naquele momento não havia quaisquer dúvidas, eu era dele, totalmente e conscientemente. E ele era meu, era o meu ser, a minha felicidade, o meu ar… a minha vida.

A noite abraçou-nos e acolheu-nos no seu silêncio e na sua escuridão, embalando-nos. Só nós dois é que interessávamos, só nós dois é que existíamos.

- Amo-te. – sussurrou Jacob enquanto me acariciava o tronco nu e me olhava, como se olhasse para um sol.

Sorri e puxei-o para mim com mais paixão e amor que antes, com mais prazer e intimidade que nunca. Não era preciso responder, ele sabia-o, ele sentia-o em cada centímetro da minha pele suada e quente, em cada milímetro do meu corpo colado ao seu. O céu não era o limite, era a meta já alcançada.

 

Uma leve brisa afagou os meus cabelos levando-me a abrir os olhos e a acordar daquele sonho incrível, talvez o melhor que tivera. Estava quente e o colchão mais duro, esfreguei os olhos e rodei o corpo. Quando os abri o tecto estava azul manchado de branco, mas sombreado.

- Bom dia, amor. – Jacob estava ali ao meu lado, bastante despenteado, mas sorria como nunca tinha, como no meu sonho.

O quente eram os seus braços e o seu corpo que se encontravam encostados a mim e me envolviam. Perante a minha confusão, beijou-me trazendo-me à realidade e tornando tudo verdadeiro e feliz. Suspirei e enrosquei-me mais nele, sentindo-o e cheirando-o, aquela seda e aquele perfume. Apesar de estarmos num sítio tão alto, não tinha qualquer frio, tudo estava perfeito e confortável, tudo estava como devia ser.

- Amo-te. – murmurei, levantando a cabeça e olhando-o.

- Eu sei. E por isso é que fico triste e feliz ao mesmo tempo. – o seu sorriso desaparecera. Não percebia. Que queria ele dizer com aquilo? Acariciou-me a bochecha e beijou-me de leve o pescoço, confortando-me. – Não te preocupes, não é nada de mal. Eu… vou sentir a tua falta.

Então era isso. A perfeição da noite anterior tinha-me feito esquecer todos os problemas, incluindo a minha partida. Como iria sobreviver sem ele, agora que estávamos mais unidos que nunca? Iria ser doloroso, mas tinha que ser, nós já sabíamos, já tínhamos falado várias vezes naquilo. Jacob compreendera sempre, mas eu sabia que ficava triste, tal como eu. Agora era mais presente que antes e mais poderoso, mas não nos podíamos deixar abater nem estragar aqueles últimos momentos com algo tão negativo como a despedida.

- Eu não te posso pedir para ficar, mas por favor… volta.

- Ainda estou aqui Jake. Além disso eu vou-te levar comigo… e vou voltar. – não era preciso prometer, apesar de não sabermos o que o futuro nos iria guardar e que obstáculos teríamos que ultrapassar e vencer.

O sol começou a surgir na linha do horizonte, como que nos dando os bons dias, mas aquele seria o dia do adeus e por isso não seria bom.

Mais uma vez o mundo parou e desapareceu à nossa volta, mas agora era diferente, já nos conhecíamos completamente, tanto os nossos corpos como as nossas mentes se encaixaram numa perfeita sintonia.

Jacob e eu aproveitámos ao máximo aquelas últimas horas sozinhos, mas tinha que ir para casa arrumar as malas e apanhar o táxi para o aeroporto.

 



Carolina às 22:08 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Que coincidência engraçada! Confesso-te que até ti...
Que orgulho!
As voltas que a vida dá, sem dar voltas nenhumas: ...
Queen sempre foi uma das minhas bandas de eleição....
Tudo corrigido. Obrigada :)
A foto é de dia 03 de Julho, na exposição de anive...
Sebastian Bear é o marido da Emily e produtor de "...
Parece que sim :)
Não sei quem é, mas, deixava-me morder o pescoço.
Esse não era um filme do qual ela desistiu, ou se ...

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds