Segunda-feira, 29.06.15

o-CLOUDS-OF-SILS-facebook.jpg

 

A obra sublime de Olivier Assayas chega quinta feira a Portugal.

 

Juliette Binoche e Kristen Stewart oferecem-nos, provavelmente, as melhores prestações das suas carreiras até hoje em “As Nuvens de Sils Maria” – uma história deslumbrante sobre um confronto de realidades e gerações. Esta obra, que estreia em Portugal na quinta feira, 2 de julho, foi escrita e realizada pelo francês Olivier Assayas e estabelece uma linha muito ténue entre identidade e idade.


 

É curioso que Binoche encontre um segundo catalisador para a sua carreira num filme de Assayas, considerando que, nos anos 80, foi ele o coargumentista de “Rendez-vous” (1985), uma obra que impulsionou a (na altura jovem) atriz para o universo da fama.

Ironicamente, a sua personagem – a atriz Maria Enders – passa por algo semelhante em “As Nuvens de Sils Maria”. Maria entra numa peça escrita por um realizador e argumentista – Wilhelm Melchior – que também foi importante para ela, no início da sua carreira, há 20 anos


Trata-se de uma atriz de meia-idade, que, além de revisitar o trabalho deste escritor, revisita também a icónica peça que foi a sua rampa de lançamento para o mundo do cinema; “Maloja Snake”. Nesta peça, Maria interpretou o papel de Sigrid – uma jovem rapariga que seduz e destrói a sua chefe, Helena. Agora, esta mulher é desafiada a interpretar o outro papel (Helena), contracenando com Jo-Ann Ellis (interpretada por Chloë Grace Moretz) – uma jovem celebridade de Hollywood, ao estilo de Lindsay Lohan.

 

“Eu sou a Sigrid. Sempre fui e quero continuar a ser a Sigrid.” Esta é a resposta da atriz, quando confrontada com o desafio que é ter de representar a “enfeitiçada” em vez da “feiticeira”

 

“Eu sou a Sigrid. Sempre fui e quero continuar a ser a Sigrid.” Esta é a resposta da atriz, quando confrontada com o desafio que é ter de representar a “enfeitiçada” em vez da “feiticeira”. Maria tem problemas em entrar no papel que é, na verdade, a sua realidade – a velhice. Percebemos isso enquanto ela, com a ajuda da sua secretária, Valentine (Kristen Stewart), treina os diálogos numa casa de campo – que fica numa isolada terrinha chamada Sils Maria, bem dentro dos Alpes. À medida que o tempo passa, torna-se cada vez mais difícil distinguir os momentos em que Maria e Valentine estão a ler o guião dos momentos em que estão a ser elas mesmas. A peça vai-se transformando nas suas vidas.

 

Kristen Stewart prova que o seu passado, na pele da rapariga que se apaixona por vampiros e por lobisomens, já passou. E ainda bem. A oca e destemperada Bella Swan parece ter sucumbido à imagem desta forte, inteligente e carismática Valentine.

 

Há quem diga que Juliette Binoche é, ainda, aos 50 anos, um sex symbol. A produção soube jogar com essa ideia, com um assinalável brilhantismo, no primeiro quarto do filme – antes de Maria ir para Sils. No entanto, o segundo ato abre com a atriz a despertar do sono, e as suas primeiras palavras são: “Tive um sonho em que o futuro estava misturado com o presente. Foi confuso”. Nesta altura, a sexy e tentadora Maria desapareceu. O choque obriga-nos a interiorizar uma pessoa diferente, mais cansada e “confusa” pelos anos que já passaram.


O realizador afirma ter escrito um argumento inspirado na sua relação com Juliette Binoche, em jeito de dedicação. E talvez seja essa empatia, entre a atriz e a câmara, que torna tudo tão vivo, e por isso tão trágico. “As Nuvens de Sils Maria” desperta-nos a dura consciência sobre a efemeridade de tudo aquilo que alguma vez aspirámos ter ou ser. E se o argumento pesa tanto como o realizador quis, é porque todos sabemos que isso, mais do que uma ideia, é um facto.

 

nit.jpg

 

 

 

Fonte



And às 17:36 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

status

Online desde:25.04.2008

Staff: And e Carolina
Layout: Missanga Azul
em todos os momentos twilight


Já nos deste o teu like?
pesquisar neste blog
 
Links vários
comentários recentes
Sobre os Talentos especiais de Alec: ele tem um V...
Você ainda a tem? Se sim, poderia me enviar? model...
Olá. Estou a procura de uma fanfiction que vocês p...
Aproveito só que está esteve a dar breaking dawn n...
Pelo que eu vi da entrevista, o Rob foi irônico ao...
Casamento lindo, me lembrou muito o casamento da B...
Meu sonho encontrar ele assim
Casal mais lindo
Chuva de fotos, amo! Prefiro quando o Rob está com...
Dakota linda!

Arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


2003:

 J F M A M J J A S O N D


2002:

 J F M A M J J A S O N D


2001:

 J F M A M J J A S O N D


2000:

 J F M A M J J A S O N D


1999:

 J F M A M J J A S O N D


1998:

 J F M A M J J A S O N D


1997:

 J F M A M J J A S O N D


1996:

 J F M A M J J A S O N D


subscrever feeds