Domingo, 31.10.10

 

 

***

Sem saber bem o que fazer e para onde ir dirigi-me a casa. Sabia que a minha família ainda se encontrava por lá mas naquele momento não importava. Precisava de desabafar.

Abri a porta e reparei que tudo estava muito silencioso.

- Edward? Esme? – Chamei. Mas ninguém respondeu.

Segundos depois Jacob desceu as escadas.

- A tua família saiu. Acho que foram visitar a cidade. Ou então decidiram ir jantar fora. – Sorriu de forma perversa. O seu comentário fez-me soltar uma breve risada.

Jacob caminhou na minha direcção e abraçou-me.

- Por onde andaste? – Perguntou sem me largar.

- Por aí. Fui visitar o Gavin ao hospital e depois preguei uma partida a um homem irritante. – Jacob afrouxou o abraço, mas ainda me segurava pelos ombros.

- Quem é o Gavin? – Perguntou franzindo o sobrolho.

- É o rapaz da minha faculdade que foi a vítima do nómada na outra noite.

Ao ouvir a referência à noite do ataque ele voltou a apertar-me contra o seu peito. Não é uma sensação muito agradável ser abraçada daquela maneira por um lobo. Primeiro o Jacob é altíssimo o que faz com que a minha cabeça fique encostada ao seu peito e permite-lhe pousar o seu queixo no topo da minha cabeça, que deve ser, provavelmente, uma das coisas que mais detesto, e depois ele é quente, muito quente, o que me faz ter calor, já para não falar dos seus braços musculados, que me apertam com tanta força que às vezes até me falta o ar.

- Jake, pára de me abraçar, estás a irritar-me! – Avisei-o.

Ele largou-me mas olhou para mim com olhos de cachorrinho. Revirei os olhos perante a sua figura.

- Ainda bem que estás em casa. – Disse-lhe. – Precisava mesmo de falar contigo.

Subimos até ao telhado, o meu sítio preferido de toda a casa e sentamo-nos na cadeira de baloiço. Jake assumiu uma postura religiosa.

- Conta-me os teus pecados minha filha. – Disse com uma voz típica de padre enquanto me benzia.

- Jacob, pára com isso. É sério.

Ele parou com a brincadeira e endireitou-se na cadeira.

- Espera só um momento. – Disse quando eu me preparava para falar. – Pregaste uma partida a um homem irritante? Que tipo de partida?

- Ele estava a chatear-me então eu…fiz…com que ele não visse os degraus à sua frente. – Sorri timidamente. Normalmente Esme e Carlisle repreendiam-me por este tipo de brincadeiras, mas Jacob desatou a rir à gargalhada.

- Oh…deve ter sido fantástico. – Dizia entre gargalhadas. – Quem me dera ter estado lá para ver. Eu ter-me-ia rido na cara dele. Assim, olha, bem à sua…

- Eu acho que estou apaixonada! – As palavras saíram da minha boca de uma só vez.

Ele parou de rir e fixou-me atentamente.

- Apaixonada? Por quem? Pelo petisco de sanguessuga?

- Quem? – Perguntei baralhada.

- O petisco, o…Gavin, ou não sei quem. – Disse gesticulando.

- O quê? Não! – Enruguei o nariz com desprezo.

- Então? Pelo homem a quem pregaste a partida? – Ele esbugalhou os olhos.

Suspirei apertando a cana do nariz entre o meu polegar e o indicador.

- E se parasses de tentar adivinhar e me deixasses falar Jake? – Suspirei tentando manter a calma.

Ele levantou os braços e abriu as mãos em sinal de rendição, depois passou os dedos pelos lábios como se fechasse um fecho e deitou a chave fora.

- Tenho quase a certeza que isso é para os segredos. – Toquei com o indicador na ponta do meu nariz.

- Nunca estás bem… - Ia recomeçar a falar mas deitei-lhe o meu olhar de «disseste que ias estar calado» e ele parou.

- Há cerca de um mês conheci uma pessoa, por acidente, e desde então que nos temos vindo a encontrar ocasionalmente.

- É um da tua espécie? – Perguntou Jake.

- Qual é a minha espécie exactamente? – Sorri mas sem qualquer ironia. Jacob apressou-se a corrigir a pergunta dele.

- É um vampiro?

- Não. – Disse. – Humano!

- Summer, isso vai dar muitos problemas. Eu sei que não és bem vampira mas…também não és humana. – Encolheu os ombros em sinal de pedido de desculpa. – Pensa só nos problemas que vais ter. Será que vale a pena arriscares expor-te a uma pessoa que só conheces à uma semana?

- Nós quase que nos beijamos. Por duas vezes. Mesmo que não lhe conte nada ele vai reparar. O que achas que vai achar quando reparar que eu não me alimento como um humano? O que irá pensar de todas as vezes que passo os fim-de-semana fora para caçar? Já para não falar na mudança de cor dos meus olhos. A cor dos olhos de um humano não vai escurecendo de semana para semana até que depois voltam a ficar brilhantes quando comem.

- Por isso mesmo Summer. Valerá mesmo a pena contares-lhe?

- Eu não quero estar com ele e ter todas estas mentiras! – Suspirei.

- Mas sabes o que poderá acontecer. – Jacob estava a referir-se aos Volturi. Eles já não gostavam muito da ideia de eu estar viva, se ainda por cima fosse quebrar a única regra que eles nos impõem, iria ser complicado.

- Terei que ser discreta. Mas também só avançarei quando tiver a certeza de tudo. Quando estiver segura que ele sente o mesmo e que aguentará ouvir a verdade. – Passei a mão pela testa. Este assunto fazia sempre com que me a minha cabeça ficasse pesada.

- Tu sabes que sempre estaremos aqui para te ajudar e te apoiar! – Sorriu, aquele seu sorriso tosco que usava para amenizar uma conversa mais séria.

- Eu sei Jake. – Sorri também. – Obrigada!

Jacob voltou a abraçar-me!

- Eh…Jake? Se me voltas a abraçar vai haver cão para o jantar! – Rosnei.

De seguida fui sacudida pela gargalhada do meu melhor amigo.

***

 



Carolina às 21:54 | link do post | comentar

2 comentários:
De carolina a 1 de Novembro de 2010 às 12:56
Adorei! Como sempre!!
Estou ansiosa pela proxima parte!
Beijocas fofas


De Anita Fartote a 3 de Novembro de 2010 às 22:10
Mais!!!!!! =)
Adoro


Comentar post

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo
Chuva de fotos, amo! Prefiro quando o Rob está com...
Dakota linda!

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds